Não vi trailer algum tampouco corri atrás de informações a respeito de “Minhas Mães e meu Pai (The Kids Are All Right)”, a única coisa que me fez assistir a este filme foi a minha jornada em conferir todos os 10 indicados ao Oscar de melhor filme. Concorrendo em 4 indicações na premiação que vai acontecer no dia 27 de fevereiro, pode ser considerado um dos grandes azarões dentre os participantes, ainda assim é um filme bastante agradável de se assistir.

A trama segue a vida de uma família digamos “moderna” americana onde temos um casal de lésbicas interpretadas por Julianne Moore (“Ensaio Sobre a Cegueira”, “Filhos da Esperança”) e Annette Bening enfrentando os problemas habituais na criação de seus 2 filhos interpretados por Mia Wasikowska (“Alice no País das Maravilhas”) e Josh Hutcherson. Certo dia as “crianças” resolvem ir atrás de quem é o doador do sêmem, ou seja, o pai biológico deles. Assim que se conhecem e ele começa a fazer parte da vida deles (incluindo das mães também) as coisas começam a se complicar.

Sem trazer muita novidade no enredo, o ponto forte do filme está mesmo no elenco, que trabalha muito bem. Annette Bening tem uma indicação merecidíssima ao Oscar, ela está muito bem como “chefe” da família, dura, explosiva em alguns momentos, mas muito apaixonada por ela. Julianne Moore por sua vez faz mais um ótimo trabalho e se mostra muito à vontade tanto nas cenas com Annette quanto nas calorosas passagens com Mark Ruffalo (“Ilha do Medo”, “Ensaio Sobre a Cegueira”), aquele que é o queridinho da mulherada. Os jovens também apresentam um bom trabalho e faz com que a história flua tão bem que nem nos damos conta do tempo passando.

Apesar de ser uma trama com alguns questionamentos e disputas familiares – existem problemas no casamento, um intruso chega pra detonar a “estabilidade” da família, o garoto tem um amigo inconsequente e imbecil e, por último, a jovem fez seus 18 anos e vai (com mala e cuia como é costume lá nos EUA) para a faculdade – trata-se de um filme bastante agradável de acompanhar.

No final das contas vemos que, ao contrário do que já diria a turma do Offspring e ainda fazendo uma alusão ao título original (não que o nacional esteja ruim), as crianças (é que) estão bem.


Minhas Mães e meu Pai (The Kids Are All Right: Drama, 2010/2011 – 104 min)

Um filme de Lisa Cholodenko com Julianne Moore, Annette Bening, Josh Hutcherson, Mia Wasikowska, Mark Ruffalo, Yaya DaCosta, Kunal Sharma, Eddie Hassell, Rebecca Lawrence e Joaquín Garrido.

Related Posts with Thumbnails