O Pior Trabalho do Mundo (Get Him to the Greek)

Mais difícil do que resolver o conflito no oriente médio é descobrir o que se passa na cabeça dos responsáveis pelas ‘traduções/adaptações’ de títulos de filmes por aqui, sério, “Get Him to the Greek” passa na máquina aleatória de títulos nacionais e vira “O Pior Trabalho do Mundo”. Eu sei que algumas vezes pegam o contexto, mas até o título em Portugal “É muito Rock, meu!” consegue ser menos triste do que o nosso.

Lançado no meio do ano passado lá fora o filme foi direto para DVD aqui no Brasil, outra coisa difícil de compreender. A todo instante as nossas salas (que já não são poucas assim) recebem enxurradas de comédias deprimentes e, produções hilárias como esta (ri pra valer em algumas cenas) são incrivelmente ignoradas.

Na trama somos apresentados a Aaron (Jonah Hill, Ressaca de Amor, Superbad – É Hoje!) que recebe a oportunidade de sua vida na gravadora onde ele trabalha. A tarefa é aparentemente simples, acompanhar durante 3 dias o astro de rock Aldous Snow (Russell Brand, Ressaca de Amor) – que atualmente encontra-se com sua carreira e vida pessoal em declínio – evitando com que ele se meta em confusões (drogas, bebidas, etc) e, o principal, fazer com que ele se apresente no show no Greek Theatre em Los Angeles.

É óbvio que problemas e imprevistos começam a surgir logo quando Aaron conhece Aldous, que é seu ídolo inclusive. Aos poucos Aaron acaba conhecendo o mundo do rockstar e se envolvendo em ‘altas confusões do barulho’. Surgem as velhas piadas de bebidas e drogas, mas elas são tão bem feitas que é difícil não rir muito com as situações.

O grande trunfo do filme está mesmo no elenco que atua muito bem. Na linha de frente temos Russell Brand e Jonah Hill esbanjando carisma e química, eles funcionam tão bem juntos que parecem até um “par romântico”, um verdadeiro ‘bromance’. Fora isso Sean Combs (que se trata de ninguém menos que o Puff Daddy) também está hilário na história. O restante do elenco atua de forma bastante convincente.

Ainda sobra espaço no finalzinho para um pouco de ‘lição de moral’ ou reflexão sobre o tratamento que os grandes artistas recebem das gravadoras, mas são algumas cenas memoráveis que fazem de “Get Him to the Greek” uma comédia que consegue se sobressair e divertir mesmo sem apresentar nada de muito original. Poucos filmes me fizeram gargalhar ultimamente e, “O Pior Trabalho do Mundo”, entra para esta minha escassa lista de boas comédias lançadas recentemente.


O Pior Trabalho do Mundo (Get Him to the Greek: Comédia, 2010)

Um filme de Nicholas Stoller com Jonah Hill, Russell Brand, Elisabeth Moss, Rose Byrne, e Sean Combs.

Related Posts with Thumbnails

Author: Marcio Melo

Analista de Sistemas, amante da sétima arte desde os tempos imemoriais e com muito sangue nerd fervilhando em veias hipertensas, fundou o Porra, Man! com o intuito de comentar sobre cinema de forma descomplicada e fácil de entender. Nas horas vagas torce prum time que nunca vence e mata monstros que não existem.

Share This Post On

12 Comments

  1. Esse é bem legal.
    Fiquei o filme todo agoniado com a sensação de déjà-vú, pra só depois lembrar que Aldous Snow é o mesmo personagem em Forgetting Sarah Marshal.
    Bizarro que Jonah Hill também está em Forgetting Sarah Marshal mas como um personagem diferente

    Post a Reply
    • Ficou realmente estranho esse lance do personagem Aldous Snow ser tipo um spin-off do filme “Ressaca de Amor (Forgetting Sarah Marshal)” e o de Jonah Hill ser um outro diferente.

      Mas eu dei boas risadas inclusive qdo passou a propaganda de uma série com “Sarah Marshal” e ele dizendo “Acho que já peguei essa mulher” hehehe

      Post a Reply
  2. Você é o rei dos filmes nerds, hein!? Mais um pra eu assistir ehehhe

    Post a Reply
  3. Porra man, eu acho esse Russell Brand meio chato, estou pensando se vou encarar ou não esse filme. Estou surpreso com a sua nota.
    ehehhehe

    Post a Reply
    • Os dois funcionam muito bem no filme rei, e tem pelo menos duas cenas que me fizeram chorar de rir. Assista, no minimo vc vai achar razoavel, ruim eu acho dificil.

      Post a Reply
  4. tirando o titulo do filme…ele é bom..apesar de muito viajado!!!

    Post a Reply
  5. Sério que você achou assim tão legal? Não curti nem um pouco esse filme e a cena que o cara tem que colocar maconha no anus foi dura de aceitar. Gostei da trilha sonora e das menções ao rock…achei muitas coisas, como o sexo do cantor com a namorada, desnecessárias e considerei que fosse uma comédia pra boi dormir. Desculpe discordar tanto, mas é minha opnião! forte abraço e parabéns pelo blog! Muito interessante!

    Post a Reply
    • Muito legal meu caro, o filme tem cenas surreais que me fizeram gargalhar muito, como não achar ótimo? 😀

      Aceito sua opinião numa boa, sem problemas, abraços!

      Post a Reply
  6. Não tem como não rir naquela sequencia de cenas do jeffrey, o patrão do jonna hill dizendo ainda que fez um Mindfuck, ri demais!

    Post a Reply
    • Porra, aquela parede peluda fofinha e eles alisando, demais. Outra cena genial é quando ele fica alucinado da injeção de adrenalina uhahuuhahua

      Post a Reply
  7. PELUDA NÃO MAN,FELPUDA ! alisando a parede Felpuda…UAEHUAEHAUHEA,vou revestir minha casa toda com ela,vai ficar parecendo um lobisomen,filme foda demaaaaaaais…e só pra constatar lá em cima,num é maconha que ele enfia no anus,e sim HERÓINA …H-E-R-O-Í-N-A =)

    Post a Reply

Trackbacks/Pingbacks

  1. Tweets that mention O Pior Trabalho do Mundo (Get Him to the Greek) | Porra, man! -- Topsy.com - [...] This post was mentioned on Twitter by Marcio Melo and Lanzo - Alan Alves, Porra,man!. Porra,man! said: O Pior…
  2. Crítica: Anjos da Lei (21 Jump Street) | Porra, man! - [...] que na época de colégio estavam em lados opostos, um era o ‘nerd’ boboca (Jonah Hill, “O Pior Trabalho…

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.