.

Filme: The Collector

Diretor: Marcus Dunstan

Elenco: Josh Stewart, Michael Reilly Burke, Andrea Roth, Madeline Zima

.

.

Achei o trailer de O Colecionador de Corpos bem fraco. Logo imaginei que seria mais do mesmo e deixei esse filme de lado por dois anos. A poucos dias, com a pausa nas séries que acompanho, comecei a resgatar alguns filmes do limbo e lá estava ele, sem grandes pretensões. A história é relativamente simples, mostrando um casal e suas duas filhas bastante abastados e que se preparam para passar alguns dias fora. Nesse ponto, acompanhamos também a irônica situação onde eles reforçam a casa com grades, exterminador de insetos, alarmes… para proteger a residência enquanto estiverem viajando.

A família em questão aparece pouco no início do filme mas é o suficiente para criar um vinculo com o telespectador. O pai amoroso, a mãe vaidosa, uma adolescente rebelde e uma caçula doce. Aparentemente caricatos eles conseguem fazer em poucos minutos algo que muitos não fazem um filme inteiro: nos faz querer saber mais. A questão é que eles não são o foco, Arkin que é. Ele trabalhou na casa da família Chase colocando grades e ajeitando portas e janelas. Apesar de parecer um homem honesto, ele resolve assaltar a casa dos Chase quando eles viajam para sanar a divida da mulher com um agiota.

Nos primeiros momentos que Arkin invade a casa e tenta roubar o cofre ele descobre que tem mais alguém na casa. A partir daí, os minutos seguintes são de um suspense muito bem elaborado e um jogo de gato e rato que faz de O Colecionador de Corpos um ótima surpresa. As cenas onde Arkin não sabe quem é o outro invasor e vice versa são recheadas de tensão e você não consegue nem piscar com medo de perder um detalhe. O entrar e sair dos ambientes é tão sincronizado que o suspense aumenta a cada minuto. O filme também conta com cenas de gore e tortura mas não é o principal… bom mesmo são as cenas de suspense.

Mas como nem tudo é festa, o que não gostei em Colecionador de Corpos foi as armilhas super elaboradas que ele espalhou na casa. Totalmente desnecessário e tirou a naturalidade das coisas. Como ele teve tempo de preparar tudo aquilo? Me lembrou exatamente o que não gostei na franquia de Jogos Mortais: armadilhas tão bem preparadas que mais pareciam ter saído de uma fábrica! Por isso gostei apenas do primeiro… as coisas eram mais plausíveis. O mesmo aconteceu em The Collector e logo depois descobri que os criadores do filme participaram também da franquia de Jogos Mortais. Apesar disso, O Colecionador de Corpos é um filme que merece ser conferido pois acerta muito mais do que erra e proporciona momentos de puro suspense!

Related Posts with Thumbnails