Amaldiçoado (Horns)

Já pensou acordar de ressaca e descobrir que o amor da sua vida foi estuprada antes de ser assassinada na noite anterior e que o principal suspeito é você? Como se já não bastasse tudo isso, na sua testa estão nascendo chifres (sim, eu sei). Dirigido por Alexandre Aja (“Piranha 3D”) e baseado no best-sellerHorns” – que no Brasil ganhou o título de “O Pacto” – escrito por Joel Hill (filho do mestre Stephen King), “Amaldiçoado” é mais uma adaptação que acaba não fazendo bom proveito da ótima premissa e que não consegue transpor de maneira satisfatória a história do livro para a tela.

DanielPotterRadcliffe (“Será Quê?“) interpreta Ig Perrish, acusado pelo assassinato e estupro de sua namorada e que tem que lidar ainda com um par de chifres que está crescendo em sua testa. Os cornos no entanto trazem um estranho poder, além de serem notados pelas outras pessoas apenas quando ele se aproxima delas, eles fazem com que a pessoa revele os seus mais íntimos e tenebrosos segredos. Esse poder (ou maldição?) acaba fazendo com que Ig corra atrás de descobrir quem foi o verdadeiro assassino do seu eterno amor, só que pelo caminho ele acaba descobrindo outras verdades nada agradáveis.

horns-o-pacto-resenha-zoom-news

Existem muitas cenas e situações do livro que foram trazidas para o filme, só que incrivelmente acaba não contribuindo muito já que essa transição da história original é muito falha, principalmente em relação a construção dos personagens. Falta aprofundamento tanto no protagonista quanto nos demais coadjuvantes, o que dificulta o espectador criar alguma empatia ou torcer por eles. A história por sua vez fica muito solta no filme, o que deixa a sensação para todos que leram o livro (incluindo este que vos escreve) do seu potencial não ter sido muito bem explorado.

Na parte técnica e visual “Amaldiçoado” traz um trabalho muito competente e, verdade seja dita, tem lá os seus momentos apesar do ritmo não ajudar muito. E se as atuações de alguns coadjuvantes como por exemplo o Max Minghella (“A Rede Social“) ou o Joe Anderson (“A Epidemia“) não contribuem muito – até mesmo a Juno Template parece estar ali apenas a exercício de sua beleza sem trazer outra justificativa mais plausível para sua personagem causar tamanho fascínio em todos na cidade – existe um bom envolvimento de Radcliffe com seu personagem cornudo que caminha um pouco fora da linha de Hogwarts (tá bom, ele aqui fala também com cobras) e quanto nada é um papel um pouco diferente do que ele fez na maior parte da sua vida.

Não chega a ser um filme ruim, mas o que “Amaldiçoado” tem de melhor além da atuação esforçada do Daniel acaba vindo mesmo da mente do Joe Hill, que criou uma história intrigante (no livro) que mesmo não sendo bem adaptada deixa a sua marca (no filme).

Horns - Amaldiçoado

Afinal, as aparências enganam ou nem sempre podemos traçar o perfil das pessoas como malvadas ou boazinhas apenas por suas feições? Existe alguém totalmente ruim ou totalmente bom? É uma pena que em meio a tão interessantes questionamentos o filme, ao contrário do livro que mesmo não sendo uma obra prima traz uma leitura divertida e interessante, fique no meio termo.

***

  1. Joe Hill escreveu durante vários anos e só após ter tido o reconhecimento e ter visto seus livros figurarem na lista de Best Sellers é que divulgou que era filho do grande escritor Stephen King. A ideia era trilhar seu caminho sem se ‘ancorar’ no sucesso do pai. Sim, ele vai continuar como Joe Hill e não Joe King.
  2. Outro livro divertido que li do Joe Hill foi o “Estrada da Noite” que acompanha uma estrela do rock que se vê envolvido com um fantasma que “ganhou de brinde” após comprar um terno ‘mal assombrado’ pela internet.
  3. O escritor Joe Hill, que possui um site pessoal onde divulga mutias novidades, parece ter se divertido bastante com a produção do filme.
  4. Quem tem assinatura da Netflix pode conferir o filme por lá. Quem não tem, chama Jack Sparrow que depois de tanta demora ele chegou ao Brasil apenas em homevideo.

Regular: Classificação 2 de 5

amaldiçoado posterAmaldiçoado (Horns, 2013)
Horror, Suspense

Dirigido por Alexandre Aja com roteiro baseado no romance escrito por Joe Hill. Estrelando: Daniel Radcliffe, Sabrina Carpenter, Juno Temple, Kelli Garner, James Remar, Max Minghella, Laine MacNeil, Dylan Schmid e Joe Anderson.

Related Posts with Thumbnails

Author: Marcio Melo

Analista de Sistemas, amante da sétima arte desde os tempos imemoriais e com muito sangue nerd fervilhando em veias hipertensas, fundou o Porra, Man! com o intuito de comentar sobre cinema de forma descomplicada e fácil de entender. Nas horas vagas torce prum time que nunca vence e mata monstros que não existem.

Share This Post On

4 Comments

  1. O livro Nosferatus, do Joe Hill, também é MUITO bom

    Post a Reply
    • Vou colocá-lo em minha lista então, valeu pela dica.

      Post a Reply
  2. eu também li o ‘Estrada da Noite’ e gostei, mas não a ponto de ir atrás de mais obras do cara. será que ninguém sabia que ele era filho do Stephen King mesmo? parece-me me difícil, mas de qualquer forma ele provou que também tem talento.

    quanto ao filme… mais uma opção interessante que a netflix oferece, ainda que com algumas falhas que você destacou. daniel radcliffe será eternamente lembrado por harry potter, mas ele tem realizado bons trabalhos!

    Post a Reply
    • Eu li primeiro ‘O Pacto’ e confesso ter gostado mais do que o ‘Estrada da Noite’, mas Joe Hill escreve naquela linha livros 3 estrelas de 5 hehehe

      Post a Reply

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.