Se você me perguntar: Porque assistir a um filme protagonizado por Matt Damon sobre uma família que compra um Zoológico para morar?

Eu vou responder:  Porque não?!

Sabe, às vezes tudo o que você precisa é de 20 segundos de coragem extrema. Sério, literalmente 20 segundos de bravura vergonhosa. E eu prometo que algo ótimo vai acontecer.

Saindo um pouco do habitual de minhas resenhas sobre filmes aqui no blog, resolvi começar desta forma e, talvez, bastaria esta frase acima dita pelo personagem interpretado por Matt Damon (“Contágio”) para descrevê-lo, já que acho complicado conseguir traduzir em palavras o quanto AMEI esta obra de Caremon Crowe, um cineasta que me emociona com seus trabalhos.

Devido a DITADURA DA DUBLAGEM que vem tomando conta de tudo não pude assistí-lo nos cinemas. Aqui em Salvador NENHUMA sala em NENHUM horário exibiu uma cópia legendada. Não vou entrar nas discussões e nos debates entre legendados x dublados agora, mas acredito que o certo (para tudo na vida) seria ter opções. E foi uma pena não poder acompanhar no cinema um dos melhores filmes que foram lançados no ano passado, entraria fácil nas primeiras colocações do meu Top 10 melhores de 2011.

Baseado em um livro de memórias da vida de um sujeito chamado Benjamin Mee que, após ter perdido sua esposa resolveu se mudar com sua família para uma casa que era, na verdade, um zoológico, a trama nos mostra a luta de um pai para seguir em frente com sua vida após tão trágica perda e, ao mesmo tempo, criar seus 2 filhos da melhor maneira possível.

Costumeiramente os trabalhos de Cameron Crowe trazem personagens fortes que se jogam de cabeça em oportunidades extremamente arriscadas que irão mudar completamente as suas vidas, tudo isto embalado por trilhas sonoras poderosas e marcantes. “Compramos um Zoológico” não foge à esta regra. Não deixa inclusive de ser aquele filme “manjadinho” e com seus clichês, mesmo assim, é incrível como nada disso importa porque ele sabe “brincar” direitinho com nossos sentimentos.

O elenco é também elemento chave aqui, Matt Damon traz uma atuação diferenciada e muito interessante, um personagem que é frágil sim, mas que traz uma força incrível dentro dele e que batalha para fazer as coisas darem certo. No elenco mirim temos inspiradas interpretações também com Collin Ford que faz o filho rebelde e problemático, a pequena e FOFÍSSIMA Maggie Elizabeth Jones como a filha caçula e Elle Fanning (“Super 8“) que faz a doce e inocente “paquera” de Dylan. Outra que está muito bem é a musa Scarlett Johansson (“Os Vingadores“) que consegue ser sensual apenas com o seu “quase sorriso” e atua muito bem aqui sem precisar abusar das suas curvas ou de decotes generosos. Todo o elenco na verdade tem a sua parcela de contribuição.

Baseado em uma história real e trazendo um elenco bem afiado com mais uma ótima direção deste cineasta que sou fã, “Compramos um Zoológico” compensa seus pequenos defeitos com muita diversão e uma história DEVERAS emocionante, e como cinema para mim é emoção digo sem receio algum: É um filme LINDO e que me fez “suar os olhos”.

 


Compramos um Zoológico (We Bought a Zoo, 2011 – 124 min)
Drama, Comédia.

Dirigido por Cameron Crowe com roteiro de Cameron Crowe e Aline Brosh McKenna adaptando livro de Benjamin Mee. Estrelando: Matt Damon, Scarlett Johansson, Thomas Haden Church, Colin Ford, Maggie Elizabeth Jones, Angus Macfadyen, Elle Fanning, Patrick Fugit e John Michael Higgins.

Related Posts with Thumbnails