Lançado ano passado o filme brasileiro “Histórias de Amor duram apenas 90 Minutos” consegue fugir um pouco do lugar comum de parte das produções nacionais do gênero. Paulo Halm estreia na direção de um longa apresentando uma história que mescla comédia, sensualidade e drama de forma bem interessante.

Na trama conhecemos Zeca (Caio Blat) que aos 30 anos vive no ócio por não conseguir terminar o seu livro. Ele começa a desconfiar que sua mulher, Júlia (Maria Ribeiro), está o traindo com sua amiga Carol (Luz Cipriota). Ao tentar seguir o passos da amiga de sua esposa ele acaba se apaixonando por ela.

Um escritor em crise por não conseguir terminar de escrever um livro e que se envolve em um triângulo amoroso definitivamente está longe de ser algo original, mas é a forma como o romance (que possui pitadas de humor e um teor dramático bem dosado) é desenvolvido, fugindo do comum e conseguindo falar de indagações e preocupações contemporâneas como a ‘crise’ dos 30 por exemplo, que me agradou.

Que Caio Blat é um dos melhores atores do cinema nacional muita gente concorda, agora justiça seja feita, as duas beldades Maria Ribeiro e a argentina Luz Cipriota além de transbordarem sensualidade trabalham muito bem em seus papéis. Daniel Dantas (o pai de Zeca) aparece apenas em momentos chave da trama, mas transmite muita veracidade com seu personagem.

Por conseguir apresentar a história de forma bem contada, mesmo sem ser tão inovadora assim, mesclando momentos de reflexão com momentos de diversão de forma bem coesa, “Histórias de amor duram apenas 90 Minutos” é um daqueles trabalhos que conseguem fugir da mesmice e da “preguiça” que o cinema nacional tem de apresentar filmes mais bem trabalhados.


Histórias de Amor duram apenas 90 Minutos (Romance, Comédia, Drama: 2010 – 93 min)

Um filme de Paulo Halm com Caio Blat, Maria Ribeiro, Luz Cipriota, Daniel Dantas e Hugo Carvana.

Related Posts with Thumbnails