.

.

.

.

E o cinema não cansa de nos brindar com esses exemplares de “Falso Documentário”. São raros os filmes que conseguem ultrapassar a barreira das inevitáveis comparações com Bruxa de Blair ou REC. Digamos que The Haunted House Project não é um desses filmes que se destacam. Confesso também que a sinopse não me chamou a atenção, mas por se tratar de um filme sul coreano, eu criei expectativas positivas … até porque, minhas experiências com os filmes orientais são quase sempre muito boas.

Seis jovens vão filmar um documentário dentro de uma casa considerada mal assombrada. Segundo contam as histórias locais, um empresário casado teve um relacionamento com sua secretária e foi descoberto pela esposa que providenciou a morte da amante. Dizem que ela foi jogada em um poço de água ao lado da casa, mas seu espírito, coberto de ódio, voltou para matar toda a família do empresário – incluindo os três filhos pequenos dele. Após esse evento, o local se tornou amaldiçoado e por isso mesmo a equipe tentou filmar no local abandonado… mas todos eles desapareceram misteriosamente.

O filme é meio fraco, começa lento e permanece assim por um bom tempo. O problema é que essa lentidão fica chata pois os personagens são desinteressantes ao ponto de ficarmos impacientes para ver logo alguma  morte ou até mesmo algum fenômeno sobrenatural. Nessa primeira metade do filme algumas coisas chamaram a atenção de maneira positiva como por exemplo um dos exploradores que é um geek japonês bem caricato, as ferramentas para capturar qualquer manifestação sobrenatural e o momento que a primeira pessoa do grupo é atingida.

Em compensação, o filme é morno na maior parte do tempo e a teimosia da produtora soa forçada. Além do mais, por mais que você seja um admirador/ interessado/ estudioso de coisas sobrenaturais, tudo tem um limite e não há motivos para se arriscar dessa forma. “Você precisa ir SOZINHO pegar um objeto dentro da casa para que o espírito venha buscar de volta” Como assim? Que tipo de explorador do sobrenatural faz algo assim? Apesar da correria na parte final, o camera parece não titubear na hora de filmar o corpo ou a morte de alguém. O momento da perseguição final dá um clima de tensão mas não é o suficiente para segurar o filme. Dessa vez posso dizer que esse filme de terror oriental foi bem abaixo do esperado.

 

Related Posts with Thumbnails