Você sente, e é um sentimento que vem de dentro de você, quando está assistindo um GRANDE filme. “As Vantagens de Ser Invisível (The Perks of Being a Wallflower)” é uma adaptação intensa e bastante sincera com um trio de protagonistas fantásticos, uma trilha sonora poderosa e que traz uma história intensa e muito emocionante. Stephen Chbosky adaptou o próprio livro para os cinemas, trazendo uma das mais comoventes histórias sobre adolescência e amadurecimento, sobre o amor e perda e, principalmente, sobre os amigos inesquecíveis que surgem em nossas vidas.

Nós aceitamos o amor que pensamos merecer

Na trama conhecemos Charlie (Logan Lerman, “Percy Jackson e o Ladrão de Raios”), calouro que está apreensivo com seu primeiro dia na ‘high school’ (o equivalente aqui seria o ensino médio) e que, de uma maneira meio por acaso acaba se tornando amigo de Patrick (Ezra Miller, “Precisamos Falar Sobre o Kevin”) e de sua meia-irmã Sam (Emma Watson, “Harry Potter”). Um garoto introvertido e com seus problemas é então apresentado por estes dois veteranos ao mundo e à vida ‘real’. E Charlie personifica o que é mais ou menos o significado de “Wallflower” que o título original se refere, em situações sociais é a denominação que pessoas pouco populares, tímidas e que não participam de atividades sociais recebem.

O cinema é feito para nos levar a outros mundos e lugares inatingíveis, mas as vezes precisamos de verdades, e é isso que Stephen Chbosky transmite em sua obra. Além de ser autor deste livro que já entra para minha lista de desejados, dirigiu e roteirizou o filme, fato este que parece ter colaborado e muito. Traz um conto aparentemente simples, uma história sobre a adolescência e todos os prós e contras desta época tão importante da vida de uma pessoa, mas é muito mais que isso, é profundo, é sensível e ainda nos reserva algumas boas surpresas no final.

E o que dizer do elenco? Simplesmente fantástico. Na linha de frente um trio de protagonistas com personagens extremamente carismáticos e atuações muito boas. Logan Lerman está impressionante, Emma Watson mostra que soube deixar bem guardado a sua excelente passagem na franquia Harry Potter e que tem talento para seguir uma carreira de sucesso como atriz. Fantástica. E dos três principais ainda temos Ezra Miller, este que eu já sabia ser um excelente ator depois de aterrorizar em “Precisamos Falar Sobre o Kevin”. Para completar, o elenco coadjuvante tem importantes nomes como Paul Rudd, Walsh Kate, McDermott Dylan e Joan Cusak .

Uma época em que descobrir uma nova música era algo transformador e que marcava algumas passagens da vida das pessoas. Stephen Chborky conseguiu aqui criar uma obra que consegue falar sobre sentimentos sem soar piegas. Conta ainda com alguns belo momentos de humor, que traz lembranças de alguns clássicos do eterno John Hughes. Mais do que uma obra com uma visão atemporal e uma trilha sonora capaz de te enlouquecer – estou ouvindo sem parar, inclusive no momento que escrevi esta resenha – , “As Vantagens de Ser Invisível” é um filme imperdível, contagiante e sincero.

E seu coração sente, ele não te engana, ele sabe quando você está se emocionando e quando você está simplesmente amando o que está vendo, quando você está olhando aquelas letrinhas com os créditos subindo com uma poderosa canção tocando ao fundo, ele sabe que você está se sentindo infinito.

 


As Vantagens de Ser Invisível (The Perks of Being a Wallflower, 2012 – 103 min)
Drama

Um filme de Stephen Chbosky com Logan Lerman, Emma Watson, Ezra Miller, Nina Dobrev, Paul Rudd, Mae Whitman, Melanie Lynskey, Melanie Lynskey, Johnny Simmons, Zane Holtz, Reece Thompson, Erin Wilhelmi e Joan Cusack.

Related Posts with Thumbnails