Mamonas Para Sempre

O cenário musical brasileiro nos anos 90 foi muito rico e recheado de grandes bandas e artistas, dentre eles surgiu um meteoro (não é o da paixão) que obliterou toda este cenário e, devido ao trágico fim, se tornou uma das maiores lendas nacionais. De criança a adulto era difícil existir alguém no Brasil na época que não se rendeu ao carisma, a irreverência e ao bom humor do grupo “Mamonas Assassinas”.

mamonas-assassinas

O documentário dirigido por Cláudio Khans reúne alguns vídeos da época e depoimento de familiares, amigos e produtores a respeito da banda ‘Mamonas Assassinas’ e toda a sua trajetória que iniciou com a banda de rock Utopia. Vamos acompanhar através deste material a história de Dinho, Bento, Júlio, Samuel e Sérgio que atingiram uma fama meteórica com grandes sucessos musicais e que, infelizmente, chegou ao fim precoce em um acidente aéreo em 1996.

O documentário “Mamonas Para Sempre” marca a estreia em direção de longa metragens do Cláudio Khans de maneira bastante morna já que, tirando alguns poucos vídeos e depoimentos interessantes, é uma produção que deixa a desejar com o que representou a banda que saiu de Guarulhos para conquistar o país.

A verdade é que “Mamonas Para Sempre” funciona muito mais como uma forma de relembrar essa excelente banda de sucesso meteórico do que propriamente prestar uma homenagem digna a toda a felicidade que eles nos proporcionaram nos anos 90.

Surreal imaginar uma capa de disco dessas na mão de todas as crianças nos anos 90

Nos anos 90, todas as crianças carregavam esse disco com essa capa. Surreal.

Não chega a ser ruim, tem alguns depoimentos e registros bem interessantes até, mas talvez ouvir o disco deles novamente do início ao fim seja mais válido e proveitoso – diga-se de passagem, as canções do grupo poderiam e deveriam ser melhor utilizadas no documentário – do que acompanhar esta obra que não está mesmo a altura do que os meninos de Guarulhos (e nós fãs) mereciam por tudo o que foram e fizeram

***

  1. No dia 2 de março de 1996 estava na fazenda de meus avós com meus primos quando vimos a notícia na tv da queda do avião. Parecia mentira, era difícil acreditar.
  2. As famílias dos integrantes dos Mamonas Assassinas escolheram a Tatu Filmes como a produtora a realizar o documentário. Infeliz escolha se me permitem.
  3. A banda Utopia, cujos integrantes depois formaram o Mamonas Assassinas, vendeu menos de 100 discos ao longo de cinco anos.

Fraco: Classificação 2 de 5

Mamonas Para Sempre (2011 – 90 min)
Documentário dirigido por Cláudio Khans.

Related Posts with Thumbnails

Author: Marcio Melo

Analista de Sistemas, amante da sétima arte desde os tempos imemoriais e com muito sangue nerd fervilhando em veias hipertensas, fundou o Porra, Man! com o intuito de comentar sobre cinema de forma descomplicada e fácil de entender. Nas horas vagas torce prum time que nunca vence e mata monstros que não existem.

Share This Post On

8 Comments

  1. Já passei por esse documentário algumas vezes… mas nunca me senti animada =/

    Post a Reply
    • Vi na Netflix pela facilidade e curiosidade, mas ouvir o disco deles é muito mais proveitoso.

      Post a Reply
  2. Pois é, um grupo tão criativo, com um documentário tão careta, pena.

    Post a Reply
    • Um verdadeiro contrassenso realmente.

      Post a Reply
  3. No dia do show em salvador eu estava no Almeida. Acho que era final ou meio de ano. Choro ate hj por não ter ido. Seria uma boa lembrança para a vida toda.
    Irei ter escutar o CD deles. Acho que ainda tenho.

    Post a Reply
    • Sim, nem me fale que lembro também de ter perdido o último show do Raimundos (sem Rodolfo nos vocais pra mim a banda acabou) em Salvador para ir prum certo 15 anos de uma certa prima nossa hahahaha lá no Almeida.

      Post a Reply
  4. Kkkkkk.
    Porra man. Já era. Perdeu. Inda bem que o Almeida também nos trouxe outros momentos memoráveis. :0)

    Post a Reply
  5. A banda era massa, mas esse documentário sempre me pareceu ser meio fraquinho mesmo.

    Post a Reply

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.