Jurassic World – O Mundo dos Dinossauros

Em 1993 eu pude presenciar dois grandes acontecimentos, vi meu time chegar pela primeira vez numa final de campeonato brasileiro (obviamente perdemos) e fui ao cinema ficar maravilhado com ‘Jurassic Park’. Aquela criança que colecionava as figuras em papelão de dinossauros do saudoso chocolate surpresa estava explodindo a cabeça no cinema vendo dinossauros de “verdade” mastigando pessoas com a magia que só Spielberg sabe fazer.

Mais de 20 anos se passaram (como estou velho!) e Jurassic World – que ganhou um extremamente desnecessário subtítulo no Brasil de “O Mundo dos Dinossauros” – chegou aos cinemas sem o mesmo impacto do primeiro filme, é verdade, mas faz boas homenagens à história original e diverte em um thriller recheado de momentos intensos.

jurassic-world-o-mundo-dos-dinossauros-site-blah-cultural

A trama segue com o parque em total funcionamento tal qual uma “Dinoland” (não podia perder essa). Após 10 anos de funcionamento, a direção do parque começa a tentar combater um declínio de público (afinal dinossauros já não são mais tanta novidade assim) tendo a ‘brilhante’ ideia de criar um novo dinossauro, na verdade um híbrido que é um monstro de cerca de 15 metros. Enquanto dois irmãos vão fazer um passeio no parque, não tendo a devida atenção da diretora que é a tia deles, um incidente faz com que todos fiquem em perigo de vida.

A história é recheada de clichês e consequências de uma série de ideias estúpidas que estão ali apenas para gerar os conflitos e o perigo necessário para a trama caminhar. Existe em meio a tudo isso alguns pequenos dramas familiares, irmão mais velho (Nick Robinson, “The Kings of Summer“) que só pensa em garotas tendo que tomar conta do caçula nerd (Ty Simpkins, “Homem de Ferro 3“) um romancezinho entre um ‘macho alfa bad boy motoqueiro domador de velociraptors caçador’ (Chris Pratt, “Guardiões da Galáxia“) e a tia workaholic dos garotos (Bryce Dallas Howard, “Histórias Cruzadas“), pessoas gananciosas e por aí vai.

jurassic-world-kids

Mesmo não sendo nada de outro mundo, Jurassic World tem algumas sequências de tensão e perigo que fazem suas duas horas de projeção serem bem aproveitadas em tela. Mortes, dinossauros, monstruosidades ferozes, tiros, tecnologia, crianças prodígio engenheiras mecânicas, e muita correria (com salto alto inclusive!). Tudo isso garante a diversão ainda que os tempos sejam outros, meu time siga perdendo e o chocolate surpresa já não exista mais.

***

  1. O Jimmy Fallon no vídeo com instruções de segurança da “Girosfera” é sensacional.
  2. Chris Pratt ganhou a motoca que seu personagem usa no filme de presente após o términos das filmagens.
  3. Esta é a segunda vez que Bryce Dallas Howard e Judy Greer fazem papéis de irmãs em um filme, a primeira vez foi em “A Vila (2004)” do Shyamalan.
  4. Quem é rato da Netflix ainda vai poder ver Wilson Fisk com cabelo.

Divertido: Classificação 3 de 5

jurassic-world-own-raptors-posterJurassic World: O Mundo dos Dinossauros (Jurassic World, 2015 – 124 min)
Ação, Aventura, Ficção Científica.

Dirigido por Colin Trevorrow com roteiro de Rick Jaffa, Amanda Silver, Derek Connolly e Colin Trevorrow adaptando obra original de Michael Crichton. Estrelando: Chris Pratt, Bryce Dallas Howard, Nick Robinson, Ty Simpkins, B.D. Wong, Judy Greer, Irrfan Khan, Vincent D´Onofrio, Jake Johnson e Andy Buckley.

Related Posts with Thumbnails

Author: Marcio Melo

Analista de Sistemas, amante da sétima arte desde os tempos imemoriais e com muito sangue nerd fervilhando em veias hipertensas, fundou o Porra, Man! com o intuito de comentar sobre cinema de forma descomplicada e fácil de entender. Nas horas vagas torce prum time que nunca vence e mata monstros que não existem.

Share This Post On

18 Comments

  1. Achei o filme bom, principalmente pela parte final. Se seguisse no ritmo inicial terminaria ficando com uma nota 6, conforme suas estrelas sugerem Márcio, mas acho que nesse momento decisivo ele evoluí muito e consegue realizar o que mais se esperava: Impressionar.

    Post a Reply
    • as 3 estrelas não são simplesmente uma nota 6, ela vai até a nota 7, é que não dá pra dividir o controle no meio, mas foi a nota que dei no letterboxd, 3,5 estrelas de 5 🙂

      Post a Reply
      • Parte esta estrela no meio logo e larga de mistério com essas notas. 😛

        Post a Reply
  2. Rapaz, não sinto a mínima vontade de ver esse filme, mesmo você elogiando hehehe Um filme onde os protagonistas são dinossauros…achei desnecessário retomar essa “franquia” (só vi o primeiro filme, Jurassic Park, e acho que nem na época achei lá essas coisas, quanto mais agora). Por outro lado, vou ver no cinema o novo filme do DBZ hehehe

    Post a Reply
    • Se você já não curtiu o primeiro man, vai ficar difícil gostar desse então.

      Já DBZ eu nunca fui muito fã.

      Post a Reply
  3. Chocolate Surpresa, grande lembrança, rsrs. Adorava.

    Quanto ao filme é isso, bom, mas nada demais.

    Post a Reply
  4. Pô Marcio,errei pensei que vc daria 4 estrelas kkkk,mas o filme é bem isso como resumiu mesmo. A ideia é ter o maximo de lucro com essa nova trilogia dos dinossauros.

    Post a Reply
    • E acho legal que eles tenham lucro, mesmo não sendo um espetáculo é um filme divertido e bem ‘honesto’. Que venham mais 🙂

      Post a Reply
  5. Eu achei bem legal, principalmente as cenas de aventura. A batalha final é sensacional!

    Post a Reply
  6. Porra man, vou assistir RS. Saudades dos chocolates surpresa. Abraços

    Post a Reply
    • Assista e depois me conte o que achou 🙂

      Post a Reply
  7. O filme cumpre exatamente aquilo que promete,e é um entretenimento de primeira!

    Post a Reply
    • Sem dúvidas, ele cumpre mesmo o que promete e é um filme divertido.

      Post a Reply
  8. Resumiu bem o filme: uma diversão competente, agradável, mas sem o resplendor e a inovação do original. Bem, antes isso do que um filme efetivamente ruim! Vamos ver se na continuação eles trazem alguma ideia nova.

    Cumps.

    Post a Reply
  9. Eu curti esse novo filme, mesmo quase não lembrando do original.
    Pra mim a principal falha foi a escolha de Chris Pratt para um personagem que desperdiça todo o talento cômico do cara. Senti ele meio preso.

    Post a Reply
    • Eu curti o Pratt e a pegada mais ‘séria’ dele, inclusive acho que ele está pronto para assumir um reboot do Indiana Jones

      Post a Reply
  10. Então, não achei ele ruim, só meio “contido” mesmo. A toda hora ficava esperando uma piadinha do personagem dele, mas nada que prejudicou.

    Ai já fico em duvida. Talvez o Bradley Cooper se saísse bem também.

    Post a Reply
    • Sim é uma boa pedida também o Bradley!

      Post a Reply

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.