Atividade Paranormal 2

.

.

.

.

Uma família composta por pai, mãe, enteada e bebê de um ano, vêem sua paz ir embora ao chegarem em casa e encontrar tudo revirado. Por acharem que se trata de um ato de vandalismo, resolvem instalar câmeras na casa para flagrar alguma tentativa de invasão mas aos poucos, descobrem que o inimigo é outro.

Na minha opinião há duas formas de pensar em no público que vai assistir Atividade Paranormal 2: Os que não gostaram do primeiro filme e os que gostaram do primeiro filme. Eu me enquadro no grupo dos que gostaram bastante de Atividade Paranormal 1 e por isso mesmo me senti incomodada vendo esta sequência. Aos que não sairam satisfeitos do primeiro filme posso dizer que a probabilidade de gostarem desse cresce… estranho este paradoxo mas acredito que seja um fato.

Seria impossível não existir uma sequência para o filme mais rentável da história do cinema: Custou 11 mil dólares e ganhou mais de 190 milhões. A idéia seria manter o tema central intacto mas mudar o contexto dos acontecmentos. Isso foi o que o diretor Tod Williams fez mas sem tanto sucesso. O efeito que ele obteve foi fazer o telespectador ficar o tempo todo procurando sinais de alguma entidade na tela… era quase uma caça ao tesouro. Isso tira a atmosfera de medo e causa descontração.

Algumas inevitáveis comparações do Primeiro e do Segundo filme:

Cuidado com Spoilers a seguir:

– No primeiro filme, Micah é cético. Por mais boba que seja a postura dele em relação ao medo da esposa nunca soa incoerente. Aqueles que não acreditam mesmo em espíritos (os céticos entenderão o que quero dizer) vão lutar até o ultimo minuto antes de ceder a está idéia e mesmo assim, só irão dar o braço a torcer se tiver uma prova incontestável. Por isso mesmo, quando Micah chama o demônio, faz gracinhas com a câmera, brinca com a tábua de Ouija, faz tudo aquilo que uma pessoa crente em espíritos jamais faria, não parece surreal. Já na sequência, Daniel é um cético sem propósito. A participação dele no filme é apenas para ganhar a antipátia pois nunca fundamenta seu descrédito, parecendo mais um chato do que outra coisa;

– Em Atividade Paranormal 1, Micah cria uma certa obsessão em capturar imagem de espíritos na sua casa. A câmera é quase uma extensão de si mesmo e não soa artificial pois ele mostra claramente essa gana. Não que ele quisesse acreditar em algo mas sim mostrar que aquilo não passa de truque ou quem sabe ganhar alguma grana no youtube. No segundo filme a “câmera na mão” é tão artificial que constrange. Ali dorme com a câmera na mão e filma coisas sem sentido. Nem parece que está filmando de brincadeira ou momento de descontração. Parece que não há motivo para a câmera ligada;

– Por falar em câmeras, outro aspecto que me incomodou foi o porquê Daniel nunca assiste aquilo que grava? Qual o motivo de ter câmeras pela casa se você só vai assistir algo de verdade quando já está no limite? Ao contrário de Micah que todo dia assistia ao que gravava. Ainda sobre o assunto, por que instalar câmeras dentro de casa? Se a idéia é pegar um invasor, não seria mais viável colocar câmeras apenas nas áreas externas e perto de portas ou janelas? Colocar a família sob vigilância com câmeras em casa me pareceu forçado e desnecessário;

– Quando Katie sentiu que um fantasma assombrava a casa ela lutou até o fim para trazer um especialista, apesar de Micah ser contra. Mesmo parecendo incoerente, eles não sairam da casa por um motivo específico: o demonologista disse que não adiantaria. Por que em nenhum momento Daniel ou Ali tentam algo concreto além da babá curandeira? Por que não sair da casa, levar o bebê para um local seguro? Por que no momento em que Kristi está possuída ele não tenta proteger a filha colocando-a para fora da casa? Ou quem sabe tirando o bebê daquele ambiente antes de tentar o exorcismo?

