Compramos um Zoológico (We Bought a Zoo)

Se você me perguntar: Porque assistir a um filme protagonizado por Matt Damon sobre uma família que compra um Zoológico para morar?

Eu vou responder:  Porque não?!

Sabe, às vezes tudo o que você precisa é de 20 segundos de coragem extrema. Sério, literalmente 20 segundos de bravura vergonhosa. E eu prometo que algo ótimo vai acontecer.

Saindo um pouco do habitual de minhas resenhas sobre filmes aqui no blog, resolvi começar desta forma e, talvez, bastaria esta frase acima dita pelo personagem interpretado por Matt Damon (“Contágio”) para descrevê-lo, já que acho complicado conseguir traduzir em palavras o quanto AMEI esta obra de Caremon Crowe, um cineasta que me emociona com seus trabalhos.

Devido a DITADURA DA DUBLAGEM que vem tomando conta de tudo não pude assistí-lo nos cinemas. Aqui em Salvador NENHUMA sala em NENHUM horário exibiu uma cópia legendada. Não vou entrar nas discussões e nos debates entre legendados x dublados agora, mas acredito que o certo (para tudo na vida) seria ter opções. E foi uma pena não poder acompanhar no cinema um dos melhores filmes que foram lançados no ano passado, entraria fácil nas primeiras colocações do meu Top 10 melhores de 2011.

Baseado em um livro de memórias da vida de um sujeito chamado Benjamin Mee que, após ter perdido sua esposa resolveu se mudar com sua família para uma casa que era, na verdade, um zoológico, a trama nos mostra a luta de um pai para seguir em frente com sua vida após tão trágica perda e, ao mesmo tempo, criar seus 2 filhos da melhor maneira possível.

Costumeiramente os trabalhos de Cameron Crowe trazem personagens fortes que se jogam de cabeça em oportunidades extremamente arriscadas que irão mudar completamente as suas vidas, tudo isto embalado por trilhas sonoras poderosas e marcantes. “Compramos um Zoológico” não foge à esta regra. Não deixa inclusive de ser aquele filme “manjadinho” e com seus clichês, mesmo assim, é incrível como nada disso importa porque ele sabe “brincar” direitinho com nossos sentimentos.

O elenco é também elemento chave aqui, Matt Damon traz uma atuação diferenciada e muito interessante, um personagem que é frágil sim, mas que traz uma força incrível dentro dele e que batalha para fazer as coisas darem certo. No elenco mirim temos inspiradas interpretações também com Collin Ford que faz o filho rebelde e problemático, a pequena e FOFÍSSIMA Maggie Elizabeth Jones como a filha caçula e Elle Fanning (“Super 8“) que faz a doce e inocente “paquera” de Dylan. Outra que está muito bem é a musa Scarlett Johansson (“Os Vingadores“) que consegue ser sensual apenas com o seu “quase sorriso” e atua muito bem aqui sem precisar abusar das suas curvas ou de decotes generosos. Todo o elenco na verdade tem a sua parcela de contribuição.

Baseado em uma história real e trazendo um elenco bem afiado com mais uma ótima direção deste cineasta que sou fã, “Compramos um Zoológico” compensa seus pequenos defeitos com muita diversão e uma história DEVERAS emocionante, e como cinema para mim é emoção digo sem receio algum: É um filme LINDO e que me fez “suar os olhos”.

 


Compramos um Zoológico (We Bought a Zoo, 2011 – 124 min)
Drama, Comédia.

Dirigido por Cameron Crowe com roteiro de Cameron Crowe e Aline Brosh McKenna adaptando livro de Benjamin Mee. Estrelando: Matt Damon, Scarlett Johansson, Thomas Haden Church, Colin Ford, Maggie Elizabeth Jones, Angus Macfadyen, Elle Fanning, Patrick Fugit e John Michael Higgins.

Related Posts with Thumbnails

Author: Marcio Melo

Analista de Sistemas, amante da sétima arte desde os tempos imemoriais e com muito sangue nerd fervilhando em veias hipertensas, fundou o Porra, Man! com o intuito de comentar sobre cinema de forma descomplicada e fácil de entender. Nas horas vagas torce prum time que nunca vence e mata monstros que não existem.

Share This Post On

16 Comments

  1. No cinema que fui, não vi nem esse nem o filme francês em cartaz… =/
    Acabei assistindo Totalmente Inocentes com Fábio Porchat, do qual dei boas risadas.

    Post a Reply
    • Esse filme ficou em cartaz no início do ano, não foi nessa semana não. Por isso que só “pude” assistir e comentar agora.

      Post a Reply
  2. NOSSA,ATÉ ME DEU VONTADE DE ASSISTIR ESSE FILME DE TANTO QUE VC FALOU BEM,SEM FALAR QUE GOSTO DOS ATORES CITADOS AÍ,E O MATT DAMON É UM BOM ATOR,GOSTO DO TRABALHO DELE,GÊNIO INDOMÁVEL E O TALENTOSO RIPLEY SÃO SEUS MELHORES FILMES,NA MINHA OPINIÃO.E APESAR DESSE FILME PARECER BEM SESSÃO DA TARDE NÃO TEM PROBLEMA,POIS SEMPRE ASSISTO A ELA QUANDO TENHO TEMPO.E SÉRIO QUE VC PREFERE ASSISTIR FILMES LEGENDADOS? EU ACHAVA QUE ERA A ÚNICA A TER ESSA PREFERÊNCIA,É BOM SABER QUE NÃO ESTOU SOZINHA NESSA,PENA QUE A MAIORIA DAS PESSOAS TEM PREGUIÇA DE LER,POIS ASSISTIR UM FILME OUVINDO AS VOZES REAIS DOS ATORES É BEM MAIS LEGAL, NÃO TEM NEM COMPARAÇÃO,BOM FALEI DEMAIS,VOU VAZAR AGORA,FUI…………

    Post a Reply
    • Minha preferência é mesmo por filmes legendados, mas já vi muito filme dublado (raríssimas vezes por opção).

