O Dia da Toalha, o Guia do Mochileiro das Galáxias e o Cinema

Douglas Adams é celebrado pelos nerds em todo o mundo devido a sua obra “O Guia do Mochileiro das Galáxias”, livros (é uma trilogia de cinco) indispensáveis para qualquer um que se julgue nerd. Nesta sua obra, dentre as milhares de coisas geniais, ele dedicou algumas linhas falando sobre as inúmeras utilidades de uma toalha. Falecido no dia 25 de maio ficou ‘resolvido’, como forma de homenagem, que este seria o dia da toalha (Towel Day).

E no cinema?

Nos cinemas o filme adaptando a obra de Douglas Adams chegou no ano de 2005 mas nem de perto fez o mesmo sucesso que os livros. Eu, particularmente, não me interessei depois de ver o filme em ler os livros. Só depois me convenceram que o filme é que não era tão bom, aceitei o conselho e me dei muito bem. Os livros podem ser achados baratinhos e tem sacadas muito geniais, trata-se realmente de uma obra divertidíssima.

A trama segue a história de Arthur Dent, um sujeito que consegue escapar da demolição do planeta terra segundos antes com o auxílio de seu amigo Ford Prefect pegando carona em uma nave. Lá Arthur Dent conhece “O Guia do Mochileiro das Galáxias” e segue em uma grande aventura pelo vasto universo.

O elenco do filme conta com Martin Freeman como Arthur Dent, Sam Rockwell (“Lunar”) como Zaphod Beeblebrox, Mos Def (“Rebobine por Favor”) como Ford Prerfect, Bill Nighy como Slartibartfast, a lindinha da Zooe Deschanel (“500 Dias com Ela”) como Trilian e, fazendo a voz do robô depressivo Marvin, Alan Rickman, o Severo Snape da franquia Harry Potter.

Curiosidades sobre o filme:

  • O filme iria ser feito em 1982 e se chegou a pensar em Bill Murray para interpretar Ford Prefect, mas as

    Douglas Adams

    atenções foram todas voltadas para “Os Caça-Fantasmas” (1984). Douglas Adams chegou a fazer alguns rascunhos de roteiro

  • Pouco antes da morte de Douglas Adams, depois de anos em “desenvolvimento”, um acordo estava prestes a ser fechado para o filme sair com Jay Roach direção e estrelado por Hugh Laurie (Arthur), Jim Carrey (Zaphod Beeblebrox) e o falecido Nigel Hawthorne (Slartibartfast).
  • O nome do personagem Slartibartfast teve como primeira versão “Phartiphukborlz”, mas foi alterado bit por bit por Douglas Adams até ficar mais aceitável, então nem pense em reclamar.
  • Enquanto Alan Rickman fazia voz de Marvin, quem controlava o corpo era Warwick Davis, respectivamente Severo Snape e Filius Flitwick, professores de Hogwarts em Harry Potter.
  • A versão para os cinemas é a nona numa escala que vai de programas de rádio, jogo e até série televisiva.
  • O celular que Arthur Dent aparece usando na primeira parte do filme é um Nokia 7610
  • Antes da escolha de Sam Rockwell para viver Zaphod, foram considerados figuras como Robert Downey Jr. e Johnny Depp (que é super fã de Douglas Adams).

25 de maio, o Dia da Toalha:

O mais importante neste dia é não entrar em Pânico, pegar a sua toalha e saber que a resposta é 42.

Fonte: IMDb.

Related Posts with Thumbnails

Author: Marcio Melo

Analista de Sistemas, amante da sétima arte desde os tempos imemoriais e com muito sangue nerd fervilhando em veias hipertensas, fundou o Porra, Man! com o intuito de comentar sobre cinema de forma descomplicada e fácil de entender. Nas horas vagas torce prum time que nunca vence e mata monstros que não existem.

Share This Post On

9 Comments

  1. Já li a quintologia duas vezes! É o resumo do espírito nerd.
    O filme é “aceitável” até o momento em que Arthur fica de romance e beijinho com Trilian. Ali acabou toda a ligação com a história original.

    Post a Reply
  2. Any man who can hitch the length & breadth of the galaxy, & still know where his towel is, is clearly a man to be reckoned with. towelday

    Post a Reply
  3. Caraca que maneiro,estou lendo o livro 2
    (Um restaurante no fim do universo) é
    muito bom mesmo!
    Bom não quiz assistir ao filme ( ainda ),
    pois toda vez que vejo um filme e depois
    leio o livro fico com raiva do diretor e
    companhia ( menos do senhor dos anéis,que o
    filme é milhões d x melhor que o livro,não
    sai do 1°livro ). Queria tanto uma toalha dessa.

    Post a Reply
    • E esse filme realmente é dispensável Beto, continue lendo o livro e se tiver muito curioso veja o filme depois. Abração

      Post a Reply
  4. eu odiei esse filme….e Marcio..vc conhece o filmow???..nesse site vc pode marcar todos os filmes que vc já viu e saber quantos filmes vc já viu na vida..vc pode ver meu perfil e saber quantos filmes eu já assisti http://filmow.com/usuario/thiAgoVI/

    Post a Reply
    • O filme não faz jus aos livros que são excelentes.

      Já ouvi falar no filmow, mas tenho preguiça de marcar todos os filmes que ja assisti, vou perder 1 ano fazendo isso hahahah

      Post a Reply
  5. Espero que nessa onda de remakes, façam um do Guia. Douglas Adams merece uma adaptação melhor de sua obra.

    Post a Reply
  6. A trilogia de 5 livros (agora 6, embora o último não seja de Adams) é realmente fantástica. Se curtiram o humor do cara em sci-fi, experimentem a série Discworld de Terry Pratchett. É fantasia medieval, de cair de gargalhada, e já houve adaptações para TV.

    Post a Reply
    • Valeu pela dica meu caro, vou procurar saber mais a respeito para ver se adiciona na minha fila de leitura!

      Post a Reply

Trackbacks/Pingbacks

  1. Cargo, a primeira ficção cientítica da Suiça | Porra, man! - [...] juntar dinheiro e ir viver com sua irmã em Rhea. Na sua jornada de 4 anos até a estação…

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.