– Quando Katie é arrastada pelo demônio, aquilo me assustou completamente. Foi arrebatador pois quando estamos mais vulneráveis é durante o sono. Imagina ser puxado pelo pé enquanto está dormindo? A captura de Kristi foi tensa mas não tanto quanto a do primeiro filme, provavelmente porque não é mais uma surpresa.

– É interessante os momentos em que o filme se mostra uma “sequência”. Foi bom ver as histórias se complementarem , Katie e Micah interagindo … mas o final não foi bom.

Related Posts with Thumbnails

Author: Dani Vidal

Dani Vidal (@danividal) é formada em Relações Públicas e autora do blog Feminina. Apesar de não dispensar um terror recheado de zumbis, chora copiosamente com um bom drama. Acho que nossa postura com a sétima arte é como se achar técnico de futebol. Ninguém é especialista mas todo mundo tem uma opinião e adora criticar a escalação.

Share This Post On

21 Comments

  1. O filme não me convenceu o suficiente!
    Beijos,
    Vanessa Sagossi
    comentandoofilme.blogspot.com

    Post a Reply
  2. Bom, eu já não tinha gostado do primeiro e não gostei do segundo, hehe. Achei essa segunda história mais completa, mas os furos que você apontou são mais que válidos. Incomoda muito ele nunca conferir as câmeras, fica um investimento inútil. A questão de tirar o bebê de casa não tinha passado por minha cabeça, mas é verdade.

    Agora a junção dos dois filmes é boa, mas acaba criando um furo no primeiro. Como é que Katie fez tudo aquilo que vimos e nem comentou com a irmã? Não chamou o cunhado para saber como eles resolveram o problema anterior?

    Post a Reply
  3. adorei o primeiro filme, achei simplesmente genial

    e tenho a plena conciencia que esse filme vai ser ligeiramente semelhante ao primeiro

    mas eu espero alguma novidade, principalmente nas cenas tensas

    será que vou me decepcionar?

    Post a Reply
    • Semelhante sim.. acho que por isso não funcionou como eu esperava. Me peguei procuando fantasmas na tela o tempo inteiro…
      Acho que você pode assistir.. decepcionar não vai mas não espere que seja melhor (ja que gostou do primeiro)

      Post a Reply
  4. para Amanda:
    Kate nao comentou nada pq nao tinha acontecido nada ainda…boa parte do AP2 acontece antes do AP1, isso deu pra perceber bem………….

    Post a Reply
  5. o primeiro já foi ruim o segundo pior ainda!!!
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!!

    Post a Reply
  6. Já assisti muitos MUITOS filmes de terror e NADA (bom, talvez ‘A BRUXA DE BLAIR’) me causou algo parecido com o primeiro ‘ATIVIDADE PARANORMAL’.

    Fiquei três noites sem dormir direito.

    Não conseguia ir à cozinha pegar um copo d’água à noite.

    Já mencionei que tenho 21 anos?

    E que quase me formei em cinema? Ou seja, sou familiarizado com toda a parafernalha e SEI como tudo aquilo ali foi feito.

    Mas enfim, a questão é: ME CAGUEI com o primeiro filme. Não consegui assistir uma vez só. Tive que ir duas vezes ao cinema. E duas vezes me borrar.

    Então se o segundo filme não fizer jus ao primeiro, eu saberei de pronto. Dani, valeu pelas dicas. Você é f%$@!

    Assim que assistir, digo aqui o quão suja ficou minha cueca, ok?
    ^^.

