Lincoln

Dos filmes lançados lá fora em 2012 e que foram adiados para o início deste 2013 no Brasil, “Lincoln” era um dos mais esperados. Uma produção dirigida por Steven Spielberg e protagonizada por Daniel Day-Lewis dispensa maiores credenciais, fora que, Abraham Lincoln se tornou um dos maiores ícones de seu país (e do mundo também). É uma pena no entanto que, apesar de ser realmente um bom filme, digno da grande figura que foi o ex-presidente americano, assistí-lo seja um exercício contra o sono*.

Na trama acompanhamos a batalha política que o presidente Abraham Lincoln enfrentou no século 19 para aprovar uma emenda constitucional contra a escravidão nos Estados Unidos enquanto uma guerra civil dividia o país e matava vários soldados. Além da carnificina que rolava nos campos de batalha, Lincoln precisava enfrentar lutas dentro de seu próprio gabinete político.

Daniel-Day-Lewis-in-Lincoln-2012-Movie-Image-2

Possuindo quase 100 indicações em diversos festivais e premiações do cinema, dentre elas 12 para o Oscar, “Lincoln” já conquistou mais de 40 prêmios mundo afora. Boa parte destas conquistas se devem a atuação, mais uma vez, impecável de Daniel Day-Lewis (“Sangue Negro”) que já se torna a aposta mais certeira para o prêmio de melhor ator no Oscar deste ano.

Steven Spielberg soube trabalhar com o grandioso elenco que tinha à sua disposição. Mesmo com Day-Lewis sendo sempre um monstro, sobrou espaço para os outros atores entregarem também atuações muito interessantes, sendo a de Tommy Lee Jones (“Homens de Preto 3“) um dos maiores destaques entre os coadjuvantes.

Outro fator interessante é que “Lincoln” traz uma visão bastante crível do fatos históricos, tirando um pouco essa visão de “super-herói” que o ex-presidente possui (até como caçador de vampiros já o colocaram) e mostrando mais o seu lado humano e a forma como ele conseguia resolver as situações com muitas conversas, histórias e  sua invejável sabedoria política.

Lincoln-2012-film

É incrível mas, apesar das qualidades e acertos, “Lincoln” se enquadra naquela estranha lista de filmes que mesmo sendo bons possuem um ritmo chato e quase tedioso de se acompanhar. Entre tantas histórias, conversas e conchavos políticos, assistir aos seus imensos 150 minutos de duração trata-se de uma jornada difícil e que, confesso, só enfrentaria novamente se uma emenda constitucional me obrigasse.

*Na sessão que fui assistir a Lincoln, um sujeito roncou ALTO durante quase todo o filme. Nem mesmo os protestos de sua mulher fizeram ele passar no exercício contra o sono que é aguentar estes 150 minutos de projeção.


Bom: Classificação 3 de 5

MV5BMTQzNzczMDUyNV5BMl5BanBnXkFtZTcwNjM2ODEzOA@@._V1._SY317_CR0,0,214,317_Lincoln (2012 – 150 min)
Drama

Dirigido por Steven Spielberg com roteiro de Tony Kushner. Estrelando:  Daniel Day-Lewis, Sally Field, Tommy Lee Jones, Joseph Gordon-Levitt, David Strathairn, Lee Pace, Jared Harris, Hal Holbrook, James Spader, John Hawkes, Tim Blake Nelson, Bruce McGill, Joseph Cross, David Costabile, Byron Jennings, Dakin Matthews, Boris McGiver, Gloria Reuben, Jeremy Strong e David Warshofsky, Michael Stuhlbarg, Walton Goggins e Jackie Earle Haley.

Related Posts with Thumbnails

Author: Marcio Melo

Analista de Sistemas, amante da sétima arte desde os tempos imemoriais e com muito sangue nerd fervilhando em veias hipertensas, fundou o Porra, Man! com o intuito de comentar sobre cinema de forma descomplicada e fácil de entender. Nas horas vagas torce prum time que nunca vence e mata monstros que não existem.

Share This Post On

13 Comments

  1. eu não sei você marcio..mais aquele Abraham lincoln que saiu antes desse aquele que mata vampiros…aquele filme é uma merda..mais eu achei a caracterização do personagem de Lincoln quando ele fica mais velho..ficou mais parecido com o original do que esse aí…sem comparar as atuações claro que a de Daniel nem se compara..mais a maquiagem achei melhor a do caçador de Vampiros…no meu ponto de vista..

