Alvin e os Esquilos 3 (Alvin and the Chipmunks 3)

O primeiro filme dos esquilos irritantes cantantes eu sequer tive interesse em assistir, passou outro dia na TV e acabei vendo algumas cenas. Com o segundo filme da agora “trilogia dos esquilinhos do barulho” aconteceu o mesmo e, confesso, somente o bater de asas de uma mariposa na Nova Zelândia pode explicar porque resolvi aceitar um convite e encarar “Alvin e os Esquilos 3” nos cinemas. Com uma estrutura extremamente infantil e inocente – indo na contramão das animações atuais que procuram agradar pessoas de todas as idades – trata-se, definitivamente, de uma produção destinada apenas aos pequeninos ou àqueles que ainda guardam dentro de si o espírito de uma criança.

Na trama acompanhamos Dave (Jason Lee) embarcando em um cruzeiro luxuoso com os esquilos e as esquiletes em clima de férias. Como era de se esperar, os esquilos ‘liderados’ por Alvin aprontam no navio altas confusões do barulho e, em uma destas trapalhadas, acabam parando acidentalmente em uma ilha deserta de onde precisarão mudar sua forma de encarar a vida para conseguir escapar e sobreviver.

Ao contrário do que estava esperando, o foco musical não é muito intenso e o filme segue mais aquela linha de aventura recheada de lições e aprendizados para a meninada. O roteiro é pouco inspirado e não traz grandes problemas ou obstáculos a serem ultrapassados, fica até difícil saber se existe algum vilão realmente na história (podemos contar dois talvez, mas eles são praticamente inofensivos). No final das contas é somente aquela onda de aprendizado, amadurecimento e superação de limites, tudo isso intercalado com algumas gracinhas, reboladas e rápidos números musicais, afinal a meninada de hoje em dia não tem paciência pra ver nem vídeo de 2 minutos no youtube.

O elenco aparece pouco e o trabalho dos atores “reais” não traz nenhum destaque e nem faz muita diferença na história. O foco fica mais centralizado realmente no sexteto de esquilos. Enquanto as “meninas” são tão desinteressantes e implicantes quanto garotas naquela idade podem ser, os “meninos” trazem como destaque dentre eles possivelmente a única coisa que valha a pena em todo o filme, o esquilinho gordinho de verde, o mais novinho que é uma completa fofura cheia de carisma.

Fofura define

Quanto maior a sua idade menor são as chances de você se divertir e aproveitar “Alvin e os Esquilos 3”. Não chega a ser um filme ruim, mas é uma produção muito infantil e inocente para os padrões do cinema atual.


Alvin e os Esquilos 3 (Alvin and the Chipmunks 3, 2011 – 87 min)
Animação, Comédia.

Um filme de Mike Mitchell com roteiro por Jonathan Aibel e Glenn Berger. Estrelando: Jason Lee, David Cross, Jenny Slate, Sophia Aguiar, Lauren Gottlieb, Tera Perez, Anna Faris, Justin Long, Matthew Gray Gubler e Christina Applegate.

Related Posts with Thumbnails

Author: Marcio Melo

Analista de Sistemas, amante da sétima arte desde os tempos imemoriais e com muito sangue nerd fervilhando em veias hipertensas, fundou o Porra, Man! com o intuito de comentar sobre cinema de forma descomplicada e fácil de entender. Nas horas vagas torce prum time que nunca vence e mata monstros que não existem.

Share This Post On

8 Comments

  1. O filme pode até ser voltado pro público infantil, mas isso não prejudica em ser bom ou ruim. O trailer desse aí é assustador! As músicas pop versão esquilo são muito bizarras. Pobre Jason Lee que agora tá tendo que sobreviver graças a essa franquia. heheheheheh…

    PS: corrige aí esse trecho [..]indo na contamão das animações atuais[..]

    Post a Reply
    • Tem poucas intervenções musicais no filme, pelo menos neste terceiro aqui e acho que talvez não prejudique, mas a criançada na sessão que fui adorou. Acho que a idade influencia um pouco em gostar ou não do filme.

      PS: Valeu pela correção!

      Post a Reply
  2. Obrigado pela advertência. Estou de saco cheio de “onda de aprendizado, amadurecimento e superação de limites”. Vou passar longe deste. Agora, pra ter ido assistir esse filme, deve ter rolado uma treta bem safada por aí. Gostei do texto.

    Post a Reply
    • Não foi nada safado nçao Wanderson hehehe, só não era minha vez de escolher o filme. Mas até que, pro que esperava, não foi uma tortura não e até dei umas risadas.

      []´s

      Post a Reply
  3. FILME BONITINHO DEMAIS PRO MEU GOSTO,SOU MUITO CHEGADA NÃO,GOSTO DE FILME DE ANIMAÇÃO,PORÉM A VOZ DESSES BICHINHOS SÓ AGRADAM NO COMEÇO DEPOIS FICA MEIO CHATO.MAS A CRÍTICA FICOU BEM JUSTA,FUI……….

    Post a Reply
  4. Também nunca fui fã,e nunca assisti aos
    filmes anteriores.Até minhas sobrinhas
    me pedirem para leva-las ao cinema para
    assistir esse ai.
    Confesso que me divertir,o filme é sim
    destinado para um publico bem novinho,e isso
    é uma coisa boa. Sai do cinema leve e com
    o sorriso de alegria de minhas sobrinhas.
    Obs:Mas isso não me fez fã do filme.

    Post a Reply
  5. Acho que deve ter ocorrido um tornado na Nova Zelândia…rsrsrs. O trailer já é chato, imagino ficar escutando aquelas vozes irritantes durante uma hora e meia.

    Post a Reply
  6. é um filme mediano…não é tão ruim….mais já não tão engraçado como era…..eu acho que esse filme já foi a gota d’água….comparando um com o outro são todos iguais..eu acho que já ta bom de parar por aí..já deu o que tinha que dá..eu não aguento mais ouvir aquelas vozezinhas!!

    Post a Reply

Trackbacks/Pingbacks

  1. Os Piores Filmes do Mundo - Parte 3 | Porra, man! - [...] Mundo – Parte 3 by Marcio Melo on Feb 11, 2012 • 09:01 No Comments Se até o filme…
  2. Tusk - Filme (2014) - […] história do filme acompanha um podcaster chamado Wallace Bryton (Justin Long, “Alvin e os Esquilos 3”) que vai atrás…

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.