O final de The Office, uma Série pra ficar no coração

Quando a sétima temporada terminou e um dos personagens principais (interpretado pelo ótimo Steve Carell) deu adeus ao seriado eu cheguei a temer por “The Office” que era, até então, uma das séries que mais me divertia. Temia porque o chefe (naquela época) da Dunder Miffin era simplesmente impagável, convencido, sem noção, extremamente inconveniente e bastante atrapalhado, ele foi responsável por momentos inesquecíveis na série como este abaixo:

Só que “The Office” nunca foi apenas Michael Scott, estava enganado, sempre foi a reunião de diversos personagens inesquecíveis e hilários. É verdade que com a saída de Michael a série demorou um pouco para se reafirmar novamente, mesmo assim, mesmo nos episódios que você não dava alguma risada, nunca eles chegavam a ser ruins.

A última temporada, a , veio numa crescente incrível e, a cada episódio, a saudade já ia tomando conta. Tanto que, demorei para reunir coragem de assistir a Season Finale, fiquei postergando o inevitável porque eu não queria, não queria mesmo, que “The Office” terminasse. Pior, temia que a série chegasse ao seu final com um episódio piegas ou melancólico. Mais um ledo engano.

Nos últimos episódios desta nona temporada, a série tomou contornos interessantes quando utilizou da metalinguagem e abordou o estilo documental que ela era exibida como parte da história da empresa, quando o canal “PBC” iria finalmente lançar o documentário de todos eles. Serviu para trazer mais momentos imperdíveis e, principalmente, para relembrarmos tudo o que se passou durante todos estes anos.

dwight

The Office foi uma série que fez parte da minha vida e que nunca vou esquecer, THAT´S WHAT SHE SAID!!!

The-Office-gifs-the-office-14732076-500-281

tumblr_m22e46ZBGG1rqv982o3_500

Creed creep

tumblr_lnaxgiDJB01qaggjuo1_500

tumblr_m25rhz0P7D1rqv982o1_400

tumblr_m29daoQP7T1rqv982o1_500

***

  1. O Ligados em Série resumiu em um post tudo o que sinto e que acabei não conseguindo escrever neste post sobre  The Office. Leiam!
Related Posts with Thumbnails

Author: Marcio Melo

Analista de Sistemas, amante da sétima arte desde os tempos imemoriais e com muito sangue nerd fervilhando em veias hipertensas, fundou o Porra, Man! com o intuito de comentar sobre cinema de forma descomplicada e fácil de entender. Nas horas vagas torce prum time que nunca vence e mata monstros que não existem.

Share This Post On

2 Comments

  1. Como vc disse, foi um final incrível, que encerrou a série de forma digna e, certamente, deixou muita gente rindo e com lágrimas nos olhos.

    Como Jenna Fischer (Pam) falou na retrospectiva que passou antes da Series Finale, dá uma tristeza por ter acabado, mas também será gostoso pra os norte americanos assistirem às reprises como acontece com algumas granes comédias como Friends e Seinfeld.

    Foi de arrepiar ver os funcionários assistindo à primeira cena do primeiro episódio do documentário. E a retrospectiva vale muito à pena assistir pra te deixar literalmente chorando de alegria :´)

    Post a Reply
  2. É impressionante como “The Office”, ano após ano, não perdeu a sua essência. Mudaram algumas coisas, é claro, mas nunca deixou de ser minimamente genial. Guardarei boas lembranças. =/

    Post a Reply

Trackbacks/Pingbacks

  1. Divertida Mente (Inside Out) - Porra, man! - […] a tristeza combinou perfeitamente com a voz (no original) da Phyllis Smith – que fez The Office com a…
  2. Os Muppets voltam a televisão em programa mais adulto - POCILGA - […] fosse um falso documentário. Na televisão essa fórmula já foi usada em diversos programas como The Office, Parks and…

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.