    Post a Reply
  2. Você viu de noite, né? hehehe. Brincadeira, o filme é cansativo mesmo. Porque é muito lento, com muito diálogo de intrigar políticas e debates que estão distantes de nós, ainda que a questão racial seja universal. Fala muito mais ao povo norte-americano. Mas, ainda assim gostei da obra, só me incomoda algumas tentativas de emocionar a todo custo.

    Na minha sessão várias pessoas levantaram no meio. Melhor que roncar alto..

    Post a Reply
    • Na minha sessão só um casal desistiu e tirando o roncador o resto era “resistência” hahahaha

      Tem uma cena que condiz muito com o que muita gente sente assistindo Lincoln, quando um sujeito lá se irrita “mais uma história, estou cansado dessas histórias” hahahha

      Achei apenas um filme “ok”, mas é tão cansativo que não vale a pena.

      Post a Reply
  3. rapaz,eu já não estava muito afim de ver isso aí,e agora com todo mundo falando que o filme é meio chato ferrou tudo de vez hahaha,deixa pra lá,daqui a uns 3 anos quando passar na tv eu assisto,melhor né? 🙂

    Post a Reply
    • É melhor ver em casa mesmo, você pode assistir em 2 ou 3 vezes assim não cansa tanto hehehe

      Post a Reply
  4. Chato é apelido! Eu me esforcei muito para não dormir durante a sessão, e acho que só não fiz isso porque a cadeira era desconfortável. Do ponto de vista histórico o filme é bem interessante e até mesmo muito bom. Todavia o desenrolar/desenvolvimento é lento, o que o torna cansativo e desgastante.

    Post a Reply
  5. barril dobrado, vou assistir como seriado, 5 partes de 30 minuto.

    Post a Reply
  6. É só eu que estou vendo ou os filmes estão tendendo a serem grandes? Já tem um bom tempo que não vejo um filme bom com menos de 2h de duração… Marcio, você chegou a ver o filme A viagem?

    Post a Reply
    • Pior que estava comentando justamente isso Mateus, tem muito filme desnecessariamente grande, muitos filmes com 3 horas e sem necessidade.

      Assisti sim “A Viagem” é gigante, mas sabe que neste eu nem senti o tempo “pesar” tanto, afinal é como se fosse vários filmes dentro de um. Devo comentar em breve sobre este.

      Abração

      Post a Reply
  7. Uma das coisas que mais me aborrecem numa sala de cinema são pessoas estúpidas. Desculpem o desabafo, claro que não falo de você amigo Márcio (me atrevo a falar assim, pois tenho uma estima por você, mesmo não conhencendo-o pessolamente). Este negócio de nego ir para a sala e não respeitar as outras pessoas com sua falta de educação como este beócio que ficou roncando na sessão em que você estava.

    Poxa vida. Custa ir assistir o filme e procurar se informar do que vai ver? Ir assistir algo só porque “a maioria” está vendo é o cúmulo da falta de personalidade e inteligência. Seja você mesmo, mesmo que isso renda críticas você pelo vai poder dizer: “Sou íntegro aos meus ideiais!”. Agora ir para uma sessão assistir algo que não te apraz de maneira alguma e por isso se achar no direito de incomodar todos os outros é demais.

    Falo isso por que tiverem uns imbecis na minha sessão que ficaram bocejando, fazendo questão de dizer para todo mundo com este gesto o que estavam achando do filme. Olha, foi uma das poucas vezes que quase me levanto da cadeira e começo uma confusão num cinema.

    Pequeno desabafo feito, bom, eu curti demais o filme, adoro história, adoro mais ainda política e o que Lincoln traz é justamente uma aula de história e política para a sala de cinema e executa sua proposta à beira da perfeição. Se a pessoa não gosta dos temas, tudo bem, mas que são muito bem apresentados não há dúvidas.

    Post a Reply
    • Eu até curto história e lhe confesso que acho interessante a trajetória história de Lincoln, mas esse filme não conseguiu me fisgar por inteiro. É tanto conchavo, tanta historinha, conversa… eu me cansei. hehehe

      Post a Reply
  8. Imagino que se fosse americana até teria curtido mais a bela representação de um momento tão importante da história dos EUA, mas como não sou, achei chatíssimo!!!

    Post a Reply
  9. Não tenha dúvidas Carla que um dos motivos para o DDL estar quase certo como ganhador do Oscar desse ano se deve a isso; interpretar um ícone da história de lá e de maneira tão excepcional.

    Post a Reply

Trackbacks/Pingbacks

  1. Quem é quem no novo elenco de Star Wars VII - […] participações em filmes como “Frances Ha“, “Inside Llewyn Davis” e “Lincoln” e, na tv, participa da famosa série […]

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.