[Lista de Filmes] – Pi

Pi (Suspense, Ficção: 1998 – 84 min)

Dirigido por Darren Aronofsky com roteiro por Eric Watson, Sean Gullette e Darren Aronofsky. Estrelando: Sean Gullette, Abraham Aronofsky, David Tawil,Tom Tumminello, Lauren Fox e Stephen Pearlman.

Quando gosto muito de um filme, sempre dou uma olhada em quem o dirigiu ou escreveu e vou correndo para trás na linha cronológica de sua filmografia. Darren Aronofsky é responsável por trabalhos como “Réquiem para um Sonho” e “O Lutador (The Wrestler)”, sendo que este último foi o que me despertou o interesse em adicionar suas outras obras em minha lista de filmes a assistir.

A trama segue o matemático Max Cohen (Sean Gullete) um gênio recluso que acredita que existe um padrão matemático comum para tudo que nos cerca, inclusive na bolsa de valores. Sua pesquisa utiliza desde o cabala até o torá (livro sagrado judeu). Ele então começa a ser “perseguido e pressionado” tanto por representantes da Wall Street, quanto por religiosos judeus interessados em ‘entender’ (matematicamente) o seu livro sagrado.

Lançado em 1998, “Pi” é um filme difícil de assistir apesar de ter uma história relativamente simples. Todo em preto e branco a sensação ao acompanhá-lo é atormentadora, por vezes o espectador tende a ficar aturdido e sem entender o que realmente está (ou deveria estar) acontecendo. Parte dessa “confusão” se deve ao personagem principal ter problemas sérios de dores de cabeça e fazer uso incontrolado de analgésicos e outras medicações. Daí a sequência dos fatos oscila entre os acontecimentos ‘verdadeiros’ e alguns delírios de Cohen.

Sem dúvidas Darren Aronofsky conseguiu criar uma obra bastante inovadora, ainda mais se analisarmos que foi lançada no final do século passado. Trata-se realmente de um filme interessante mas complicado de se recomendar, afinal, discorrer sobre questões existenciais e filosóficas tentando se basear em coisas ‘concretas’ trata-se realmente de uma tarefa difícil.

Related Posts with Thumbnails

Author: Marcio Melo

Analista de Sistemas, amante da sétima arte desde os tempos imemoriais e com muito sangue nerd fervilhando em veias hipertensas, fundou o Porra, Man! com o intuito de comentar sobre cinema de forma descomplicada e fácil de entender. Nas horas vagas torce prum time que nunca vence e mata monstros que não existem.

Share This Post On

6 Comments

  1. Eu gosto muito dos trabalhos do Darren Aronofsky. Inclusive o conheci em Requiem para um sonho (incrível) e resolvi assistir Pi.
    Adorei.. mas não é um filme pra todos. É uma diversão diferente. O que sei é que adorei e comprei esse dvd
    =)

    Post a Reply
    • É como eu disse Dani, um filme complicado. Eu fiquei mais atormentado do que satisfeito apesar de ter gostado hehehe

      Post a Reply
  2. Do diretor só conheço “Requiem para um Sonho” (ótimo filme!), já tinha ouvido falar deste “Pi’ porém nem sabia do que se tratava, lendo agora, fiquei muito entusiasmado principalmente por ser em preto e branco. Vou procurar por este!

    Post a Reply
  3. Rapaz, tou muito curioso mas nem vou me jogar.
    Não sei o porque. Mas se derrepente aparecer aqui em casa assito.
    abrá

    Post a Reply
  4. Esse filme aí é muito bom, tenho o dvd.

    Post a Reply
  5. Assisti recentemente esse filme – e emendei Requiém Para um Sonho. Achei bastante interessante a idéia do filme, percebe-se que com o passar do tempo a loucura de Max e sua genialidade passam a deixar o espectador bastante confuso. Sem querer dar uma de critico de cinema, mas acho que o filme funciona bem, tem uma história profunda, e o filme é foca-se na introspecção de um gênio, talvez por isso nem tudo no filme seja muito claro.
    Nota: A “câmera” utilizada é – na minha opinião – a marca registrada de Aronofsky. Ele abusa de ângulos diferenciados, quando coloca a câmera logo atrás da personagem, ou aqueles takes de poucos segundos em closes rápidos e varios cortes (quando a pessoa se droga em Requiém). Outro detalhe é a imagem em si no filme Pi, é toda fragmentada em pequenos pontos em cinza, bastante interessante.

    Post a Reply

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.