Qualquer um que acompanhe minimamente a forma como a mídia ‘opera’ – iria complementar com um ‘hoje em dia’ mas a polícia da internet e do português elegante poderia me recriminar – sempre se questionou sobre quais seriam os limites (morais, éticos) que ela deveria obedecer nessa corrida/luta insana por audiência. Um tema já bastante explorado nos cinemas, é verdade, mas são raras as produções que possuem a competência do filme “O Abutre (Nightcrawler)”.

OAbutre3

Na trama vamos conhecer Lou Bloom (Jake Gyllenhaal, “Os Suspeitos”), um sujeito que vive de pequenos crimes e golpes para sobreviver. Certo dia ele descobre um grande “nicho de mercado” no insano e perigoso submundo do jornalismo criminal de Los Angeles e, com sua ambição e determinação inumanas (ele sequer se preocupa em piscar os olhos) aliados ao seu extenso aprendizado obtido pela internet (não possuiu uma vida de estudos formal), Lou Bloom inicia uma trajetória de ascensão fulminante e sem limites.

Na carona, correndo a noite pelas ruas de Los Angeles, o espectador é convidado a acompanhar o mundo em altíssima velocidade do jornalismo sensacionalista numa fórmula que parece até simples, correr atrás de crimes e acidentes chocantes (de preferência com mortes e muito sangue), filmar tudo e vender a história para algum veículo jornalístico interessado.

K72A3220.CR2

O filme marca a estreia na direção, de forma brilhante diga-se de passagem, de Dan Gilroy, que é conhecido por escrever os roteiros de produções como “O Legado Bourne” e “Gigantes de Aço”. Além de trabalhar de forma primorosa com o elenco, o (agora) diretor consegue construir um clima crescente de ação e intensidade em sua história que culmina em um clímax que envolve perseguições e mortes que é simplesmente incrível e deixa muitas produções mais badaladas no chinelo.

Um tanto quanto perturbador, “O Abutre”, além de possuir cenas de ação e um clima de suspense muito bem construídos, traz reflexões pertinentes a respeito do que a sociedade atual anda consumindo como “informação” num sistema quase canibal que a mídia utiliza para “sobreviver”. Além disso traz um protagonista que discute, direta e abertamente, sobre outros temas recorrentes como solidão e obsessão.

K72A7083.CR2

Com uma atuação ASSOMBROSA do grande Jake Gyllenhaal, “O Abutre (Nightcrawler)” é um thriller de suspense intenso e é uma das poucas coisas interessantes que você vai encontrar nos cinemas nesse final de 2014. Imperdível.

***

  1. Jake Gyllenhaal perdeu cerca de 10 quilos para seu papel. A idéia foi do próprio ator, já que ele visualizava Lou como um coiote com fome.
  2. Rene Russo, que interpreta a personagem Nina Romina, é casada com o diretor Dan Gilroy.
  3. Jake Gyllenhaal empenhou-se tanto em uma cena que ele fala com si mesmo em frente ao espelho que ele resolveu dar um soco de verdade (no espelho). O ator quebrou e cortou a mão e teve que ser levado ao hospital, voltando a filmar assim que foi liberado.
  4. A classificação ficou entre 4 e 5 controles, mas pra manter a audiência em alta resolvi aproximar pra cima 🙂

Excelente: Classificação 5 de 5

OAbutre_poster_brasileiro_JakeGyllenhaalO Abutre (Nightcrawler, 2014 – 117 min)
Thriller, Suspense

Um filme de Dan Gilroy com Jake Gyllenhaal, Rene Russo, Riz Ahmed, Bill Paxton, Ann Cusack e Kevin Rahm.

Related Posts with Thumbnails