Classificação 2 de 5


Turkish Delight - PosterLouca Paixão (Turkish Delight, 1973 – 112 min)

Drama, Romance.
Dirigido por Paul Verhoeven, roteiro de Gerard Soeteman, baseado no Romance Turks Fruit, de Jan Wolkers. Elenco Principal: Monique van de Ven e Rutger Hauer.
.

.

.

.

 

Falta pouco menos de uma semana para o anunciado fim-do-mundo, por isso, resolvi dar uma agilizada nos textos sobre os 10 filmes para assistir antes de morrer, afinal, vai que… E diante desse iminente fim, nada melhor do que aproveitar o tempo que nos resta da melhor maneira possível, o que para mim significa, basicamente, assistir bons filmes. O chato é quando sobem os créditos e eu penso: “pera aí, tem algo errado”.

Turkish Delight - Imagem 1

Turkish Delight conta a história de amor entre Eric Vonk (Rutger Hauer), um talentoso escultor e a bela Olga Stapels (Monique van de Ven). Partindo dessa premissa o filme mostra a história do casal, como eles se conheceram, casaram, os problemas que tiveram, etc. E só isso!

Sinceramente, eu não entendo Steven Jay Schneider. Após grandes acertos em todos os filmes da sua lista ele apresenta duas bombas seguidas. Louca Paixão é um romance sem sal, os personagens são apáticos, a história não é interessante e tem um final bastante decepcionante. Hoje de manhã minha mãe assistiu Querido John, eu peguei alguns trechos do filme, mas pude perceber uma história bem interessante. Não gosto de comparações entre filmes, mas como os dois pertencem ao mesmo gênero e eu assisti no mesmo dia achei pertinente comentar.

As atuações não são nada de mais, não são boas nem ruins, apenas indiferentes. A direção é boa e compensa o roteiro muito fraco que não conta com nenhum diálogo verdadeiramente construtivo. Mas o pior de tudo, com toda certeza, é a trilha sonora. MUITO IRRITANTE! Aquelas musiquinhas, somadas a excessiva nudez do filme passam a impressão de estar assistindo o pior pornô do mundo, o que eu acho que até seria melhor.

Turkish Delight - Imagem 2

Existem muitas coisas que me deixam incomodado, mas a pior delas é assistir um filme ruim. Agora só faltam mais dois para o fim da lista – e ainda o primeiro, Star Wars, que deve ser objeto de um post especial no ano que vem se o mundo não acabar -, mas tenho certeza que esse é o pior dos 10. Sinceramente Steven Jay Schneider, histórias de amor ruins já bastam as minhas.

“Eu transo melhor que Deus”
– Eric Vonk

Related Posts with Thumbnails