2 Coelhos

Parece, mas não é, o famoso e antigo slogan de uma marca de produto anti-caspas pode servir para explicar aos mais desavisados – já que apenas as produções globais ganham destaque publicitário por aqui – do que se trata esse tal de “2 Coelhos”, pois, o longa metragem de estreia de Afonso Poyart parece filme gringo e traz suas inspirações de grandes produções hollywoodianas bem claras mas não é, é cinema nacional, de qualidade, e que insere um pouco de crítica social (referente a nós brasileiros corruptos e preguiçosos) em meio a toda explosiva diversão que o filme nos entrega do início ao fim, num roteiro muito bem construído e amarradinho.

Na trama conhecemos Edgar (Fernando Alves Pinto) que no alto dos seus 30 anos está em uma crise existencial, mas ele tem um plano para isso. A partir da narrativa em off de Edgar vamos conhecendo aos poucos, e quando ele acha necessário nos apresentar, cada um dos personagens que irão compor sua jornada como justiceiro moderno, passeando entre o poder e a corrupção.

Corre corre, pega pega

Criatividade não faltou ao publicitário Afonso Poyart que fez (dirigiu e escreveu) um filme “pequeno” parecer filme grande. Trazendo muita ação com tiroteios, explosões e um visual muito interessante – que traz uma forte linguagem de ‘videoclipe’ (trabalho que Poyart desempenhava antes deste seu debut) – “2 Coelhos” é uma produção deveras caprichada em toda a parte técnica (talvez faltou um pouco de grana pra fazer o carro pegar fogo direitinho mas isso é o de menos), inclusive na trilha sonora, afinal, um filme que começa ao som de “Será que é Disso que eu Necessito” do melhor (EM MINHA OPINIÃO) disco dos Titãs, o “Titanomaquia” de 1993, e ainda consegue inserir de forma muito legal em uma cena o “Ding Ding, sou foda” merece muito respeito.

Mas o grande trunfo está mesmo no roteiro que é muito bem escrito e segue aquela linha de história recortada e não linear cronologicamente que vai amarrando, aos poucos e por vezes com auxílios de alguns flashbacks, todas as suas pontas até no final tudo fazer sentido (algo que Guy Ritchie gosta muito de fazer em suas obras como “Jogos, Trapaças e 2 Canos Fumegantes”, por exemplo). Enquanto os fatos vão se desenrolando na tela, vamos conhecendo um a um todos os personagens e aí Poyart foi bem feliz em fazer com que todo mundo desempenhe um papel importante e plenamente justificável na trama (até mesmo aquele barbudinho meio Jack de “Lost”, meio Los Hermanos, que vive sofrido e recluso).

Momento Suker Punch

E se na parte técnica e no roteiro tudo é muito bem conduzido o elenco também dá um show à parte. Desde as carinhas mais conhecidas como Caco Ciocler que interpreta muito bem um personagem que fala pouco mas diz muito apenas com suas expressões, a sempre bela Alessandra Negrini que alterba muito bem entre os papéis de “femme fatale” e de mocinha indefesa e até mesmo o rapper Thaíde faz uma ponta interessante e divertida. O ator principal Fernando Alvez Pinto que interpreta Edgar consegue conduzir bem a história, seja em seus momentos de ‘ação’ seja quando ele vai narrando a trajetória de seu plano. Podemos destacar ainda Marat Descartes como o vilão Maicon, o Thogun como o “Bolinha” e por aí vai, no geral, todos estão muito bem em seus papéis.

Trazendo para a realidade nacional muito da cultura pop mundial, e aí não faltam odes a videogames (tem uma sequência com o game GTA), coisas nerds em geral e até espadas ninjas, “2 Coelhos” mostra a todos que com um pouco de criatividade e vontade dá pra fazer algo muito legal e que consiga trazer um entretenimento de muita qualidade com inteligência, item que tem faltado em nossos cinemas.

We have to go back!

Com uma parte técnica e visual muito bem trabalhada, um roteiro bem escrito e amarradinho capaz de prender o interesse do espectador do início ao fim (não gostei tanto do final ‘redentor’, mas tudo bem, é nada comparado a tudo que foi apresentado), atuações bastante convincentes e carismáticas, este é o tipo de filme que recomendo fortemente, ação e diversão em doses cavalares e sem precisar deixar seu cérebro guardado do lado de fora da sala. Porra, Man! Isso é raridade.

PS: Quem escrever em meio ao seu comentário algo do tipo “apesar de ser filme brasileiro” vai ter o meu total desprezo. Já superamos isso há tempos, por favor, vamos ser mais inteligentes nos comentários, este filme merece.


2 Coelhos (2011/2012 – 106 min)
Ação

Um filme de Afonso Poyart com Alessandra Negrini, Caco Ciocler, Fernando Alves Pinto, Marat Descartes, Neco Vila Lobos, Roberto Marchese, Norival Rizzo, Thogun, Thaíde, Yoram Blaschkauer, Robson Nunes e Aldine Muller.

