Ninfomaníaca – Parte 1 (Nymphomaniac – Volume I)

Quando o melhor diretor do mundo, Lars Von Trier, anunciou que seu próximo filme retrataria a história de uma ninfomaníaca e seria repleto de cenas de sexo explícito, muitos ficaram preocupados, afinal, o cineasta que já conseguiu degradar o ser humano, destruir a crença nas pessoas e até mesmo na esperança de não estarmos sozinhos no universo, estava prestes a lançar nos cinemas um pornô e, muito provavelmente, destruiria, como forma de entidade espiritual, o sexo. Com toda certeza tio Lars deve estar muito satisfeito e rindo sozinho (logicamente) de tudo isso, afinal, “Ninfomaníaca (Nymphomaniac)” (pelo menos essa primeira parte), ainda que traga sim cenas de sexo e nudez, não chega nem perto de toda expectativa e polêmica levantada.

Na trama vamos acompanhar a história de Joe (Charlotte Gainsbourg), uma mulher que é encontrada largada em um beco bastante machucada por um homem mais velho, Seligman (Stellan Skarsgard), que lhe oferece ajuda. Ele a leva para sua casa e Joe, enquanto se recupera, começa a contar detalhes de sua vida para Seligman. Assumindo ser uma pessoa ruim, e que sofre de ninfomania, ela narra algumas das aventuras sexuais que vivenciou para justificar o porquê de sua auto depreciação como ser humano.

nymphomaniac-vol-1-top-10

Devido a sua longa duração, 5 horas e meia, “Ninfomaníaca” foi dividido em duas partes e, em alguns países como o Brasil, teve ainda alguns cortes nas cenas de sexo. O corte não foi realizado por Lars Von Trier, mas teve ‘supostamente’ o seu consentimento, estratégia que só faz aumentar cada vez mais o ‘folclore’ em torno do ‘polêmico’ e ‘controverso’ cineasta, algo que muitas vezes é até maior que seus trabalhos e acaba atraindo muita atenção, o que é bom para todo mundo não é mesmo?

Tirando todas as polêmicas, é mais um filme que possui toda a qualidade técnica apresentada em sua filmografia e que traz uma história dividida em capítulos, sendo que 4 (metade deles) são apresentados aqui nessa primeira parte. Tem seus méritos ao conversar sobre um assunto que em pleno século 21 ainda é um tabu utilizando ‘divertidas’ metáforas com pesca, música, plantas e até matemática.

A forma como a história é contada, os relatos da ninfomaníaca para um senhor que, a todo instante, tenta demonstrar e fazê-la aceitar que não é uma má pessoa, pode não agradar a todos, o que é uma das especialidades do tio Von Trier. De qualquer forma, apesar do ritmo mais lento e contemplativo, “Ninfomaníaca” é um bom filme e que traz algumas belas passagens e, aqui, fica o destaque para uma em que Uma Thurman participa de forma EXCEPCIONAL e também toda a história de amor que a jovem Joe (interpretada com muita desenvoltura pela jovem Stacy Martin que é outro grande destaque desse volume 1) tem em relação ao seu pai.

NYMPHOMANIAC+VOLUME+1+PHOTO2

Analisar uma obra pela metade é uma tarefa um pouco complicada. O volume 1 de “Ninfomaníaca” apresenta uma história interessante e que ainda deve se desenvolver de maneira mais contundente na segunda parte que aportará em breve em nossos cinemas. Para os que não conhecem ou não são muito afeitos aos trabalhos de tio Lars, ou ainda aqueles que gostam de filmes mais ágeis  (se for pelas cenas de sexo nem apareça) , não é uma produção muito recomendada e é capaz de você sair do cinema da mesma forma que a jovem Joe em uma determinada parte da história, não sentindo nada.

***

  1. É muito bom o desafio que Lars Von Trier propõe à platéia nos primeiros minutos do seu filme em que, incautos, poderão achar que deu defeito no cinema.
  2. Ninfomaníaca é o último capítulo da “Trilogia da Depressão” dirigida por Lars Von Trier. Os filmes anteriores foram Anticristo (2009) e Melancolia (2011).
  3. Em fevereiro de 2014, o Festival de Berlim exibirá pela primeira vez a versão integral e sem cortes de Ninfomaníaca, com 5h30 de duração.
  4. Bacana a musiquinha da banda Rammstein.
  5. Tem um show de pirocas em uma parte do filme. É mais triste que a depressão de Lars Von Trier .
  6. Durante os créditos são exibidas as “cenas do próximo capítulo”.

Bom: Classificação 3 de 5

Ninfomaniaca PosterNinfomaníaca – Parte 1 (Nymphomaniac – Volume I, 2013/2014 – 118 min)
Drama

Um filme de Lars von Trier com Charlotte Gainsbourg, Stacy Martin, Stellan Skarsgård, Uma Thurman, Christian Slater, Connie Nielsen e Shia LaBeouf.

Related Posts with Thumbnails

Author: Marcio Melo

Analista de Sistemas, amante da sétima arte desde os tempos imemoriais e com muito sangue nerd fervilhando em veias hipertensas, fundou o Porra, Man! com o intuito de comentar sobre cinema de forma descomplicada e fácil de entender. Nas horas vagas torce prum time que nunca vence e mata monstros que não existem.

Share This Post On

8 Comments

  1. Sempre tenho interesse em ver os lançamentos do Lars Von Trier, apesar de ter me decepcionado bastante com Anticristo. Tô ansioso por esse, mas acho que vou esperar para poder ver as duas partes juntas.

    Post a Reply
    • Anticristo me deixou muito preocupado na verdade, eu fiquei foi com medo de tio Lars. Teve cena que nem consegui assistir. De qualquer forma, pro bem ou pro mal, suas obras são muito singulares e sempre valem à pena hehehe

      Post a Reply
  2. Na boa eu não curto nada os filmes desse cara. Ele parece que quer provar algo e as coisas não fluem naturalmente.

    Post a Reply
    • Ele tem filmes que eu adoro, apesar disso. Dançando no Escuro e Dogville.

      Post a Reply
  3. um diretor muito superestimado,dele eu só vi dogville(muito bom) e o anticristo(muuuuuito bizarro) mas apesar de tudo ele tem talento,pena que como pessoa ele tem fama de ser chato e idiota,principalmente daquela piada nazista que ele fez quando estava divulgando melancolia,que eu ainda nem vi,mas quero.enfim,este cara tem problemas de cabeça,mas verei esse sim,com certeza.

    Post a Reply
    • É bem por aí Vanessa hahahah , ele tem esse lado “folclórico” bizarro mesmo. Pro bem ou o pro mal, pelo menos, seus filmes são diferentes e quase sempre valem uma assistida.

      Post a Reply
  4. A crítica caiu em cima do filme, que, pra mim, é um bom, sem dúvida. Não chega aos pés de Dogville mas é bom. Tem o olhar crítico, metafórico e satírico de tio Lars, ruim não poderia ficar. As piadas estão sensacionais!
    Ah, fiquei puto!, não sabia que a edição brasileira tinha cortes… que droga.

    Post a Reply
    • Assim que sair o filme completo no festival de Berlim o navio pirata vai deixar uma torrente com o filme completo e sem cortes para quem quiser conferir hehehe

      Post a Reply

Trackbacks/Pingbacks

  1. Ninfomaníaca - Parte 2 (Nymphomaniac - Volume II) | Porra, man! - […] a longa conversa iniciada no primeiro volume, em “Ninfomaníaca – Parte 2 (Nymphomaniac – Volume II)” são apresentados mais…

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.