      Post a Reply
  3. Esse filme é maravilhoso, meu favorito do ano passado (corrige isso, foi lançado no Brasil no final do ano passado). Crowe é gênio! E ainda bem que aqui em Brasília teve 1 cinema com sessão legendada. E até hoje não entendi porque a grande maioria de cópias dubladas no cinema, uma pena.

    Post a Reply
    • Tem razão. é porque foi lançado no finalzinho de 2011 aqui, uma pena porque fatalmente estaria no topo dos melhores filmes deste ano.

      Quem entende essas distribuidoras? Pensaram: “Tem uma criança, é zoológico, bota tudo dublado”. Você teve muita sorte, eu tive que esperar chegar numa qualidade legal na TorrentTv.

      Crowe é realmente um cara que sabe brincar com os sentimentos, realmente um gênio.

      Post a Reply
  4. Também achei o filme muito emocionante e todos os elogios são válidos. Indiquei para alguns colegas na época que assisti, mas parece que ninguém botou fé (uma pena), agora vou espalhar sua crítica para ver se resolve. haha’

    Post a Reply
  5. fim de semana já garantido, valeu pela dica.
    depois resenho.

    Post a Reply
  6. Não me senti muito atraído pela história, e pelas críticas que vi na época, a maioria falava até bem do filme que ele tinha qualidades mas que não passava de um bom filme para ver com a família.

    A sua crítica é a mais empolgada que vi até hoje. Aqui no RJ já saiu de cartaz faz tempo, mas vou considerar alugar ele agora.

    Post a Reply
    • Sou fã de Cameron Crowe, é difícil eu não amar os filmes que ele faz.

      Post a Reply
  7. Esse filme é lindo demais, do começo ao fim. Eu fui esperando uma comédia besta, e me deparei com esse obra tão fofa e agradavel que tb me fez “suar os olhos”… Fora que a trilha sonora feita pelo vocalista do Sigur Ros é SENSACIONAL!! Sai do cinema direto pro pc pra baixar… Perfeita!! Filmão!!!

    Post a Reply
  8. Eu assisti final de semana com a patrôa e achei o filme razoavel para bom, talvez tenha sido porque eu vi em duas partes, começei no sábado e terminei no domingo, acabou que não me envolvi na história. Ele passa uma mensagem interessante que eu mesmo já beirando os 30 vou começar a usar.
    abraço, valeu pela dica.

    Post a Reply
  9. Estava procurando notícias sobre o filme Elysium do Matt damon e numa das pages achei aqui. Realmente amei esse filme, é belo e cativante. Devemos respeitar as críticas alheias, mas realmente causa raiva ver alguém da crítica especializada dizer que esse filme foi raso e artificial.

    Post a Reply
    • Que bom Sávio, fico feliz de verdade.

      O problema é que muitos da “crítica especializada” analisam o filme de acordo com quesitos técnicos e não sei o que e, para muitos, cinema é emoção e uma história linda e cativante como esta me pega de jeito hehehe.

      Abração!

      Post a Reply
  10. É, realmente, e quase perco de assistir o filme por isso.
    ultimamente só estou confiando no adorocinema, IMDb e em blogs como o seu e afins. Odeio perder meu tempo precário com bombas haha.

    Márcio, eu estive pensando, já assistiu a bastantes filmes que não estão com críticas no blog e uns filmes mais antigos também nem darão as caras por aqui. Seria bom fazer uns posts dando suas críticas de filmes, somente com notas (talvez com comentários pequenos), entendes? com vários filmes neles de uma vez.

    Não tem muito tempo, mas sem pressão, acrescentar uns 2 por dia, levaria poucos minutinhos, até conseguir um número considerável para lançar o post.

    Não importa se for ruim, legal ou excelente, O que achar bom mencionar. Só uma ideia fajuta,entendo se não quiser.
    Abraços.

    Post a Reply

Trackbacks/Pingbacks

  1. 10 Atores da nova geração que estão se tornando grandes estrelas - Porra, man! - [...] Seguindo os passos de sua irmã (Dakota) Elle Fanning não carrega consigo apenas um nome famoso, nascida 1998 ela…
  2. Elysium - Porra, man! - […] planeta Terra que está superpopuloso, poluído e arruinado. Conhecemos então Max (Matt Damon, “Compramos um Zoológico”) que após sofrer…
  3. Sob o Mesmo Céu (Aloha) - Porra, man! - […] cinéfilo mais antenado seria capaz de apostar um zoológico, ou um micro system dos anos 80, certos de que…
  4. Os Piores Filmes de 2015 - […] Não dá para acreditar que é o mesmo cara que fez “Singles (1992)“, que fez “Compramos um Zoológico” e…

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.