Filme: Retreat – 2011

Direção: Carl Tibbetts

Atores: Cillian Murphy, Jamie Bell and Thandie Newton

Sinopse: Kate e Martin, na tentativa de salvar o casamento, vão fazer um retiro em uma ilha isolada – mesmo local de sua lua de mel. A tentativa de reconciliação já não vai bem mas o maior problema é um estranho soldado que aparece no local com a informação que todos no continente foram mortos por um vírus.

Quando vi o trailer de Retreat achei tão intenso que automaticamente fiquei interessada. O tempo passou, o filme não veio para os cinemas aqui de Salvador (me conte uma novidade!) e fui deixando para lá até que precisei recorrer a internet para conseguir matar esta curiosidade. Ele é bem diferente do que imaginei pois é um suspense que brinca com seu psicológico em vários momentos.

Martin e Kate são um casal bem incomum. Estranho pensar que eles ainda tem um casamento, visto que, durante quase metade do filme eles persistem em um distanciamento e a sensação é de que cada um está sozinho naquela cabana. Eu que sou escolada em filmes de terror fico imaginando como alguém simplesmente resolve ir para um lugar tão, tão isolado, onde apenas o que te liga ao resto do mundo é um velho rádio e um barqueiro que todos os dias vem até a ilha. Ok, posso ser insensível até porque aquela ilha foi onde Kate e Martin passaram a lua de mel e viveram os momentos mais felizes do casamento e isso era o que estavam precisando no momento.

A dinâmica do casal as vezes se torna massiva e fico me perguntando se é justo todo o peso que Kate coloca sobre Martin, mesmo sabendo qual é o motivo dela culpá-lo tanto.  Quando o soldado, ferido e desacordado aparece na ilha, a princípio pode parecer uma boa novidade para a dupla pois teriam um motivo para falar de outra coisa que não fosse eles mesmo. O problema é que o homem acorda, totalmente perturbado com a notícia que um vírus mortal se espalhou e matou a todos no continente. Os que ainda não morreram estão doentes e não devem viver nas próximas horas! O soldado decide lacrar a cabana e não permitir que ninguém entre ou saia até que a cura seja descoberta.

Muito confuso não? Um casal no meio do nada, um soldado psicótico, a notícia de que o mundo foi devastado por um vírus. Você pagaria pra ver? Retreat é um filme que massacra o psicológico de Martin e Kate de uma forma absurda. A dúvida que está presente no início dá lugar a uma necessidade de fuga. Todos estão muito bem e o filme é muito regular embora não seja tão sagaz como demonstre no trailer.  Eu gosto muito de Thandie Newton e também do jeito de interpretar do Cillian Murphy mas é o Jamie Bell que rouba o filme no papel do soldado psicótico. A idéia é super interessante, bem construída partindo do princípio que é um casa despreparado e que precisa lutar para viver dentro ou fora da cabana. Mas alguma coisa me incomodou. Apesar do filme ser bem acima da média não consegui o envolvimento suficiente e acho que foi por conta da falta de empatia do casal principal. Eles estavam tão bons em seus papéis de casal desunido que não consegui aceitar quando eles precisam fazer a dupla entre eles funcionar de novo. Uma pena pois é um filme que merece ser conferido!

 

Nick achou meio blasée:

Related Posts with Thumbnails