O Lobo de Wall Street (The Wolf of Wall Street)

Indicado a 5 Oscar, “O Lobo de Wall Street (The Wolf of Wall Street)” é mais uma ótima produção do grande cineasta Martin Scorsese que acumula agora o seu quinto trabalho com o ator Leonardo DiCaprio. Adaptando acontecimentos reais relatados no livro de Jordan Belfort, vamos acompanhar no filme o surgimento de um dos maiores corretores da bolsa de valores que Wall Street já conheceu, desde o seu auge e toda a sua riqueza até o seu declínio envolvendo crimes, corrupção e o governo federal americano.

-o-lobo-de-wall-street1

Usando bastante o recurso da quebra da 4º parede, o protagonista interpretado por DiCaprio em diversos momentos conversa com o espectador e além de esclarecer os seus anseios e demonstrar os seus desejos, tenta dar uma aula de corretagem e demais assuntos inerentes a bolsa de valores. É interessante vez ou outra, mas é usada tantas vezes que, em alguns momentos, chega a ser cansativo.

Mais cansativo que todo esse didatismo apresentado, só mesmo o tempo de duração do filme, 3 horas. Não, não precisava ser tão longo assim. De qualquer forma, devido a habilidade de Scorsese e também as atuações EXCELENTES de praticamente todo o elenco, acaba não incomodando tanto assim, principalmente nas 2 horas iniciais. O que acaba combinando com o início frenético da história, regado a sexo, drogas e muitas loucuras inacreditáveis e, para alguns, além de onde a moral e os bons costumes “permite“.

wolf wall street money

Acompanhar o mundo de Wall Street e a vida que levavam (e ainda devem levar hoje em dia de certa maneira) os corretores pode ser chocante para alguns, é como se fosse o desnudamento do lado mais vil do capitalismo. Não obstante tudo isto, alguns diálogos e cenas brincam com pessoas especiais, deficientes e traz de uma maneira muito ‘real’ os efeitos e consequências do uso excessivo de drogas. É muita cocaína, pílulas, remédios e por aí vai. Em uma das cenas mais divertidas, depois de uma overdose de efeito retardado, DiCaprio se arrasta pelo chão sem conseguir controlar o seu corpo. É para você gargalhar até cansar, e realmente cansa em determinada parte já que a cena se alonga até demais.

Se a história é interessante e a direção de Scorsese, como de praxe, está em um nível muito bom, o que dizer dos atores? Nomear todos eles seria um trabalho árduo já que o elenco É MUITO grande, mas não dá para deixar de destacar os principais. Leonardo DiCaprio (“Django Livre”) está fantástico e é acompanhado, durante boa parte do tempo, por um Jonah Hill (“Anjos da Lei“) ensandecido, o que faz jus as indicações para melhor ator e melhor ator coadjuvante no Oscar. Ainda que tenha uma participação menor (em tempo, não em importância) logo no início, Matthew Macgonary está ótimo também. Na ala feminina, Margot Robbie desfila elegância e beleza além de convencer muito bem em seu papel de segunda esposa do Lobo de Wall Street, mas é de Joanna Lumley, a tia Emma, o grande destaque no lado feminino.

Cinemascope-o-lobo-de-wall-street

Conhecido também como o filme que bateu o recorde da utilização da singela palavra “fuck”, “O Lobo de Wall Street” não precisava ser tão longo e explicativo, é verdade, mas tanto as performance dos atores quanto a própria história que é, tirando todos os preceitos morais, deveras interessante, rendem alguns ótimos momentos que, em sua grande maioria, são bastante divertidos.

***

  1. Jonah Hill queria engolir, de verdade, um peixinho em uma cena do filme. Todos estavam indo tão além dos limites que ele não queria ficar pra trás. Não deixaram e ele teve que devolver o bichinho pro aquário depois de filmada a cena.
  2. Parece que nem todo mundo entendeu a proposta do filme e tampouco captou a lição contundente deixada ao final. Não, não é um convite para se drogar loucamente e fazer negócios ilícitos para enriquecer até não poder mais.
  3. It´s a fucking movie but it´s a FUCKING 3 HOURS!!! Calm down Scorsese.

Ótimo: Classificação 4 de 5

poster-em-portugues-de-o-lobo-de-wall-streetO Lobo de Wall Street (The Wolf of Wall Street, 2013/2014 – 180 min)
Drama, Biografia, Comédia

Um filme de Martin Scorsese com roteiro de Terence Winter adaptando obra literária de Jordan Belfort. Estrelando: Leonardo DiCaprio, Margot Robbie, Matthew McConaughey, Jonah Hill, Jon Bernthal, Cristin Milioti, Jon Favreau, Ethan Suplee, Shea Whigham e Spike Jonze.

