O filme “De Pernas pro Ar” trata-se de um belo exemplo de que é possível gerar diversão sem tratar o espectador como idiota. Ao invés de simplesmente colocar em sequências cenas apelativas de humor, o diretor Roberto Santucci e o roteirista Paulo Cursino conseguiram dar um pouco de ‘alma’ a esta produção nacional que tem tudo para agradar o grande público e fazer um relativo sucesso nas bilheterias.

Na trama acompanhamos as angústias pessoais de Alice (Ingrid Guimarães) que se trata de uma mulher extremamente compenetrada em sua vida profissional, deixando de dar a atenção merecida e necessária a seu marido e filho. Depois de um rompimento com seu esposo (Bruno Garcia) e demissão repentina em seu emprego ela precisa repensar a sua vida, principalmente no que se diz respeito ao sexo.

A atriz Ingrid Guimarães trabalha muito bem como protagonista e tem um talento nato para o humor sem soar forçada em momento algum. No geral o elenco trabalha certinho, minhas únicas queixas ficam para Maria Paula que faz sua personagem de forma extremamente caricata e do ator mirim filho do casal que é muito fraquinho. Diversas vezes cabe ao menino piadas que funcionariam muito melhor se ele tivesse um mínimo de timing ou talento para atuar.

É verdade que “De Pernas pro Ar” não escapa da fórmula manjada de comédias, temos lá a cena de constrangimento, a cena de pessoas drogadas (no caso aqui pelo menos mudaram da básica canabis para a ‘balinha’), dentre outras já conhecidas. O grande mérito do filme é apresentar todas estas situações com um mínimo de cuidado e com um roteiro (fraco é verdade) segurando a história do início até o fim.

Ainda que no final não passe de um filme que tenta falar sobre a mulher moderna mas que acaba da forma mais antiquada possível – seguindo os preceitos banais dos enlatados de comédias românticas – “De Pernas pro Ar” tem seus méritos justamente por fugir um pouco do comum e não ser apenas um arremedo de gags e situações engraçadinhas com o único intuito de tirar um troco do seu bolso. É como diria o personagem capitão Fábio de Tropa de Elite: “Quer me fuder, me beija!”.


De Pernas pro Ar (Comédia, 2010 – 107 min)

Dirigido por Roberto Santucci com roteiro de Paulo Cursino. Estrelando: Ingrid Guimarães, Maria Paula, Bruno Garcia, Denise Weinberg, Antonio Pedro e Cristina Pereira.

Related Posts with Thumbnails