Community, a melhor série de comédia. Seis temporadas e um filme, já!

Quando solicitei algumas dicas de séries para acompanhar, Caio Costa (Blogicitário) me indicou Community e eu, por diversas vezes, fui deixando de lado. Foi preciso me convencer mais uma ou duas vezes para que finalmente eu desse uma chance e fosse assistir a série e, mais que isso, precisei insistir ver alguns episódios até me apaixonar por completo por ela. Hoje faço parte do grupo que clama pelas ‘internets’:

#sixseasonsandamovie

Do que se trata?

A série pertence ao canal americano NBC e estreou por lá no final do ano de 2009. É composta por episódios que possuem em torno de 20 minutos de duração. Dentre outros prêmios e indicações, é a atual vencedora do ‘Critic Choice Award’ como melhor série de comédia.

A história da série é centrada em uma universidade comunitária (coisa ‘típica’ dos Estados Unidos) e acompanhamos nela as aventuras e desventuras de um grupo de estudos composto por  pessoas com personalidades bastante curiosas e distintas.

Mas a graça mesmo está justamente no número sem fim de referências, easter eggs e homenagens a diversas coisas da cultura pop. Existem episódios “temáticos” que são épicos, como alguns relacionados a disputa de paintball, rpg, pulp fiction, religião e por aí vai.

Epidemiology, halloween e referências aos filmes de Zumbi

Personagens:

Jeff Winger: Entrou para a faculdade comunitária para conseguir novamente seu diploma de Direito depois de ter sido suspenso da profissão por conta do seu maroto certificado. Interpretado pelo ator Joel Mchale que recentemente fez um papel coadjuvante no divertido filme “Ted”.

Britta Perry: Uma jovem de 28 que finalmente resolveu se formar depois de ter largado a faculdade quando mais nova. Interpretada por Gillian Jacobs que fez uma pequena ponta no filme “Procura-se um amigo para o fim do Mundo”.

Abed Nadir: Um viciado em tudo relacionado à cultura pop que só consegue se relacionar com as pessoas através de referências ao mundo do cinema. É o ‘freak’ do grupo e as vezes assume a sua identidade malvada, Evil Abed. É excelentemente interpretado por Danny Pudi.

Pierce Hawthorne: Um milionário idoso que adora dar conselhos insanos e recheados de racismo, homofobia e/ou perversão. Ele é interpretado pelo ator Chevy Chase que fazia a clássica franquia “Férias Frustradas…”.

Troy Barnes: Um ex-astro de futebol do seu colégio e melhor amigo de Abed. É interpretado por Donald Glover.

Annie Edison: Uma jovem perfeccionista que acabou perdendo a sua bolsa de estudos devido ao vício em um remédio para atenção. Interpretada pela bela Alison Brie.

Shirley Bennett: Uma dona de casa de meia idade que esta enfrentando um divórcio e é ainda uma fanática religiosa. Interpretada pela atriz Yvette Nicole Brown.

Señor Chang: Professor de Espanhol TOTALMENTE insano, aloprado e inconsequente. Tem vários parafusos soltos na cabeça. Ele é interpretado por Ken Jeong da franquia “Se Beber Não Case”.

Reitor Pelton: O louco reitor da faculdade que adora fazer aparições emblemáticas e com fantasias “ousadas”. Alimenta uma quedinha por Jeff Winger e é interpretado por Jim Rash.

A temida 4º Temporada:

O seriado correu o risco de ser cancelado nesta terceira temporada e, pra piorar, Dan Harmon que é o criador e responsável por tudo isto foi ‘demitido’, vai trabalhar apenas como consultor. Toda a genialidade da série está nestas referências e pequenas homenagens que Dan Harmon fez, tudo isso baseado em sua própria vivência. Ele se formou em uma universidade comunitária também.

Agora na mão de outras pessoas eu temo para que tudo isso se perca e Community se renda a piadas fáceis já que o motivo da vontade do cancelamento foi justamente a baixa audiência que ela vinha obtendo. Parece que o público prefere o riso fácil e piadas que não exijam o mínimo de inteligência, e isso é uma pena.

Como não amar?

Se eu fosse listar apenas uma parte dos episódios inesquecíveis de Community agora, o post iria ficar mais imenso do que já está (deixarei para uma próxima oportunidade criar um top 10 melhores episódios, aceito sugestões), mas é difícil não se render a um programa televisivo que consegue homenagear de maneira tão inteligente alguns filmes, seriados e personagens inesquecíveis. Por exemplo, tem uma piada que demorou 3 temporadas para ser feita. Em cada uma delas existe um episódio em que algum personagem diz “bettlejuice”. E o que acontece quando você diz “Beetlejuice” 3 vezes?:

Link para o vídeohttp://www.youtube.com/watch?v=19FMU3M7Jtk

Isso mesmo, 3 temporadas se passaram para uma piada rápida mas genial como esta.