Related Posts with Thumbnails

Author: Marcio Melo

Analista de Sistemas, amante da sétima arte desde os tempos imemoriais e com muito sangue nerd fervilhando em veias hipertensas, fundou o Porra, Man! com o intuito de comentar sobre cinema de forma descomplicada e fácil de entender. Nas horas vagas torce prum time que nunca vence e mata monstros que não existem.

Share This Post On

28 Comments

  1. Eu também gostei muito do filme, mas eu achava que ia ser algo mais “Adrenalina” e acabou sendo mais pra “filme de Guy Ritchie”. E achei o “final feliz” meio bizarro, mas não compromete o filme.

    E “apesar de ser filme brasileiro” é bem legal.
    ahauhauhauhauhauh

    Post a Reply
    • Até tu brutus? Deixe esse ranço de inferioridade do cinema nacional de lado rapá! hehehehe

      Pois é, a pegada é bem mais Guy Ritchie. Porra, você falou agora, seria bom um “Adrenalina Brazuca” ein?

      Post a Reply
  2. Tem um ou outro exagero (principalmente no início do filme), mas é muito bom mesmo. A linguagem é bem bacana.

    Post a Reply
  3. Cara, gostei bastante do filme. Me diverti e não desgrudei os olhos da tela em momento algum. Só algumas besteirinhas me incomodaram. Na minha opinião, aquela narração em off do protagonista ficou um pouco cansativa em alguns momentos, Ex: “esse é o fulano… ele faz isso e aquilo, mas não vamos falar disso agora…” e por aí vai. Fora esse detalhe, achei o filme um bom entretenimento. Inteligente e muito bem construído.

    Post a Reply
    • Eu, geralmente, me incomodo com narrações em filmes, mas até que neste aqui não me incomodei não.

      Tem alguns pequenos problemas realmente, mas muito pequenos e concordo contigo que é mesmo inteligente e muito bem construído.

      Post a Reply
  4. Cara fui no cinema sábado e sinceramente QUE FILME INCRÍVEL
    eu fui desprevenido sem ter lido nenhuma sinopse nem nada
    apenas com o trailer na mente,e olha… satisfação 100%.

    Post a Reply
  5. No cinema da minha cidade ainda n tem =s
    pelo trailer parece ser bem fodástico e tem efeitos especiais bem pikas né,esse filme deve ser show!

    Post a Reply
    • Na sua cidade o filme não chegoi né? Mas aposto que aqueles besteróis globais chegam, e é isso que me deixa triste. Se tiver a oportunidade veja que este vale muito a pena.

      Abração!

      Post a Reply
  6. O filme foi bom do inicio ao fim. Até mesmo o fim redentor. Era para somente ele morrer, ele tentou salvar o pai, mas levou ao lugar errado. O que faz disso um triste azar. Ele tao inteligente tb deveria pensar q o vilao atiraria nele e poderia ir de colete, mas ele nao estava nem ai para viver ou morrer, quanto mais que iria perder a mulher que ele amava.
    Enfim: Cada vez mais os filmes brasileiros estao tao bons ou melhores que muitos filmes internacionais. O que dificulta um pouco é a falta de criatividade e muito, acredito, é o quisito VERBAS!!!!! Antes de assistir o filme achei que fosse de hollywood. Nao reconheci os atores. Subestimei o que para mim foi o melhor filme dos ultimos meses, até o momento.
    6 controles para ele
    EXCEPCIONAL

    Post a Reply
    • Achei o filme ótimo man e fico feliz que tenha o achado excepcional, é uma pena que nem todo mundo esteja indo assistí-lo nos cinemas, já já ele sai de cartaz.

      O que me deixa triste, muito mais do que este final “redentor” que você gostou mais do que eu, é ver que filmes como “Cilada.com” e “Agamenon” conseguem mais espaço e publicidade do que obras com esta.

      E se adorou tanto este filme recomendo que procure os de Guy Ritchie, a começar por “Jogos, Trapaças e 2 Canos Fumegantes” de 1998 ou então “Snatch: Porcos e Diamantes” (que eu acho o melhor dele).

      []´s

      Post a Reply
  7. Vi o trailer e fiquei fascinado. Queria poder ter visto, mas trabalho, volta as aulas, pânico das ruas de SSA… ta foda de conseguir ver na tela grande. Assistirei na primeira oportunidade.

    Post a Reply
  8. Ah… quatro controles apenas pelo final? Porque pela critica, eu daria 5 sem hesitar

    Post a Reply
    • De 0 a 10 daria notal 9 Mateus, como não dá pra dividir o controle no meio ai arredondei pra baixo 🙂

      Post a Reply
  9. Fala Marcio!

    Parece que o filme conseguiu misturar bem os conceitos e criar algo interessante. Eu particularmente não dei a chance a ele, por desconfiar muito do elenco e também das referências a que faziam menção nos trailers terem ficado deslocadas, mas parece que não foi o caso.

    Quando sair em vídeo irei assistir, assim como Vips.

    Abraços.

    Post a Reply
    • Poxa Bill, deu MUITO mole de não ter assistido a este filme nos cinemas. Já Vips não é imperdível não, é um filme bem comum apesar de ser até bonzinho.

      Post a Reply
  10. Olá! Encontrei o site através de outro: Críticas nonsense da 7 arte. Bem bacana, parabéns!!

