A turma do Jackass sempre foi conhecida pelo seu humor “sem limites” desde os tempos quando ainda era um programa da MTv. Posteriormente seguiu com o seu sucesso nos cinemas ao lançar alguns filmes que fizeram boas bilheterias. Dentre alguns personagens criados por eles, o senhor de 86 anos tarado e maluco, Irving Siszman (Knoxvillle), era um dos personagens mais icônicos e tem em “Vovô Sem Vergonha (Bad Grandpa)” seu filme solo que traz até algumas cenas e situações divertidas, mas é uma pena que se perca nesse meio termo entre ‘pegadinhas reais’ e a história ficcional entre o avô insano e seu neto abandonado aloprando pelos Estados Unidos.

Bad-Grandpa

De Nebraska até a Carolina do Norte, local onde o vovô sem vergonha tem que entregar o seu neto (Jackson Nicoll) ao seu pai drogado e desleixado após a mãe do garoto estar a caminho da prisão, altas confusões e pegadinhas serão apresentadas para o espectador se divertir, ou pelo menos tentar, uma vez que a maioria delas já foram apresentadas nos trailers. E o fato da turma do Jackass se meter a criar uma história que, pasmem, até tenta ter um caminho redentor e ‘emocionante’, não contribui muito com o resultado final desta produção.

O filme tem os seus momentos, ainda mais para aqueles que são fãs do Jackass já que algumas pegadinhas são realmente divertidas. Não são tão originais ou hilárias ao ponto de te fazer gargalhar talvez, mas a cena da ‘chuva de dólares’ enquanto Billy (o netinho do vovô sem vergonha) está travestido de menina e dançando num concurso de beleza infantil (sempre me choco quando vejo esse tipo de concurso, diga-se de passagem),  mesmo que nos remeta diretamente ao clássico (sim, já é!) “Pequena Miss Sunshine“, consegue arrancar algumas risadas. Como esta existem outras cenas/situações engraçadas em meio a toda essa patota que é esta comédia dirigida por Jeff Tremaine e com roteiro a quatro mãos, é verdade, só não sei se são suficientes para fazer tudo valer a pena.

badgrandpa1

No final das contas pode-se classificar “Vovô Sem Vergonha” como um filme apenas regular por, apesar de divertir em alguns poucos momentos, não ser tão aloprado como as outras produções do Jackass e acabar errando o tom com toda essa “história família” que tenta trazer junto ao seu humor mais escrachado e que, convenhamos, já foi mais imprudente, inconsequente e sem vergonha.

***

  1. Durante os créditos são exibidas as cenas apresentando como algumas coisas foram feitas e até mesmo quebrando a magia do cinema. Fica naquele esquema de cozinha de restaurante, a gente sabe que é uma porcaria, mas enquanto não estamos vendo tá tudo bem.
  2. A caracterização e maquiagem de Knoxville como o vovô está sensacional.

Regular: Classificação 2 de 5


Vovo-Sem-Vergonha-posterJackass Apresenta: Vovô Sem Vergonha (Jackass Presents: Bad Grandpa, 2013 – 92 min)

Comédia

Dirigido por Jeff Tremaine com roteiro de Jeff Tremaine, Johnny Knoxville, Fax Bahr e Adam Small. Estrelando: Johnny Knoxville, Jackson Nicoll, Georgina Cates, Kamber Hejlik e Greg Harris.

Related Posts with Thumbnails

Analista de Sistemas, amante da sétima arte desde os tempos imemoriais e com muito sangue nerd fervilhando em veias hipertensas, fundou o Porra, Man! com o intuito de comentar sobre cinema de forma descomplicada e fácil de entender. Nas horas vagas torce prum time que nunca vence e mata monstros que não existem.