Possui várias outras passagens lindas como um episódio que é na verdade uma partida do RPG Dungeons & Dragons, um de Zumbis, um que é um jogo de videogame em 8 bits e por aí vai, um sem fim de preciosidades.

Tudo isto é apenas um exemplo MÍNIMO deste que, pelo menos para mim, se tornou o melhor seriado de comédia da atualidade. E não tem bazinga que supere, não mesmo.

Algumas outras Imagens:

Especial de Natal

Advanced Dungeons & Dragons, um dos melhores, mistura uma partida de RPG com uma narração estilo Senhor dos Anéis

O Reitor

Evil Abed

Essa série é do coração.

Related Posts with Thumbnails

Author: Marcio Melo

Analista de Sistemas, amante da sétima arte desde os tempos imemoriais e com muito sangue nerd fervilhando em veias hipertensas, fundou o Porra, Man! com o intuito de comentar sobre cinema de forma descomplicada e fácil de entender. Nas horas vagas torce prum time que nunca vence e mata monstros que não existem.

Share This Post On

11 Comments

  1. nunca tinha ouvido falar dessa,e se tinha não me lembro.foi impressão minha ou este seriado se parece um pouco com glee? o que nem é ruim,mais acho glee um pouco sem sal,gosto muito não,nem mesmo acompanho.

    Post a Reply
  2. Bazinga! hahahaha, Community é show, acompanho desde a estréia!

    Post a Reply
  3. Já havia zapeado algumas vezes por Community na Tv, gostado, mas nunca consegui me prender a série. Talvez por ter episódios curtos e a emissora acabar enchendo de comerciais de 4 minutos a cada 5 minutos de série isso a tornava enfadonha.
    Mas resolvi seguir o conselho do Blog e consegui (de forma que não posso relatar para não mostrar provas contra mim mesmo em caso de um processo :P) a primeira temporada completa.
    Ao assistir cada episódio de uma vez só, a coisa muda de figura.
    Percebe-se o quão inteligente a série é e e com um tipo de humor “discreto” que chega a se aproximar, no estilo, do humor britânico mesmo sendo totalmente inserida na cultura norte-americana.
    Em suma: Gostei e muito.

    Post a Reply
    • Bom saber hehehe. E vai melhorando na segunda e terceira temporada em níveis que ainda vão lhe surpreender!

      Post a Reply
  4. Tá vendo que minha insistência valeu a pena? Além de você, um cara se convenceu a assistir quando listei a épica cena da guerra de paintball entre Jeff e Chang, quando ele deixa o “vilão” “expoldir”.

    A série, Abed e Chang já deveriam ter sido indicados há muito tempo ao Emmy, mas não sei se era por causa de Dan Harmon. Só assim pra não justificar,pelo menos, a indicação do atores.

    E meu receio com a nova temporada cresceu quando ela foi adiada por tempo indefinido :/

    Post a Reply
  5. É sem dúvida alguma o seriado que mais me surpreendeu. Lembro de estar no seriestorrent procurando atualizações de outras séries quando vi o poster de Community com o primeiro episódio. Como minhas séries não tinham sido lançadas no dia e estava sem ter o que fazer acabei por ver o primeiro episódio e só achei intrigante no começo, veio semana atrás de semana vendo mais pela falta do que ver, de repente, eu estava indo no site apenas para buscar Community. É incrível como vai crescendo tudo, as referências e tudo aparece meio possível e absurdo.

    Acho genial o episódio da realidade alternativa que eles jogam dados para escolher quem vai abrir a porta. Lembra dessa Marcio?

    Post a Reply
    • Sim claro, esse episódio é um dos mais sensacionais, são tantos!

      Vou fazer um top 10, tá complicado mais hei de conseguir!

      Post a Reply
  6. sinto exatamente isso, essa série me dominou totalmente
    cada piada inteligente faz dela uma arte. É triste saber que o público ainda não está pronto para este tipo de humor onde o telespectador precisa ter um belo repertório de filmes, jogos, séries e reality shows

    Post a Reply
  7. Estou APAIXONADA por Community! Como demorei tanto pra ver? Genial como raramente se vê por aí.
    🙂

    Post a Reply
    • Como não amar Community? Só temo pela quarta temporada depois de sair um dos responsáveis pela série e também o Chase abandonar o elenco no final das filmagens.

      Post a Reply

Trackbacks/Pingbacks

  1. Community 4º Temporada: Como destruir a melhor série de comédia já criada | Porra, man! - [...] Fora todos estes problemas o que se tem visto até aqui nesta 4º temporada é um arremedo de situações…
  2. Se Bebe, Não Case - Parte 3 (Resenha do Filme) Porra, Man! - [...] “O Voo”). Para salvar o companheiro eles terão que encontrar o insano Chow (Ken Jeong, “Community”) que acabou de…

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.