    Post a Reply
  7. Bom, como prometido, aqui estou eu. Ainda sob o impacto de ‘ATIVIDADE PARANORMAL 2’. Sabe que gostei bastante. Seria muito fácil – depois do fenômeno que foi primeiro – fazer uma sequencia nas coxas só por uns milhões a mais, porém os caras se preocuparam em fazer um roteiro não apenas satisfatório, como cheio de boas sacadas. As tramas do 1º e do 2º se entrelaçam de uma forma tão homogênea… Os sustos também são bons. Tudo bem que achei que demorou um pouco demais pra engatar, mas depois que começa o filme fica vertiginoso!!!
    Os pontos ressaltados por você, Dani, foram muito pertinentes, todos fazem o maior sentido, mas confesso nenhum deles me incomodou durante o filme.
    Inclusive acho que essa busca por sinais de algo na tela, essa expectativa é justamente o que leva à tensão e gera os calafrios.
    Claro que não é melhor que o original, mas dá pra pôr os dois quase no mesmo nível.
    Ah, e não. Eu não borrei minhas calças com esse. Mas não vou negar que minhas pernas não respondiam muito bem ao levantar da poltrona…

    Post a Reply
    • Só um parecer. Escrevi o comentário acima cedo demais. Naquela mesma noite, não dormi. Só consegui atingir o sono e perder aquela sensação iminente de que algo iria puxar minha perna escada abaixo, quando amanheceu.

      Post a Reply
  8. a minha profesora deu um trabalho para a classe fazer!!
    tinha q ser sobre um filme de terro ai ela fez um sorteio e o meu grupo pegou o atividade paranormal !!!
    minhas colegas nao consiguiram assistir o filme ai eu levei ele para kasa e assistir com os meus irmao!!
    eu achei meio apavorante!!!!
    as o meu irmao mais velho ficou com tanto medo q ficou dormindo com as luzes da ksa dele ligadas por uma semana
    sem conta q ele fikava pedindo pra minh mae deixar ele dormir com ela!!
    era muito engraçado fika zuando ele!!!
    bom agora eu to convidano ele para assistir o novo comigo mais ele ta com tanto medo q disse q qnd eu for assistir ele vai sair de ksa

    Post a Reply
  9. Não entendi uma coisa… Katie não morre no primeiro filme? Quando o policial atira nela? Como que pode ela ir atras da irmã, mata ela e o marido e ainda sequestrar o Hunter?

    Post a Reply
    • Lena,
      na versão oficial – a que foi aos cinemas – Katie não morre. Ela foge!!! Exatamente para deixar uma abertura para possíveis sequências
      =)
      A versão que ela morre é a primeira versão, quem assistiu foi quem baixou pela internet, acredito que tenha sido seu caso, certo?
      Dá uma olhada na versão oficial no youtube

      Post a Reply
  10. É difícil para mim criticar, “imparcilamente”, Atividade Paranormal 2, pois vendo os dois finais disponiveis para o primeiro filme da franquia, acabei me identificando mais com aquele onde Katie é executada pela polícia após matar Micah. Sendo assim o final do segundo filme tornaria-se impossível. Mas, levando-se em consideração o final oficial do primeiro, vamos as críticas:

    Positivo: Atividade Paranormal 2 aproveita bem os pontos positivos do primeiro filme como a tenção provocada pela crescente onda de atividades que acontecem na casa, além de dar um novo rumo na história de seu antecessor, explicando algumas questões que ficaram sem elucidação no primeiro filme e dando mais profundidade à história.

    Negativo: O filme limita-se “APENAS” ao clima do primeiro, repetindo demais o enredo onde uma família normal tem sua rotina tomada por atividades paranomais, o marido cético insiste em achar explicações plausíveis enquanto as manifestações vão piorando e no fim a entidade mata todo mundo. Além disso, no fim, o diretor se preocupou muito mais em deixar um gancho para um provável terceiro filme do que dar um desfecho decente para a história.

