Passion

Somente a vontade que o grande e cultuado cineasta Brian de Palma tinha de ver tinha de ver belas atrizes se pegando pode explicar o porquê de “Passion” ter sido feito e lançado. Talvez este ‘fetiche’ seja o melhor ‘elogio’ que seu mais recente trabalho possa merecer, já que é tão bobo, caricato e ruim, que chega até ser difícil de acreditar.

Passion-clip-watch-Rachel-023

Tá explicado Sr. De Palma…

Na trama do filme vamos acompanhar a rivalidade numa agência de publicidade entre uma chefe manipuladora e dissimulada (Rachel McAdams, “Amor Pleno”) e a sua ‘protegida’ (Noomi Rapace, “Prometheus”). O que começa com um roubo dos louros/créditos de uma ação de marketing vai a subindo a escalada da rivalidade “nada sadia” com humilhações públicas até consequências criminosas.

Remake do filme francês “Crime de Amor, a história, de início, é até interessante. Ver a chefe manipuladora brincando e sacaneando a sua garota tida como sua pupila é legal de se acompanhar. Se antes ela aproveitava-se da suposta inocência de sua subordinada, não tarda muito e a tal inocente funcionária se mostra tão ambiciosa e estrategista quanto a sua maldita chefe. O que começa como um simples roubo de ideias desencadeia uma série de acontecimentos que o espectador vai acompanhar (se tiver fôlego) até o fim da trama .

É uma pena, no entanto, que o início promissor tome um rumo tão ruim até o seu desfecho. O espectador é convidado (infelizmente sem o aviso “é uma cilada bino”) a seguir uma daquelas sequências quase intermináveis de “calma, era só um sonho, nada disso aconteceu” que fica difícil de aguentar e, pior, acreditar. Parece que o cineasta quis chutar o pau da barraca com vontade.

small_passion01

Independente de ser um remake, sendo uma obra de Brian de Palma era de se esperar algo muito melhor. É tão inacreditavelmente ruim e sem sentido de existir (roteiro muito bobo e com um desfecho tão idiota de reviravoltas em sequências tresloucadas), que chego a imaginar que por trás disso tudo De Palma está em casa até agora rindo da gente que está reclamando de seu filme. Não duvido que, na verdade, sejamos nós (pelo menos eu me incluo nessa lista) que não entendemos a sua “genialidade”, vai saber.

***

  1. Alain Corneu, responsável pelo filme “Crime de Amor”, o qual serviu de base para este remake, morreu no mesmo ano em que seu filme foi lançado (2010). Brian de Palma deve estar torcendo para que 2013 termine logo…

Passion-PosterPassion (2012/2013 – 101 min)
Suspense

Um filme de Brian De Palma com Noomi Rapace, Rachel McAdams, Paul Anderson, Karoline Herfurth e Rainer Bock.

Related Posts with Thumbnails

Author: Marcio Melo

Analista de Sistemas, amante da sétima arte desde os tempos imemoriais e com muito sangue nerd fervilhando em veias hipertensas, fundou o Porra, Man! com o intuito de comentar sobre cinema de forma descomplicada e fácil de entender. Nas horas vagas torce prum time que nunca vence e mata monstros que não existem.

Share This Post On

7 Comments

  1. por mais que eu goste do diretor e das atrizes acho melhor esperar passar na tv,vc e todo mundo metendo o pau no filme é porque dever ser muito ruim.

    Post a Reply
  2. Rapaz, não me lembro de ter visto uma nota 1/5 por aqui antes… haha… Parece que o “Seo” Brian de Palma errou feio!

    Vou pensar duas vezes antes de conferir este Passion.

    Post a Reply
    • Tenho evitado muito filmes ruins, mas esse me pegou de surpresa hahahah

      Post a Reply
  3. Essas duas aí se pegando já vale a curiosidade mórbida de assistir o filme. hauahuahuahuahuah

    Post a Reply
  4. Não conseguiu nem convencer as atrizes a ficarem peladonas, então nem serve mesmo.

    Post a Reply
    • Pro que ele fez no filme, fazer elas se beijarem já foi até demais, aliás, é a única coisa digna de nota neste filme.

      Post a Reply

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.