A Garota Ideal (Lars and the Real Girl)

Indicado ao Oscar em 2008 para o prêmio de melhor roteiro original (quem levou a estatueta foi Juno), “A Garota Ideal (Lars and the Real Girl)” traz novos ares para um gênero tão desgastado com uma história divertida e, ao mesmo tempo, cativante.

Lars é um rapaz desajustado socialmente que vive na garagem da casa onde mora o seu irmão e sua cunhada. Certo dia ele informa para eles que vai lhes apresentar sua namorada. Até aí nada demais certo? Só que essa sua namorada é uma boneca em tamanho real (sim, geralmente utilizada para “aqueles” propósitos) que ele comprou em um site na internet.

Claro que, em um primeiro momento, a reação das pessoas na pequena cidade onde vive Lars é de espanto, mas é aí que entra a psicóloga que informa para os familiares que o melhor a se fazer é entrar na “onda” dele. Como todos na cidade o adoram, então eles acabam tratando a namorada dele (uma missionária com descendência brasileira até) como uma garota real.

Se tudo começa de forma bem humorada devido à premissa inusitada, aos poucos o filme começa a ganhar contornos mais dramáticos. Todos sabem muito bem para que serve uma boneca como aquela, mas para Lars ela é realmente uma pessoa, a mulher que ele julga perfeita para ele. Com o passar do tempo e a “ajuda” de todos, aliás os personagens coadjuvantes são muito importantes para a trama, Bianca começa a ganhar ‘personalidade’. Ela começa então a fugir um pouco do que era conveniente para Lars, do que afinal de contas era a sua ‘garota ideal’.

Com um roteiro muito interessante (a indicação ao prêmio de maneira alguma foi à toa) outro fator que contribui para esta ser uma obra de grande destaque está no elenco. Ryan Gosling (“Um Crime de Mestre“) está muito carismático e é difícil você não rir, se emocionar e torcer por ele. O restante do elenco, desde os que aparecem mais como Emily Mortimer (“Ilha do Medo”), Patricia Clarkson e Paul Schneider (“Tudo Acontece em Elizabethtown”) até os menores papéis, todos são bem encaixados e contribuem para construir uma bonita história.

É sempre bom ver que de tempos em tempos alguns gêneros já desgastados e massificados por uma indústria de entretenimento direcionada muitas vezes apenas ao retorno financeiro consiga trazer um pouco de “ar fresco”. Com um ótimo trabalho tanto no roteiro quanto no elenco e trazendo uma história capaz de fazer você rir e se emocionar, “A Garota Ideal (Lars and the Real Girl)” trata-se de um trabalho que merece ser visto.


A Garota Ideal (Lars and the Real Girl: Comédia, Drama – 2007)

Um filme dirigido por Craig Gillespie, escrito por Nancy Oliver com Ryan Gosling, Emily Mortimer, Patricia Clarkson, Paul Schneider e Kelli Garner.

Related Posts with Thumbnails

Author: Marcio Melo

Analista de Sistemas, amante da sétima arte desde os tempos imemoriais e com muito sangue nerd fervilhando em veias hipertensas, fundou o Porra, Man! com o intuito de comentar sobre cinema de forma descomplicada e fácil de entender. Nas horas vagas torce prum time que nunca vence e mata monstros que não existem.

Share This Post On

11 Comments

  1. Cara, vi esse filme a uns 2 anos atrás, e realmente é muito foda. É bem dramático, algo que foge do gênero. Realmente precisamos de mais filmes assim.

    Post a Reply
  2. Esse tá na minha fila há algum tempo. Vou me animar agora pra ver.

    Post a Reply
  3. Nossa, faz um bom tempo que estou afim de conferir este filme, mas acabei esquecendo de procurá-lo com o tempo. Agora que fiquei novamente entusiasmado, vou procurar ver o quanto antes 🙂

    Post a Reply
  4. Até hoje não vi esse filme, na época eu baixei mas não parei pra assistir.

    Post a Reply
  5. O filme é muito bom mesmo, uma grata surpresa. E a forma como o roteiro resolve o dilema é ótimo.

    Post a Reply
  6. um cara que namora uma boneca inflável..eu nunca assisti um filme assim..estou curioso quanto a ele..me parece interessante e divertido!!

    Post a Reply
  7. Assisti esse filme essa semana é achei muito massa..ótimo filme..a hitória muito boa..interessante..me diverti e dei boa risadas com ele..muito legal!!

    Post a Reply
  8. é uma historia muito boa! eu gostei me fez pensar mt na vida

    Post a Reply

Trackbacks/Pingbacks

  1. Drive - Um Herói de Verdade? | Porra, man! - [...] os seus “clientes”. Misterioso, solitário e de poucas palavras, ele (Ryan Gosling, “A Garota Ideal”) acaba se apaixonando por…

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.