O Amor é Tudo que Você Precisa (Den skaldede frisør)

Para os mais desavisados é importante deixar claro que “O Amor é Tudo o que Você Precisa” não é apenas uma comédia romântica estrelada pelo outrora agente 007 Pierce Brosnan, é um pouco mais que isso, é uma comédia romântica da dinamarquesa Susanne Bier que dirigiu o vencedor do Oscar de melhor filme estrangeiro de 2011Em Mundo Melhor”. E isso faz uma boa diferença.

Na trama conhecemos Ida (Trine Dyrholm, “Em Um Mundo Melhor”) uma mulher que está em processo de conclusão de um longo tratamento contra o câncer e, quando retorna para casa, encontra o seu marido no sofá com outra jovem garota. Sem tempo para absorver este fato, ela corre para ir até ao casamento de sua filha que irá acontecer na Itália e, momentos antes, acaba se esbarrando (sem saber) no pai do noivo (Pierce Brosnan, “Não Sei Como Ela Consegue”) em um acidente de carro, o que acarreta para ambos uma má primeira impressão. Quando chegam ao local do casamento, os dois começam aos poucos a se entender melhor, mesmo que Ida ainda tenha que aturar a chegada de seu marido com a tal jovem garota que ele está tendo um caso.

g_o-amor-e-tudo-o-que-voce-precisa

O título original dinamarquês significa ‘a cabelereira careca’ e faz referência justamente à personagem principal (que usa uma linda peruca e trabalha num salão) que é muito bem interpretada por Trine Dyrholm, aliás, diga-se de passagem, tanto ela quanto alguns outros atores trabalharam com Susanne Bier no premiado “Em Um Mundo Melhor”, isso sem contar na repetição da ‘parceria’ na construção do roteiro com Anders Thomas. E se Pierce Brosnan não é um grande ator, não lhe deram muitas“armas” nem muito espaço para que ele pudesse demonstrar. Tudo isso colabora para tornar “O Amor é Tudo o que Você Precisa” um pouco mais do que uma simples comédia romântica.

A diretora dinamarquesa repete aqui algumas de suas ‘marcas’ como, por exemplo, a de se utilizar da “câmera na mão” para deixar algumas cenas mais fluídas e realistas, acompanhamos os passos dos personagens (vez ou outra) como se estivéssemos logo ali atrás deles. Outro ponto bastante explorado são as lindas paisagens italianas, a dinamarquesa sai de seu país rapidamente, parecendo ávida para nos mostrar as belezas do mediterrâneo. Como se não fosse o bastante, em algumas cenas temos a presença de cores fortes e vibrantes, o que ajuda a tornar tudo mais bonito de se acompanhar.

A história por sua vez não foge muito de alguns preceitos básicos de produções deste gênero, a fórmula está lá sim, mas tudo é muito comedido e até mesmo os momentos de humor são bastante pontuais. Sem exageros a trama vai sendo construída aos poucos. E para quem estava achando que iria acompanhar apenas um jovem casal descobrindo o amor no início de um casamento, logo vê despontar a história de duas pessoas na meia idade se redescobrindo.

filmes_4469_Amor-e-Tudo-O-que-Voce-Precisa-9

Por mais que à primeira vista possa parecer o contrário, “O Amor é Tudo que Você Precisa” trata-se de um bom filme. Tem lá os seus clichês e não é, de fato, nenhuma produção imperdível. Bem dirigido, atuado (apesar do ex James Bond tentar canastrizar a parada) e com uma fotografia interessante, o filme reserva àqueles que forem se aventurar a assistí-lo uma história de amor que oferece um pouco mais do que o que se costuma ver em outras produções deste gênero.


poster_amor-e-tudo-o-que-voce-precisa_1O Amor é Tudo que Voce Precisa (Den skaldede frisør, 2013 – 116 min)
Comédia Romântica

Dirigido por Susanne Bier com roteiro de Anders Thomas Jensen e Susanne Bier. Estrelando: Pierce Brosnan, Trine Dyrholm, Kim Bodnia, Paprika Steen, Sebastian Jessen, Bodil Jørgensen, Christiane Schaumburg-Müller, Stina Ekblad, Molly Blixt Egelind, Birthe Neumann, Line Kruse, Rikke Louise Andersson, Micky Skeel Hansen, Philip Zandén, Ciro Petrone, Maria Helena Guggenheim e Thomas Voss.

Related Posts with Thumbnails

Author: Marcio Melo

Analista de Sistemas, amante da sétima arte desde os tempos imemoriais e com muito sangue nerd fervilhando em veias hipertensas, fundou o Porra, Man! com o intuito de comentar sobre cinema de forma descomplicada e fácil de entender. Nas horas vagas torce prum time que nunca vence e mata monstros que não existem.

Share This Post On

3 Comments

  1. Eu vi esse filme em cartaz, mas não chamou muito a minha atenção. Tem outras coisas pra ver, mas quem sabe se sobrar tempo e ainda tiver passando pode ser uma opção.

    Post a Reply
  2. VALEU A DICA MAS FILME DE ROMANCE EU SÓ VEJO EM CASA MESMO 🙂

    Post a Reply
  3. Márcio, concordo com o seu post, descreve com fidelidade o filme, suas impressões são ótimas e fidedignas. Eu pontuaria mais, achei excelente!

    Post a Reply

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.