Assim na terra como no inferno

As Above, So Below 2014

Filme: As above so below

Direção:  John Erick Dowdle

Elenco: Perdita Weeks, Ben Feldman, Edwin Hodge, Francois Civil.

Sinopse: Uma arqueóloga e seus guias estão em busca de um lendário tesouro que está supostamente enterrado nas catacumbas abaixo de Paris, lugar assombrado com milhares de corpos enterrados.

É preciso dizer que Assim na terra como no inferno arrisca tudo quando aposta em uma heroína com ares de vilã. Poderia ter dado muito errado mas não deu. Tudo bem que não deu lá tão certo mas o resultado foi bom… No início do filme já somos apresentados a Scarlett como ela é, sem rodeios ou grandes floreios: ela é uma mulher capaz de tudo para conseguir o que quer, vai ao limite do seu físico e de quem a acompanha também! Ela é quase capturada durante uma incursão ao Irã e não pareceu se importar quando seu guia estava a ponto de sacrificar a vida por ela.

Isso é logo nos minutos iniciais do filme. Por isso mesmo já podemos entender que a responsável pela expedição é uma mulher prática e uma pesquisadora incansável; até descobrirmos o que ela está procurando: o segredo para transformar chumbo em ouro, regeneração de órgãos e tecidos, a possibilidade da imortalidade, ou seja, a pedra filosofal. É isso mesmo, a pedra filosofal.

As-Above-So-Below

Quando as pesquisas de Scarlett mostram que a Pedra Filosofal só pode estar em um lugar no mundo, as catacumbas de Paris, ela reúne um grupo de estranhos que conhece em um bar para entrar na zona proibida e encontrar o tesouro. Eu não vou ficar perguntando o porquê eles aceitam entrar em um lugar, no subsolo, com milhões de corpos, escuro e apertado pois é disso que são feitos os filmes de terror mas … que ideia insana é essa?

Em As above so below a claustrofobia é real e chega uma hora que você começa a alterar sua respiração também. Não se compara ao clima de Abismo do Medo mas vai pelo mesmo caminho. Quando as coisas começam a se complicar o clima de terror psicológico faz o filme valer a pena. A luta pela sobrevivência e o confronto com seus medos mais íntimos nos levam cada vez mais fundo aquelas catacumbas e mais perto do inferno. E sabe aquela protagonista presunçosa e egoísta? A coisa fica tão pesada que você rapidinho começa a torcer por ela.

Nick curtiu e até mandou beijo.

Related Posts with Thumbnails

Author: Dani Vidal

Dani Vidal (@danividal) é formada em Relações Públicas e autora do blog Feminina. Apesar de não dispensar um terror recheado de zumbis, chora copiosamente com um bom drama. Acho que nossa postura com a sétima arte é como se achar técnico de futebol. Ninguém é especialista mas todo mundo tem uma opinião e adora criticar a escalação.

Share This Post On

4 Comments

  1. Meu Deus, eu sou meio claustrofóbico imagina assistir algo assim?

    Eu me impressiono também com os títulos nacionais: “Assim na Terra como no Inferno”. A piada é boa mas tá complicado essa turma hehehe

    Post a Reply
  2. O filme sabe gerar um clima, tomei grande sustos com ele mas achei que poderia terminar de uma forma melhor. Quem em sã consciência ia entrar em um lugar desses cara ? kkkkk

    Post a Reply
  3. O filme é bom, apesar de não gostar desse tipo de filmagem em primeira pessoa. Muitas pessoas não gostaram do fim do filme, mas ele foi mais surpreendente do que se imagina é transforma um filme comum de exploração de catacumbas macabras num luta contra seus piores arrependimentos. O fato deles sempre descerem significa a busca mais profunda do seu inferno pessoal e apenas os que se arrependerem “cairão pra cima”.

    Não é um filme excelente, mas está tudo na medida. Recomendo

    Post a Reply
  4. Eu adorei o filme, fiquei surpreso principalmente no último ato. E confesso: Torci para a Scarlett desde o começo…

    Post a Reply

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.