Baseado em fatos reais, trazendo na linha de frente Christian Bale e Mark Wahlberg e um dos 10 indicados ao Oscar de melhor filme do ano, são essas as ‘credenciais’ de “O Vencedor (The Fighter)”. Trazendo belas atuações e uma incrível história é difícil não se emocionar com este ótimo filme que merece todas as 7 indicações que recebeu da maior premiação do cinema.

A trama segue a história de vida de Dicky (Christian Bale, “O Cavaleiro das Trevas”, “Inimigos Públicos”) e seu irmão Micky (Mark Wahlberg, “Max Payne”). Enquanto Dicky ainda vive de uma glória do passado quando derrubou no ringue um grande lutador, Micky se sente frustrado por ter como treinador seu irmão (que sempre está sumido usando crack) e sua mãe como empresária. Apesar de serem família, as decisões e também a falta de atenção que recebe o deixam em uma complicada situação.

O embate de amar a família e continuar seguindo os conselhos (nada bons) deles ou então procurar melhores opções para a sua vida, coloca Micky em uma difícil situação. Entra aí em cena a gracinha da Amy Adams (“Dúvida”) para complicar ainda mais a história.

O título nacional do filme não é tão ruim e evidencia que existe um vencedor em toda a história, porém, depois de assistí-lo fica evidente que a vitória não é só de uma pessoa, mas de todos. Aliás, é aí que entra um dos pontos fortes do filme, a história de vida dessas pessoas é belíssima e, não fossem as excelentes atuações, poderia se transformar em melodrama barato de quinta categoria.

Do elenco o destaque vai para o trio Bale, Wahlberg e a senhorita Amy Adams. Talvez o papel da bonitinha que trabalha num bar seja o mais simples, ainda assim é bem feito. Mark Wahlberg e sua carinha de deprimido pode ser clichê, mas ele se entrega direitinho em seu papel. Agora, quem continua me “assustando” é Christian Bale, hora bombado para viver o homem morcego e hora esquálido para viver um viciado em crak ou um operário louco. Fico só imaginando a família do cara na vida real como deve viver preocupada.

Histórias dramáticas de pessoas que venceram na vida (e não estou falando apenas no boxe) não são nenhuma novidade mas, quando bem executadas, é impossível você não se emocionar. Me sinto feliz por ser uma pessoa que entra na onda do filme e vivencia a experiência sem ficar se preocupando com quesitos técnicos ou enumerando defeitos, “O Vencedor” me emocionou bastante e cinema pra mim é isso.


O Vencedor (The Fighter – Drama, 2010 – 115 min)

Dirigido por David O. Russell com roteiro de Scott Silver, Paul Tamasy, Eric Johnson e Keith Dorrington. Estrelando: Mark Wahlberg, Christian Bale, Amy Adams, Melissa Leo, Mickey O’Keefe e Jack McGee.

Related Posts with Thumbnails