A oferta de comédias adolescentes é enorme e, dentre várias produções que são lançadas constantemente, é difícil encontrar alguma que consiga se sobressair um pouco das demais. Trazendo uma performance bastante inspirada da bela Emma Stone, “A Mentira (Easy A)” é daqueles filmes descomplicados e com alguma inteligência, o que, por si só, já é algo digno de nota.

A trama segue a vida da estudante Olive Penderghast (Emma Stone) que, ao mentir para sua amiga sobre um encontro com um garoto, vê seu boato se espalhar rapidamente. Ela então começa a ser alvo de atenções e, mesmo não sendo comentários tão ‘favoráveis’, ela gosta da popularidade e dá continuidade a todas as mentiras, auxiliando garotos ‘desajustados’ fingindo ter dormido com eles e lucrando com isto.

De repente Olive vê tudo fugir do seu controle. Cada vez mais garotos surgem querendo seus “serviços”, claro, apenas solicitando que seja inventada mais uma mentira que ela dormiu com o sujeito e por aí vai de modo a tomar grandes proporções e começar a lhe trazer muitos problemas como, por exemplo, conseguir finalmente ter um encontro de verdade.

Os maiores acertos de “A Mentira” estão todos depositados em Emma Stone, ela esbanja charme e carisma nas cenas, sendo que a que inicia o filme com ela cantando e dançando a minha preferida. A escolha para ser futuramente a Gwen Stacy no novo reboot de “O Homem Aranha” se mostra – depois de seu trabalho em “Zumbilândia” e aqui – bastante interessante e tem tudo pra dar certo.

É uma pena que mesmo com alguns acertos ainda existe aquele estigma infeliz das comédias românticas presente, toda a inteligência e criatividade vai saindo de cena quando vemos que, na hora certa e no local mais improvável surge o príncipe encantado, o cara perfeito que vai lhe salvar de todos os problemas em que ela se meteu. Isso vai refletindo pejorativamente na trama com o passar do tempo acabando por nos trazer um final sem força. Existem ainda algumas cenas que nos remetem a outros clássicos adolescentes como “Namorada de Aluguel”, inclusive tem uma cena totalmente copiada do sucesso teen dos anos 80.

Não deixa der uma comédia teen sem maiores pretensões do que lhe divertir por alguns minutos, mas ela consegue se sobressair das demais por não se utilizar de todo aquele besteirol que acabou se tornando padrão em produções do gênero. Mesmo com várias situações manjadas, o filme consegue ser divertido de forma inteligente, consegue incluisve discutir (mesmo que superficialmente) sobre temas como bullying e até mesmo preconceito homossexual.

Com bastante carinho e aproximando a classificação para cima, o resultado é positivo. Não é nada imperdível, mas para um final de semana acompanhado de pipoca e refrigerante bem gelado não vai lhe fazer nenhum mal assistí-lo.


A Mentira (Easy A, 2010 – 92 min)
Comédia, Comédia Romântica

Um filme de Will Gluck com roteiro de Bert V. Royal. Estrelando: Emma Stone, Penn Badgley, Amanda Bynes, Dan Byrd, Thomas Haden Church, Patricia Clarkson, Lisa Kudrow, Alyson Michalka e Stanley Tucci.

Related Posts with Thumbnails