Texas-Chainsaw-3D-poster

Filme: Texas Chainsaw 3D

Elenco: Alexandra Daddario, Tania Raymonde, Trey Songz, Scott Eastwood, Dan Yeager.

Direção: John Luessenhop

Sinopse: Heather Mills recebe uma carta informando que recebeu uma casa de herança após a morte de sua avó. Após confrontar os pais sobre o assunto, descobre que foi adotada e resolve ir até o Texas tomar posse da herança. O problema é que nada é tão simples quanto parece e seu passado sombrio vem a superfície trazendo muitas mortes no caminho.

Eu não pensei em assistir O Massacre da Serra Elétrica 3D. Não gostei do trailer, não me interessei pela história e pra mim o assunto estava encerrado. Mais uma vez, cá estou, dando a mão a palmatória. Mesmo sem nenhuma pretensão este novo filme da franquia é um sopro de novidade que veio em boa hora. O primeiro filme é um clássico e mesmo com todos os problemas sempre será uma referência no que diz respeito ao terror no cinema. O sadismo, a ideia de uma família desequilibrada e canibal, a cena da mesa de jantar, os corpos pendurados nos ganchos, o assassinato de um cadeirante… a serra elétrica. São muitos aspectos que podemos abordar no filme de 1974, ignorando suas sofríveis sequências.

Em 2003 o primeiro “remake” foi feito e mesmo sendo inferior ao original pode ser considerado um filme eficiente no quesito terror. A família de canibais trouxe uma atmosfera de horror e isolamento que tornou até mesmo o Leatherface um coadjuvante de luxo pois a maior ameaça, com certeza, era o xerife. O segundo filme nomeado de  O Massacre da Serra Elétrica – O Início não teve a mesma repercussão do primeiro remake e sua história também era mais fraca. O foco estava na história da família, como aquelas pessoas se tornaram sádicas e canibais. Com personagens mais fracos e um terror brando não empolgou nos cinemas.

texas-chainsaw-3d2-1

No filme de 2013 temos um novo olhar. Durante a abertura de O Massacre da Serra Elétrica 3D podemos ver flashes dos assassinatos mais ou menos como ocorreram no primeiro longa e apesar de toda a brutalidade de LeatherFace uma mulher consegue escapar da mansão. Com esta apresentação o filme tem início mostrando o xerife tentando fazer com que a família entregue Leatherface mas com a chegada da população local a situação foge ao controle e a família é assassinada e a casa incendiada. Um bebê é salvo durante o massacre e anos depois se torna nossa personagem principal.

O tom mais realista nos aproxima da história e como os assassinatos cometidos pela família são mostrados apenas através de flashes durante os créditos iniciais, ficamos com pena no momento em que são massacrados pela população. Isso não deveria acontecer pois se lembrarmos bem, eles participaram dos assassinatos e não são nada inocentes!! A questão é que os justiceiros também não são nada inocentes e acabamos com dois lados de um cabo de guerra onde a sede de sangue em nada tem a ver com justiça.

A PARTIR DE AGORA O TEXTO CONTÉM SPOILERS 

Com o passar do tempo somos apresentados a Heather, descobrimos um pouco mais sobre os personagens e claro, fica um pouco óbvio quem serão as vítimas. Inicialmente me incomodou saber quem era descartável mas posso dizer que fiquei muito surpresa da maneira que os assassinatos aconteceram. Mas antes de falar a respeito disso, gostaria de entender que fixação é essa por dar carona a estranhos. Você conhece alguém em um posto de gasolina, troca duas palavras com ele, o leva para sua mansão e o pior… o deixa sozinho lá com todos seus pertences!!! Isso me deixou muito chateada mas como mencionei acima, as coisas foram construídas de tal maneira que não nos importamos muito com esse tipo de furo.

A maneira como a sobrevivente Sawyer manteve seu segredo guardado foi muito bem bolada. A mansão é mais realista e  a área destinada a Leatherface mais crível. Apenas me soou um pouco estranho como ela imaginou que Healther iria entender tão facilmente toda a responsabilidade que herdaria. No mais, quando os visitantes chegam até a cidade é engraçado quando alguém menciona que ela tem um furgão, algo “bem típico” fazendo alusão ao veículo da sua família. Os detalhes são pontos interessantes como por exemplo o portão reforçado – para manter pessoas fora e também dentro – o cemitério, as fotos da família, a bandeja com comida em frente ao que deveria ser uma parede…

Preciso dizer que por mais que eu imaginasse que o ladrãozinho se daria mal, seu final me pegou de surpresa. Como boa parte dos assassinatos do filme, é muito ágil e pega você desprevenido mesmo quando é uma cena de perseguição. No momento que o furgão tenta passar pelo portão nós sabemos como terminará mas a adrenalina permanece. A ousadia também fica por conta da interação entre os dois mundos: o que acontece dentro da mansão e fora dela. Latherface não se importa de ir atrás de Heather inclusive invadindo um parque de diversões lotado! Embora ele possa matar meio mundo de gente, vai apenas atrás dela, a garota que teoricamente invadiu sua casa, profanou seu lar. A delegacia, a loucura disfarçada de autoridade que encontramos no prefeito, até mesmo a interação da invasão a mansão com um iPhone compartilhando o video ao vivo… tudo isso faz de O Massacre da Serra Elétrica 3 D um filme que merece ser assistido. Não pode ser elevado a patamar de um clássico mas com certeza faz dele um filme diferenciado!

Related Posts with Thumbnails