Cowboys & Aliens

A promessa de que “Cowboys & Aliens” seria um dos melhores filmes do ano estava baseada em diversos fatores: A direção estava nas mãos do responsável pelo excelente “Homem de Ferro 2”, (Jon Favreau), o elenco contava com grandes e conhecidos nomes e o choque de “realidades” entre ficção científica e faroeste, além de ‘inusitado’, se mostrava pelos trailers e imagens bastante interessante. Longe de ser um dos melhores do ano de fato, apesar de todo o potencial, ficamos apenas com um trabalho ‘bacaninha’, que diverte por alguns momentos mas que não consegue ir além por conta do desejo explícito de se entregar um filme pouco ousado e mais acessível para todos os tipos de público, um mal cada vez mais presente nas grandes produções do cinema.

A trama é adaptada de uma série de quadrinhos escrita por Scott Mitchell Rosenberg e, no filme, somos apresentados a um cowboy (Daniel Craig, “007 – Quantum of Solace”) que desperta nos arredores desérticos de uma cidade chamada Absolution nos “tempos do velho oeste”. Tentando encontrar respostas a respeito de seu passado, e também sobre um bracelete de metal preso ao seu punho, ele acaba se esbarrando com diversos tipos dentre eles um sujeito que é temido (e manda de certa forma) na pequena cidade (Harrison Ford, “Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal”). Mas quando eles menos esperam surgem OVNIS destruindo tudo e capturando as pessoas.

Craig e Ford correndo para as colinas

Tirando o embate inusitado (pelo menos para mim) entre cowboys e aliens todo o resto é bastante manjado. Os arcos das histórias e motivações dos personagens são apresentadas sem grandes novidades, bandidos que agem como mocinhos, união entre inimigos (índios, bandidos, padre, crianças, mulher e até um cachorro) para destruir um mal maior e que, pelo menos de início, parece ser imbatível. E claro, o que fica no final são lições de perseverança, amizade e conquistas alcançadas mediante dedicação e esforço.

Talvez boa parte da culpa de termos uma trama nada original e que não reserva nenhuma grande surpresa se deva ao fato da produção contar não com um ou dois roteiristas, mas sim um verdadeiro time. Junte-se a isto a questão de que grandes produções (blockbusters) estão atualmente tentando visar maiores lucros fazendo filmes para públicos mais amplos, abrindo mão da originalidade e inteligência em detrimento a fórmulas conhecidas e que não desafiam nem um pouco o espectador. Na verdade algumas vezes simplesmente esquecem até da gente, como por exemplo em uma determinada parte do filme em que dizem que vão explorar a visão debilitada dos aliens à luz do sol, mas 2 minutos depois quando eles entram em ação a impressão que dá é que eles enxergam até melhor que os humanos na claridade.

Mesmo sendo um filme que não se propõe a sair do “lugar comum”, daqueles que parecem destinados aos domingos a tarde na tv, “Cowboys & Aliens” diverte e traz bons momentos de entretenimento. Grande parte da culpa é do elenco bem distribuído que traz, além dos já citados Daniel Craig e Harrison Ford, nomes importantes no elenco de apoio como os de Sam Rockwell (“Lunar”), Paul Dano (“Sangue Negro”), Walton Goggins, Clancy Brown e até mesmo a presença da linda (que olhos!) da Olivia Wilde (“Turistas”) é bem vinda e seu papel foge um pouco do costumeiro par romântico do herói.

Olivia Wilde, a destemida

Tanto para os amantes dos gêneros faroeste (western), quanto para os amantes de ficção científica, o filme reserva bons momentos e um cuidado até precioso na parte visual e também nos efeitos especiais. Pena que a diversão apresentada aqui seja a trivial, a busca por algo mais seguro e com “retorno garantido” acaba fazendo de “Cowboys & Aliens” uma diversão fugaz, daquelas que não vão deixar marcas, nem saudades.


Cowboys & Aliens (2011 – 118 min)
Faroeste, Ficção científica

Um filme de Jon Favreau com roteiro de Roberto Orci, Alex Kurtzman, Damon Lindelof, Mark Fergus e Hawk Ostby. Estrelando: Daniel Craig, Harrison Ford, Olivia Wilde, Sam Rockwell, Adam Beach, Paul Dano, Noah Ringer, Abigail Spencer, Buck Taylor, Matthew Taylor, Cooper Taylor, Clancy Brown e Chris Browning.

Related Posts with Thumbnails

Author: Marcio Melo

Analista de Sistemas, amante da sétima arte desde os tempos imemoriais e com muito sangue nerd fervilhando em veias hipertensas, fundou o Porra, Man! com o intuito de comentar sobre cinema de forma descomplicada e fácil de entender. Nas horas vagas torce prum time que nunca vence e mata monstros que não existem.

