Crítica | Eli (2019)

Eli é um dos filmes de terror originais Netflix escolhidos para serem lançados próximos ao Halloween. A ideia poderia ser ótima se os filmes tivessem qualidade. Eli é uma daquelas experiências cheias de clichê do gênero e que ficam longe de criar qualquer tipo de tensão.

Eli é um garotinho de 11 anos que sofre de alguma doença autoimune que o impede de ter contato com o mundo. Para sobreviver sem intercorrências, ele precisa passar seus dias em uma bolha. Os pais dele acham que a melhor chance de curá-lo está em um tratamento alternativo. E é alternativo mesmo, já que a médica atende em um casarão antigo que fica envolto em sombras lá onde judas perdeu as botas. Obviamente, isso está longe de dar certo. Eli logo começa a ver coisas estranhas pela casa e a duvidar das habilidades da médica.

Este é um terror genérico que tenta se sustentar com sustos fáceis. O pior é que nem mesmo esses sustos fáceis são eficientes, já que antevemos o que vai acontecer durante os movimentos de câmera do diretor. É tudo tão irritantemente previsível e sem graça em Eli.

O final até possui uma reviravolta minimamente empolgante, mas ela nos é entregue de maneira confusa e apressada. E se formos pensar nas atitudes inverossímeis de todos os personagens as coisas implodem de vez. Tudo bem, concordo que não é recomendado esperar muita sabedoria em roteiros desse tipo, mas um mínimo de bom senso vai bem. Também não esperem criar empatia com ninguém aqui. Nem mesmo a razoável atuação de Charlie Shotwell salva o seu personagem da mediocridade.

Nos últimos anos presenciamos o lançamento de criativos filmes de terror, como A Bruxa, Invocação do Mal, Babadook, Hereditário, Corra, Midsommar e It Follows. Todos esses filmes perturbadores, geralmente carregados com uma atmosfera angustiante e donos de roteiros que discutem temas importantes nas entrelinhas. Definitivamente, o esquecível Eli não faz parte dessa lista.


Classif.: 2 de 5

Eli

Título Original: Eli
Direção: Ciarán Foy
Roteiro: David Chirchirillo, Ian Goldberg
Elenco: Charlie Shotwell, Kelly Reilly, Max Martini
Ano: 2019
Duração: 1h 38min
Info: IMDb


Related Posts with Thumbnails

Author: brauns

Um despretensioso comentarista de filmes e seriados. Fã de Kubrick, Spielberg e Kurosawa, nomes que me ajudaram a perceber o enorme potencial do cinema.

Share This Post On

2 Comments

  1. Parece mesmo uma cópia de alguns outros filmes embalado num terror genérico. Difícil

    Post a Reply
    • só dá pra encarar se você for um fã fervoroso do gênero

      Post a Reply

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.