Related Posts with Thumbnails

Author: Marcio Melo

Analista de Sistemas, amante da sétima arte desde os tempos imemoriais e com muito sangue nerd fervilhando em veias hipertensas, fundou o Porra, Man! com o intuito de comentar sobre cinema de forma descomplicada e fácil de entender. Nas horas vagas torce prum time que nunca vence e mata monstros que não existem.

Share This Post On

14 Comments

  1. As 3 horas não foram tão pesarosas assim pra mim, em um dado momento só pensei “caramba, ta acontecendo tanta coisa nesse filme, quanto tempo será que tem?” mas ok, foi de boa.

    A cena do “paralisia cerebral” foi DEMAIS. Ri muito. Leonardo está demais.

    Post a Reply
    • Ri bastante também, tanto que esgotou até o “mana” do meu riso heheheh

      Post a Reply
  2. O tempo passou rápido mesmo, mas acho que 2:35 de duração tava bom!

    Parceria de sucesso essa do Scorsese e DiCaprio, hein? Os caras são F…

    PS: bacana saber mais sobre esse conceito narrativo, link interessante!

    Post a Reply
    • Fico feliz que tenha clicado no link e lido, poucos fazem isso hehehe, simplesmente seguem adiante

      Post a Reply
  3. é um bom filme? é claro,mas não precisava ser tão longo assim,2 horas estaria de bom tamanho,mas beleza,DiCaprio e Scorsese sempre mandam bem 🙂

    Post a Reply
    • É muito apego desses diretores hoje em dia, não conseguem fazer uns cortinhos em seus filmes hehehehe

      Post a Reply
  4. Eu acho que ser objetivo é mais difícil que se alongar, por isso vemos tantos filmes derrapando neste aspecto. O medo de fazer um filme curto e terminar sem contar tudo ou parecer superficial amedronta alguns e pode ser um dos motivos de termos produções tão longas assim. Exemplo disso é Lars Von Tier.

    Post a Reply
  5. eu estou doido pra ver esse filme, curto pacas os filmes do Scorsise já vi praticamente todos, mais em breve estarei conferindo..eu cabei de assistir e lhe recomendo um excelente filme Clube de Compras Dallas (Dallas Buyers Club) com a impecável atuação do Matthew McConaughey se você não conhece O filme conta a história de Ron Woodroof, um eletricista heterossexual de Dallas que foi diagnosticado com AIDS em 1986, durante uma das épocas mais obscuras da doença. Embora os médicos tenham lhe dado apenas 30 dias de vida, Woodroof se recusou a aceitar o prognóstico e criou uma operação de tráfico de remédios alternativos, na época ilegais.

    Post a Reply
    • Tô ligado nesse filme, tá concorrendo a Oscar e tudo mais. Vou esperar estrear nos cinemas para assistir

      Post a Reply
      • eu baixei ele em Mkv qualidade Bluray 1080p legendado, as atuações de Matthew McConaughey e Jared Leto são Foda!

        Post a Reply
        • A depender do meu tempo e disposição, vou acabar encomendando com Jack Sparrow um desses

          Post a Reply
  6. Sobe essa nota ae Marcio, é cinco controles sim!
    Sobre a duração, é completamente proposital, é um filme sobre excessos, então uma duração excessiva faz muito sentido.

    Post a Reply
    • No Letterboxd dei 4,5 estrelas, aqui não tem como dividir ai acabei aproximando pra baixo hehehe

      Post a Reply
  7. o filme é bom, mais eu esperava mais..Scorsese já fez filmes melhores..

    -Os Bons Companheiros [Goodfellas] 1990
    -O Cabo do Medo [Cape Fear] 1991
    -Cassino [Casino] 1995
    -Gangues de Nova York [Gangs of New York] 2002
    -O Aviador [The Aviator] 2004
    -Os Infiltrados [The Departed] 2006
    -Ilha do Medo [The Departed] 2010
    -A Invenção de Hugo Cabret [Hugo Cabret] 2012

    Post a Reply

Trackbacks/Pingbacks

  1. Clube de Compras Dallas (Dallas Buyers Club) - Porra, man! - […] acompanhar, em meados da década de 80, a jornada do texano Ron Woodroof (Matthew McConaughey, “O Lobo de Wall…
  2. O Regresso (The Revenant) - Porra, man! - […] Ele atua muito bem, mas é muito menos digno de um Oscar de melhor ator do que ele próprio…

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.