[Lista de Filmes] Jogos, Trapaças e 2 Canos Fumegantes

Jogos, Trapaças e Dois Canos Fumegantes (Lock, Stock and two smoking barrels – Ação: 1998, 107 min)

Direção e roteiro por Guy Ritchie. Estrelando: Jason Flemyng, Dexter Fletcher, Nick Moran, Jason Statham, Steven Mackintosh.

Guy Ritchie fez muito barulho na sua estréia como diretor em  “Jogos, Trapaças e Dois Canos Fumegantes (Lock, Stock and two smoking barrels)” de 1998, fato este que fez dele ser um dos primeiros a figurar em minha lista de filmes a assistir. Trata-se realmente de uma produção interessante e muito divertida, mas que ainda fica devendo se formos comparar com outro trabalho seu como “Snatch: Porcos e Diamantes” de 2000.

Na trama somos apresentado a um grupo de camaradas Eddie (Nick Moran), Tom (Jason Flemyng), Bacon (Jason Statham, “Os Mercenários”, “Adrenalina”) e Soap (Dexter Fletcher) que decidem apostar alto numa mesa de pôquer de um sujeito conhecido como  “Hatcher (machado) Harry”. Eddie é o escolhido por ser um mestre nas cartas, porém, o que ele não contava é que fosse ser trapaceado. Além de perder os 100 mil iniciais (25 mil de cada um), ele ainda sai devendo meio milhão de libras tendo 1 semana para levantar o dinheiro ou então todos irão começar a perder um a um os dedos, e isso é só o começo.

A partir do momento que eles começam a pensar em como levantar o dinheiro para pagar a absurda dívida é que outros personagens começam a surgir e ter suas histórias ‘ligadas’ aos poucos. Daqueles filmes que iniciam com histórias paralelas mas com um elo que aos poucos vai aumentando até o grande conflito ser resolvido (ou não).

Este tipo de fórmula continua sendo muito bem explorada nos cinemas, inclusive o próprio Guy Ritchie a seguiu em seus outros projetos. Para mim “Snatch” é, de longe, o seu melhor trabalho, ainda assim, aqui temos um bom exemplo de uma obra que consegue ser divertida de forma inteligente e sem abusar dos clichês.

Mesmo tendo sido lançado a 12 anos atrás, “Jogos, Trapaças e Dois Canos Fumegantes” ainda consegue ser mais interessante do que muita coisa que ocupa nossas salas de cinema ou prateleiras de locadoras (se é que alguém ainda aluga filmes).

Related Posts with Thumbnails

Author: Marcio Melo

Analista de Sistemas, amante da sétima arte desde os tempos imemoriais e com muito sangue nerd fervilhando em veias hipertensas, fundou o Porra, Man! com o intuito de comentar sobre cinema de forma descomplicada e fácil de entender. Nas horas vagas torce prum time que nunca vence e mata monstros que não existem.

Share This Post On

7 Comments

  1. Mais um filme que só conheço a fama. Do Guy Ritichie eu só vi “Sherlock Holmes” ele é mesmo um bom diretor, consegue fazer bons filmes, fiquei com bastante vontade de ver este. E, cara, eu ainda alugo filmes, hahahaha, claro nem todos que vejo são locados, se fosse eu já estaria falido, mas eu ainda gosto de andar em uma locadora, acho divertido, rs.

    Abs.

    Post a Reply
    • Esse vale à pena Alan, e Snatch: Porcos e Diamantes é ainda melhor.

      Talvez eu que seja o errado de ficar apenas baixando filmes :/

      Post a Reply
  2. Pô, um baita filme! Não saberia dizer se prefiro este a Snatch, foi como eu comentei lá no blog, acho que Jogos, Trapaças […] tem uma história mais fácil de assimilar, mas Snatch é genial demais, então n tenho preferência entre eles.

    Post a Reply
  3. Grande filme de Guy Ritche. O cara tinha talento enorme, mas depois se perdeu em filmes razoáveis. Uma pena, mas esse vale muito.

    Post a Reply
  4. Pórra, eu assiti esse filme alugado em vhs aqui na antiga locadora. Comprei em dvd tem uns 5 anos.
    Muito fóda. Rocknrola tb é um outro filme fóda dele.
    Esse filme tem uma história bem louca.

    Post a Reply
  5. Aahahaaha, esse filme é sensacional. Eu vi ele primeiro q o Snatch e ñ me lembro bem da trama de nenhum dos dois, mas me recordo q na época eu achei Jogos e Trapaças melhor. Mas são dois excelentes filmes.

    Post a Reply

Trackbacks/Pingbacks

  1. 2 Coelhos - Crítica do Filme | Porra, man! - [...] até no final tudo fazer sentido (algo que Guy Ritchie gosta muito de fazer em suas obras como “Jogos,…

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.