Meu Passado Me Condena

Produções nacionais de comédia com o selo da Globo Filmes, atualmente, assustam mais do o trânsito ou a falta de segurança pública nas grandes cidades do Brasil. Dirigido por Julia Rezende e escrito por Tati Bernadi, “Meu Passado Me Condena” se baseia na série homônima do Multishow e traz até algumas situações divertidas, mas no final das contas não deixa de ser, infelizmente, mais do mesmo.

meu-passado-me-condena

A bordo de um cruzeiro rumo a Itália somos convidados a acompanhar as trapalhadas de um casal recém-casado (Fábio Porchat e Miá Mello) em uma viagem do barulho. Uma vez lá dentro eles vão, finalmente, se conhecer um pouco melhor enquanto “sombras do passado”, o ex-namorado de Miá e uma antiga paixão de Fábio surgem para complicar ainda mais a situação do jovem casal.

O filme conta com algumas cenas e situações bem divertidas, culpa do enorme carisma dos atores, em principal o de Fábio Porchat que possui um talento nato (e timing) para a comédia como poucos. Você vai rir em alguns momentos e, de fato, existem algumas situações e cenas até inspiradas, pena que a correria de terminar toda a tramamóia junto como cruzeiro deixou o final da história muito corrido e bastante comprometido.

meu-passado-me-condena-casal

Não é nem o caso de exigir originalidade ou ousadia, é só que cansa ver seguidamente produções nacionais que insistem nos mesmos erros e na falta de um cuidado maior de entregar um produção mais redonda e melhor trabalhada. No final das contas “Meu Passado Me Condena” é mais uma obra apenas regular (e isso sendo bastante condescendente) do cinema nacional.

***

  1. Só não digo que é ruim porque eu estaria mentindo se dissesse que não dei algumas risadas com o filme. Ele tem os seus momentos.

 


Regular: Classificação 2 de 5

MeuPassadoMeCondenaOFilmeMeu Passado Me Condena (2013, 102 min)
Comédia

Dirigido por Julia Rezende com roteiro de Tati Bernardi, Leandro Muniz e Patricia Corso. Estrelando: Fábio Porchat, Miá Mello, Inez Vianna, Marcelo Valle, Rafael Queiroga, Juliana Didone e Alejandro Claveaux.

Related Posts with Thumbnails

Author: Márcio Melo

Analista de Sistemas, amante da sétima arte desde os tempos imemoriais e com muito sangue nerd fervilhando em veias hipertensas, fundou o Porra, Man! com o intuito de comentar sobre cinema de forma descomplicada e fácil de entender. Nas horas vagas torce prum time que nunca vence e mata monstros que não existem.

Share This Post On

8 Comments

  1. É isso, cansa essa repetição do mesmo tema, de fórmulas, de atores. Pouca coisa parece mudar, por isso, falei que o do cachorro foi interessante, trouxe algo a mais. Agora, este filme não é dos piores da safra.

    Post a Reply
    • Não deve ser dos piores mesmo não, porque os que eu acho que sejam piores (Improtta por exemplo) eu nem tive a audácia de assistir. Estou usando para alguns filmes a máxima do “não vi e não gostei” hahaha

      Post a Reply
  2. Cara, é muita coragem sua assistir a esse filme. Haha. Confesso que tenho até certa admiração. No entanto, dizer que ao menos deu algumas risadinhas (culpadas, acredito eu) já denota que seja “menos pior” do que grande parte das comédias atuais.

    Post a Reply
    • Foi sim um pouco de coragem, mas tem algumas piadas boas no meio do filme, é só procurar hehehe

      Post a Reply
  3. o Fábio Porchat realmente é muito talentoso,mas eu tenho preconceito com a globo filmes mesmo,filmes brasileiros eu só gosto dos de ação pois as comédias deixam e muito a desejar.

    Post a Reply
  4. É mais engraçado do que o Vai que Dá Certo também com o Fábio Porchat.
    Algumas poucas cenas engraçadas e só.
    Ainda bem que não gastei dinheiro no cinema assistindo esse filme.

    Post a Reply
    • Particularmente eu prefiro o “Vai que dá Certo” por, ao menos, seguir um rumo e ter uma trama levemente interessante ao contrário do que apenas acompanhar o cruzeiro e terminar tudo correndo porque o barco já ia retornar hehehehe

      Post a Reply

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>