Em 2010 “Kick-Ass – Quebrando Tudo” chegou nos cinemas chutando bundas, uma mistura bem interessante de diversão e violência e que foi eleito por muitos um dos melhores filmes daquele ano. Mediante tanto sucesso (e não só de público, financeiro também que é o mais importante), nada mais natural do que uma sequência. Novamente adaptada da HQ de Mark Millar, “Kick Ass 2” tenta seguir a mesma linha de seu primeiro filme mas não consegue ser tão legal, encantador e genial, ainda que reverse alguns bons momentos.

kick-ass-2

Na trama acompanhamos Kick-Ass (Aaron Johnson, “Kick Ass – Quebrando Tudo”) se juntando a um grupo de cidadãos normais que, inspirados nele, resolveram combater o crime fantasiados de heróis. Enquanto Hit-Girl (Chloë Grace Moretz, “Hick”) está tentando ser apenas uma colegial e recusando as solicitações de Kick Ass para se unir com ele no combate ao crime, Red Mist, que agora se autodenomina como “Motherfucker” (Christopher Mintz-Plasse, “Superbad – É Hoje”), reúne um grupo de vilões e criminosos para vingar a morte de seu pai contra Kick-Ass e, de quebra, todos os seus bondosos ‘aliados’.

O diretor Jeff Wadlow tentou seguir a mesma linha de Matthew Vaughn (diretor do primeiro filme) e procurou não arriscar muito na direção. O trabalho com elenco é o ponto de destaque aqui, principalmente se formos analisar a participação de Jim Carrey (“Sim Senhor”) que é espetacular mas infelizmente curta, ao contrário do elenco juvenil que possui novamente como grande destaque Chloë e sua Hit-Girl. Pena que aqui se perca muito tempo com ela enfrentando “assustadoras” colegiais e tenha toda aquela sequência chatíssima (pelo menos para mim) no colégio ao invés de se focar mais nas suas lutas que rendem alguns dos melhores momentos de “Kick-Ass 2”.

Kick-Ass-2-screenshot-16

Ainda que seja bastante divertido e traga uma discussão interessante sobre lidar com as consequências, “Kick Ass 2” perde um pouco em relação ao excelente primeiro filme por, principalmente perto de seu desfecho, deixar a diversão de lado e partir para lutas e cenas mais “sérias” do que deveriam ser. Mas nem tudo é lamentação ou perda de tempo já que os bons momentos ainda estão lá, temos algumas boas sequências de luta e todo aquele universo cheio de novos “heróis” e “vilões” também é muito legal de se acompanhar, ou seja, para todos aqueles que amaram o primeiro filme, mesmo deixando um pouco a desejar, ainda é uma boa pedida.

***

  1. Li apenas a HQ do primeiro filme, mas aparentemente a história de “Kick-Ass 2” é muito parecida com a da HQ (desta segunda parte), prova que nem sempre ser fiel a obra original é garantia de sucesso absoluto.
  2. Durante os créditos existe uma cena importante, ainda mais se formos levar em consideração que é bem provável uma terceira parte.
  3. Não é tão empolgante quanto o primeiro filme, mesmo assim aprovo e assistiria nos cinemas uma terceira parte.

Kick_Ass_2Kick-Ass 2 (2013, 103 min)
Ação.

Um filme de Jeff Wadlow baseado em HQ de Mark Millar. Estrelando: Aaron Taylor-Johnson, Chloë Grace Moretz, Christopher Mintz-Plasse, Jim Carrey, Morris Chestnut, Claudia Lee, Clark Duke, Augustus Prew, Donald Faison, Garrett M. Brown, John Leguizamo e Lindy Booth.

Related Posts with Thumbnails