Share This Post On

18 Comments

  1. Acho a premissa desse filme genial. Alguém realmente nunca tinha pensado nisso antes?

    Post a Reply
    • Realmente Rodrigo, essa mistura é muito interessante e tem detalhes até divertidos quando vemos os humanos sendo laçados/pescados ao invés de simplesmente abduzidos pelas convencionais luzes teletransportadoras.

      Post a Reply
  2. Cara, também esperava muito desse filme, mas vi comentários que não me animaram a vê-lo. Acho que vou esperar o DVD mesmo.

    Post a Reply
  3. Velho, o Harrisson Ford (minha pura opnião) é o pior ator da face da terra (depois dos “atores da saga crepúsculo).

    Os filmes dele são tão sem graça, mas tão sem graça que quando sei que vai passar em um dia qualquer em algum canal fechado, eu tiro o cabo de sinal, justamente pra nem ligar a tv.

    Esse aí eu passaria por ele participar. Despois de sua crítica então… Abraço!

    Post a Reply
    • Rapaz, tenho nada contra Harrison Ford, muito pelo contrário, ele fez grandes clássicos do cinema e mesmo já com uma certa idade não o vejo como um ator ruim, mas o filme realmente não é nada imperdível, apesar de ser até divertido.

      Post a Reply
  4. Tinha lá minhas expectativas nesse filme. Pena que realmente sempre apelem pro retorno comercial em detrimento da qualidade ou da inovação. Fazer o que …

    Post a Reply
  5. Sei lá man, não consigo ver isso tudo no Harrison. Já tentei assistir alguns filmes, mas eles simplesmente não conseguem me prender, nem em roteiro, nem em atuação, talvez pelo estilo. E ultimamente ele só tem feito cagadas, tipo, A Origem de Cobra foi o ó do borogodó (vc já viu essa que to ligado hehehe)… foda!, mas vamo que vamo. Valeu.

    Post a Reply
  6. Mateus Acho que vc está muito equivocado e confundindo as bolas!!
    pra mim os melhores filmes de Harrison Ford são star Wars e Indiana jones filmes que marcaram minha infância e me influenciaram a permanecer no hobby..tirando estes filmes não sou fã dos outros trabalhos dele!!

    Post a Reply
  7. É isso, tem bons momentos apesar de não ser nada demais. Eu no geral, achei o saldo positivo.

    Post a Reply
  8. O elenco é bom, o trailer + ou – e as críticas foram ruins, mas ainda assim pretendo assistir. Parece ser pelo menos divertido como você falou.

    Post a Reply
  9. Esse filme pra mim foi a maior decepção do ano,eu criei uma expectativa de outro planeta,oras não é todo dia que temos uma mistura tão inusitada e por que não dizer ousada,de 2 gêneros que eu particularmente adoro,mas eu experava um filme bem ousado,com diálogos fortes,cenas criativas e originais,e principalmente um roteiro caprichado,mas sai do cinema com a impressão de que fui enrolado,fora o visual que é deslumbrante,de resto não ví nada demais,uma mocinha sem sal,um Harrison Ford,fraco,um heroi desmemoriado(muito clichê)batalhas que até distraem,mas não são bem lá essas coisas,nada de final surpreendente,enfim um filme que teria tudo pra ser uma super-produção se focassem num público adulto,e não pra toda a família,e usassem de humor sarcástico ai talvés valesse mais a pena,mas por ser uma mistura nunca antes feita até vale a pena dar uma conferida é isso um abraço,Marcio

    Post a Reply
  10. Ótimo filme…a ideia de botar os alienígenas no velho oeste ficou show de bola….o filme não tem muita a ação….mais não só ação diz que o filme é bom..Harrison Ford está tão fora de forma apesar da idade ainda pode dá contar do recado..mais enfim pra quem curte aventura taí como e eu vai gostar desse filme!!!

    Post a Reply
    • É isso, acho que ele deixa a desejar em alguns aspectos, porém, realmente é uma boa diversão.

      Post a Reply

Trackbacks/Pingbacks

  1. Cowboys e Aliens (2011) | Infinidade - [...] de tão longo pode fazer com que você desista de assistí-lo até o final. E não se iluda: essa…
  2. Millennium - Os Homens que Não Amavam as Mulheres (The Girl with the Dragon Tattoo | Porra, man! - [...] trama acompanhamos a vida do jornalista Mikael Blomkvist (Daniel Craig, “Cowboys & Aliens“) que depois de uns contratempos é…
  3. Chef (2014) - Porra, man! - […] orçamento e mais intimista – diferente dos seus blockbusters “Homem de Ferro” ou “Cowboys & Aliens” por exemplo –…

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.