    Quanto ao filme, é o máximo,uma produção autêntica que eu gostaria de ver mais vezes brotando nos nossos cinemas!! Confesso que num aguento globo filmes.

    Mesmo se tratando de um filme com violência, as cenas foram tão caprichadas e tão bem interpretadas que deram o toque ideal para transformá-las em diversão, e com essa proposta na minha opinião o filme foi impecável!!

    O desfecho até me agradou por que durante o desenrolar da fita eu não via uma justificativa plausível para o plano… até o final!

    Grande abraço!

    Post a Reply
  11. Cara eu tentei assistir a esse filme e não consegui…eu tento assistir a filmes brasileiros e não consigo..é algo que não faz parte de mim..o único filme que eu consegui assistir e gostar foi “Cidade de Deus”..o resto não me desceu pela goela..eu acho tudo parecido um com o outro…pra mim é a mesma coisa que tá vendo novela e eu num gosto disso..2 coelhos mesmo eu parei em 35 minutos de filme não consegui ver o resto..não gosto das atuações dos atores nem da produção dos filmes acho precária, filmes baratos..isso é o que eu sinto quando assisto a filmes brasileiros!

    Post a Reply
    • Não é possível que você não tenha achado este filme pelo menos divertido man. Aí já é algo pessoal, já rola um preconceito mesmo.

      Primeiro, o filme tem uma roupagem gringa, e segundo, o filme é tão bom, mas tão bom, que hollywood comprou os direitos para fazer um remake dele.

      Enfim, você é quem perde :/

      Post a Reply
  12. aí que tá..esse filme pode parecer bom pra alguns mais pra mim num foi…isso foi a minha infância cara..eu cresci assistindo filmes Hollywoodianos desde pequeno quando antigamente não existia filme Dublado em vhs era só legendado..e querendo ou não filmes americanos ou Europeus são mais bem produzidos e de qualidade..aí já um pouquinho mais velho..eu vou e invento de ver um filme brasileiro…e comparo com os filmes que to acostumado a ver e digo: que troço é esse…nem parece ser filme….meu pai sempre me ensinou e me acostumou a ver filme americano..e nunca ver filmes brasileiros porque nenhum prestava….e eu num saio perdendo porque se hj eu tenho prazer de ir ao cinema Assistir um filme e gostar de seriados…não é por causa de filmes brasileiros…e respeito muito quem gosta e não acho que eles estão perdendo alguma coisa!!

    Post a Reply
    • Perdendo no sentido de deixar de assistir ótimos filmes nacionais. Não são todos mas existem sim. E 2 Coelhos é um ótimo exemplo e ele segue bem o estilo dos filmes de Guy Ritchie. Se você não gostou deste então vai ser difícil de gostar mesmo de qualquer outro filme nacional.

      Post a Reply
  13. justamente cara…eu nunca na minha que vou consegui assistir a filmes brasileiros…e eu sou muito fâ dos filmes do Guy Ritchie já assistir a todos os filmes dele “menos aquele filme de madona”…e pra mim o melhor é Snatch…valeu Marcio ainda bem que você me entendeu!!…

    Post a Reply
  14. “Apesar de ser Nacional”…rsrsrs

    Eu demorei pra engatar o filme porque não tava gostando do ritmo. Mas depois que terminou, achei fantástico. Mesmo. E aí, dá uma peninha e uma raivinha de porque um filme desses não é tão vendido, quando filmes da Globo Filmes por exemplo. Como os filmes do hilário, só que não, Bruno Mazeo (que eu tenho repugnância).

    Quando ao ritmo, eu nem vejo como um defeito, mas como característica. Vá, os filmes de Almodóvar tem um ritmo bem peculiar, as vezes quase cansativo, mas eu adoro a maioria. Porque já tô acostumada. Se 2 coelhos fosse americano seria um filmaço, não porque seria melhor produzido, mas porque a gente estaria acostumado.

    Dos contras, achei os diálogos fraquíssimos (alguns me davam arrepios) Tem aquele incomodo de ouvir palavrão fora de hora também. E o vilão Maicon, não gostei muito dele não, fiquei com a sensação de que se fosse outro ator, teria feito um vilão mais à altura, talvez.

    classificação aí mais do que justa.!

    Post a Reply
  15. Bom Jacy, que bom que assistiu.

    É uma pena mesmo, realmente, que ótimos filmes nacionais percam espaço para outros que injetam mais grana, os da Globo Filmes por exemplo.

    E nem é questão de querer que filmes “de minoria” e “maduros” passem mais na sala, não é nem esse o caso, já que ninguém é bobo e sabe-se que cinema é um comércio antes de qualquer coisa. Só que “2 Coelhos” acredito que seria um filme que, se bem vendido e com mais espaço, teria um sucesso muito grande. Não é um filme difícil, é bem ágil, divertido e tal.

    O filme ficou poucos dias em exibição, realmente uma pena.

    O diretor foi contratado por hollywood pra fazer um filme gringo, pelo visto lá fora dão uma atenção melhor do que aqui para talentos como este.

    Post a Reply

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.