De personagem pouco cultuado nos quadrinhos a um dos maiores sucessos do cinema em filmes com Super-Herói, assim foi a chegada do primeiro “Homem de Ferro” aos cinemas. Na sequência, vários outros heróis da Marvel em seus filmes solo (e até mesmo a segunda parte do Homem de Ferro) preparavam o terreno para a chegada dos “Vingadores”, um projeto audacioso e que colheu belos frutos no ano passado. Depois de Nova York ser invadida por aliens, agora é a vez de trilhar os caminhos para a sequência dos “Vingadores”, e tudo se inicia aqui com “Homem de Ferro 3 que traz um Tony Stark lidando com o sucesso e também com as consequências desta batalha que lhe deixou cicatrizes.

Na trama acompanhamos Tony Stark (Robert Downey Jr., “Sherlock Holmes 2 – O Jogo de Sombras ”) enfrentando vários problemas para dormir (e das raras vezes que consegue tem sérios pesadelos) e também o medo constante de não conseguir proteger sua amada Pepper Potts (Gwyneth Paltrow, “Contágio”) dos vários inimigos que adquiriu após vestir a(s) sua(s) amardura(s) de ferro. Depois de ameaçar publicamente uma espécie de terrorista chamado Mandarim (Ben Kingsley, “A Invenção de Hugo Cabret”), ele tem a sua mansão destruída e sua amada sendo capturada. Dado como morto, Tony Stark precisará ressurgir para proteger as pessoas que ama e também, de quebra, salvar o mundo.

cena-do-filme-homem-de-ferro-3-de-shane-black-1350929050826_956x500

O filme todo pode ser dividido em 3 grandes atos e mais o prólogo inicial que nos apresenta um futuro inimigo, ou melhor, mais um dos demônios criados/influenciados pelo ego/gênio de Tony Stark. As sequências iniciais alternam entre os ótimos alívios cômicos proporcionados pelo transbordamento excessivo de carisma canastrão de Downey Jr.  – que segue excelente com todos os shows-offs e toda sorte de suas canalhices particulares – e também alguns momentos mais investigativos e “sérios”.

Após os acontecimentos no filme dos “Vingadores” ficou um pouco complicado manter o tom mais “realista” que as histórias do Homem de Ferro possuíam e que eu, particularmente, gostava bastante. Esse tom mais fantasioso, em especial na questão dos vilões e todo arco envolvendo a parada do ‘Extremis’,  deixaram as coisas um pouco fantasiosas demais para o meu gosto (é o meu, só tenho ele). Entendo também que depois de alienígenas, semideuses e buracos de minhoca aberto nos céus de Nova York era de se esperar tais coisas. De qualquer forma não é nada que atrapalhe tanto o desenrolar do filme.

O lado da fama de Tony Stark também é muito bem utilizado e rende outros ótimos momentos. Tem um arco também dele com um guri chamado Harley (Ty Simpkins, “Sobrenatural”) que segue aquela linha clichê de ‘resgate ao passado do herói que precisa ressurgir’ mas que é legal de se acompanhar.

filmes_1267_Homem_de_Ferro_3-12

O elenco continua muito bom, não existe mais espaço para comentar sobre Downey Jr que continua excelente. Ao lado dele temos a muito bem vinda inclusão de Ben Kingsley e, confesso, adorei essa história de Mandarim (sei que os fãs dos quadrinhos não curtiram nada essa transformação ‘Boratiana’ que ele sofreu), e também a Gwyneth Paltrow que encontrou mais espaço para desenvolver melhor sua personagem que está aqui em seu melhor em toda a franquia, a senhorita Potts está explosiva (Rá!). Guy Pearce (“Os Infratores”) apesar de ter ganho um personagem um tanto quanto overpower, manda muito bem na atuação e convence em seu papel.

O grande ato final e seu show pirotécnico (que deve ter custado uma fortuna para  Stark) vale pelo sem fim de armaduras apresentadas e pelo show de efeitos especiais. Só não sei se aprovo muito essa busca pelo lado mais humano de Tony Stark. Ele é um herói com uma armadura ou é a armadura que faz dele um herói? Só as armaduras não bastariam? Esse questionamento é discutido direta e também indiretamente durante toda a trajetória do nosso querido herói.

movies-iron-man-3-tony-pepper

No final das contas “Homem de Ferro 3” não entrega muitas novidades e isso, por mais contraditório que possa parecer, é muito bom, pois continua do jeito que a gente sempre gostou, com um humor muito afiado em meio a ótimas cenas de ação e que tornam esta obra dirigida por Shane Black (que soube sentar direitinho na levantada de Jon Favreau, lá ele) mais um ótimo entretenimento digno de ser acompanhado no cinema.

***

  1. A cena pós créditos (sim, fique até lhe botarem pra fora do cinema) é uma das mais divertidas já feitas. Não saia do cinema sem assistí-la nem por decreto judicial
  2. Stan Lee, super animado, faz mais uma participação especial.

homem-de-ferro-3-poster-filme-novo-7-de-marcoHomem de Ferro 3 (Iron Man 3, 2013 – 130 min)
Ação

Dirigido por Shane Black com roteiro de Shane Black e Drew Pearce. Estrelando: Robert Downey Jr., Guy Pearce, Ben Kingsley, Gwyneth Paltrow, Rebecca Hall, Paul Bettany, Don Cheadle, Jon Favreau, William Sadler e James Badge Dale.

Related Posts with Thumbnails