Michael Bay e a sua mina de ouro

A franquia “Transformers” é uma verdadeira mina de ouro que Michael Bay não cansa de escavar. Os números da bilheteria ao redor do mundo do último filme dos Transformers (“A Era da Extinção“) já ultrapassou a barreira dos 1 bilhão de dólares, fato que ele já havia conseguido com “Transformers – O Lado Oculto da Lua” que ‘fechou o caixa’  com mais de 1 bilhão e 123 milhões de dólares!

Se for contar ainda os outros dois filmes da franquia, a quantia de dinheiro gerada pelo senhor Bay chega próximo já aos 4 bilhões de dólares,  e isso estamos falando apenas de bilheteria dos cinemas. Se for contar os produtos derivados que vão desde Blurays/DVDs até a bonecos (action figures para os que não querem ser chamados de criança 😛) Michael Bay pode sim se orgulhar de ter criado uma verdadeira mina de ouro para Hollywood.

A estratégia de levar o 4º filme até a China – na terceira parte do longo filme toda a ação e outras tretas mil acontecem no país e conta até com alguns atores locais – rendeu bons frutos já que o país foi responsável por uma parte bastante considerável dessa bilheteria e é, sem sombra de dúvidas, um mercado muito grande para ser ‘ignorado’. Com toda certeza tal prática será explorada ainda mais por investidores e produtores que, ao contrário dos amantes do bom cinema, estão mesmo interessados em fazer grana.

michael_bay_y_sus_musas

Enquanto a crítica especializada segue metendo o pau na franquia dos robôs gigantes o público segue comprando a ideia e continua pedindo sempre mais, receita que vem dando certo financeiramente e que, pelo visto, seguirá sendo cada vez mais explorada. Aos que exigem mais cinema de “arte“, Michael Bay respondeu uma entrevista dizendo que o que ele faz também é arte. Verdade seja dita, em partes, não está de todo errado. Ou está?

***

1. O Box Office Mojo mantém uma lista atualizada “em tempo real” da arrecadação dos filmes nos cinemas ao redor do mundo. É interessante analisar quais são as maiores bilheterias. Por mais que o senso comum é de que grandes bilheterias são geradas a partir de filmes de qualidade duvidosa, algumas produções colocadas na ‘linha de frente’ são produtos elogiados tanto pela crítica especializada quanto pelo público.

Related Posts with Thumbnails

Author: Marcio Melo

Analista de Sistemas, amante da sétima arte desde os tempos imemoriais e com muito sangue nerd fervilhando em veias hipertensas, fundou o Porra, Man! com o intuito de comentar sobre cinema de forma descomplicada e fácil de entender. Nas horas vagas torce prum time que nunca vence e mata monstros que não existem.

Share This Post On

2 Comments

  1. eu acho que eu sou o único maluco, que acho essa cara um gênio da ação, pra mim não existe melhor diretor que ele nesse quesito, e toda essa pilha de dinheiro é o retorno que ele tem por esse feito absurdo, pra ele o que importa é ganhar dinheiro e que se foda o resto, eu no lugar dele faria a mesma coisa…

    Post a Reply
  2. No caso de Transformers temo seriamente por uma sequência já não conseguir manter esse fôlego. Este filme deixou uma péssima impressão em vários sentidos e acho que isso irá refletir-se caso arrisquem mais uma continuação, coisa muito plausível até pelo próprio final desse último.

    Post a Reply

Trackbacks/Pingbacks

  1. Ouija - O Jogo dos Espíritos - Porra, man! - […] filme é produzido pela Planet Dunes do explosivo Michael Bay e custou apenas 5 milhões de dólares, valor muito…

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.