    Saudo: Para quem gostou do primeiro vale apena ver o segundo, mas não espere ficar tão impressionado como no primeiro filme, pois a continuação é apenas mais do mesmo além do que todos já sabem que é ficção, diferente do primeiro onde boa parte dos espectadores achavam que aquilo era real. Eu poderia fazer mais críticas ainda, porém teria que entregar toda a narrativa, oque tiraria a graça pra quem ainda não viu. Para quem não gostou do primeiro, esqueça, nem perca seu tempo, vai se sentir um idiota ao perceber que pagou 2 vezes pra passar a mesma raiva. No geral, vale conferir e tirar suas próprias conclusões.

    Post a Reply
  11. Tenho um comentário simples e singelo sobre o filme. O segundo fez muito sentido sim. Queiram concordar ou nao.
    vimos que existe um pacto “mau explicado” na historia. Também chegamos a conclusão que Daniel fez a sugestão da curandeira. Passar o pacto demoníaco para a Katie. Acredito que devam recordar do momento em que ele queima a foto da cunhada. Nascendo assim, a historia do primeiro. Eu tive a oportunidade de ver o filme na Argentina, inclusive inclusive lançado primeiro lá do que aqui. O final do filme que vi na terra de Maradona Katie e morta pelos policiais. O que me deixou chocado.
    Resumido…Uma coisa e certa em Atividades 2 o diretor nao conseguiu o sucesso do 1. Mas acertou que o publico iria ficar o filme todo em buscas de movimentos ou imagens que condenacem a “entidade demoniaca”. Na sala todos ficavam sem piscar procurando algum movimento ou sombras que pudessem ser de alguma entidade paranormal.
    Resumindo.
    Recomendo a todos.
    ** JA FOI ANUNCIADO ATIVIDADES 3

    Post a Reply
  12. este segundo realmente não é tão bom quanto o 1!FATO! mas como eu sabia que isso ia acontecer eu não me incomodei tanto…. como ja dito, todo mundo fica procurando algo como um copo se movendo sozinho durante todo o filme.. embora eu ache que isso não é um ponto negativo. de fato… todos os furos de roteiro apresentados são pertinentes (e eu acrescentaria mais um: krist estava com um visual completamente diferente no 1° filme vcs perceberam?) e o que voce falou de o pai de familia ser irritante no seu ceticismo, enquanto micah era sincero, foi algo que eu percebi na hora! apesar de todos esses pontos negativos.. eu o considero um bom filme… não tão bom quanto o primeiro…. mas bom! o grande ponto positivo deste é o seu final! ele deixa um gancho para o 3° mas faz isso de maneira espetacular…. aposto que o proximo vai ser muito mais grandioso… hehe

    Post a Reply
  13. Não gostei desse segundo, assisti o primeiro e realmente fiquei com muito medo, mais esse segundo só teve uma parte que realmente me assustou, achei fraco, só me serviu para explicar o primeiro =s

    Post a Reply
  14. Parabens pela crítica. Concordo com tudo.

    Em resumo, o segundo é uma repetição mal elaborada do primeiro

    Post a Reply
  15. Realmente esperava mais do segundo , achei que a crítica acima disse tudo sobre o que eu pensei a respeito do filme …

    Post a Reply
  16. Gente oq eu não consegui entender ainda é que se o MICAH morreu no primeiro filme no ATIVIDADE 1 pela KÁTIE sua namorada como que eles reaparecem no ATIVIDADE 2 .Não entendi?????

    Post a Reply
  17. Nina, tem uma parte do filme que ta falando: 60 dias antes da morte do Micah, então o AP2 veio antes do AP1, e também da pra perceber que tem a parte do segundo filme em que a Katie chega em casa que é o começo do primeiro. E se você ver as noites vai perceber que o o AP2 é em Agosto de 2006 e o AP1 ja em Setembro de 2006.

    Post a Reply

Trackbacks/Pingbacks

  1. Tweets that mention Crítica do filme: Atividade Paranormal 2 | Porra, man! -- Topsy.com - [...] This post was mentioned on Twitter by Dani Vidal , Marcio Melo. Marcio Melo said: RT @porra_man Atividade Paranormal…

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.