[Esse Era Bala!] – O Último Americano Virgem

Só quem é cria da década de 80 sabe como era difícil conseguir ver uma mulher nua naquela época sem internet (já imaginou um mundo sem celular e sem internet?), quando passava algum filme na tv que fosse mostrar quanto nada uns peitinhos era oportunidade de ouro. O senhor Sílvio Santos sabendo disso, cansou de passar repetidas e repetidas vezes em seu canal o clássico ‘porn adolescente’O Último Americano Virgem (The Last Virgin American)”.

Lançado em 1982, o filme foi dirigido e escrito por Boaz Davidson que, anos mais tarde, fez “Salsa, Ritmo Quente”, uma grande pérola estrelada por Robby Rosa, líder do grupo Menudo na época.

Mais do que uma simples comédia adolescente sobre virgindade masculina, este clássico foi um dos primeiros filmes mais tristes que assisti, rapidamente ele se transforma num drama com um final de partir o coração, sério. Fora isso ainda rola um debatizinho bobo (estava situado em uma outra época também) sobre aborto.

A história:

A história se passa em Los Angeles na California e segue a jornada de três amigos, Gary, Rick e David. Gary (Lawrence Monoson) é o personagem que faz jus ao título do filme, que procura perder sua virgindade e conta com a “ajuda” de seus dois companheiros. Gary é um cara sensível e sem jeito com as mulheres que se apaixona por Karen (Diane Franklin).

Gary, Rick e David

Gary, Rick e David

Rick (Steven Antin) é o garanhão do grupo, pega todas e não tá nem aí pra sentimentos. Para complicar a coisa ele pega o amor de Gary, Karen e manda bala. Para melhorar tudo Rick engravida a menina, larga ela na mão e quem acaba cuidando da moça? Gary, o bom rapaz e idiota, logicamente.

Tudo começa com picardias e muita diversão. Temos duas cenas clássicas, uma que rola o “cri cri”, uma coceirinha incômoda nos pelos daquele lugar e outra em que os 3 amigos vão faturar a esposa de um sujeito. Rick vai e consegue e até David (Joe Rubbo) sem jeito nenhum também. É lógico que na vez de Gary o marido surje e pronto, uma alta confusão do barulho (opa, esse jargão é do outro canal).

O mais sensacional é que o clima de comédia cede lugar para algo mais sério, Gary fica tomando conta de Karen grávida até o dia em que ela resolve abortar. Ele fica puto com isso. Pra completar, a megera escrota da Karen, ainda volta para o sacana do Rick. Assista a cena abaixo, que é o final do filme, e me diga se não é de lascar um negócio desses:

Sério, eu quase chorei de raiva quando assisti. É um final duro (sem conotações sexuais) e muito dramático. Alguns reclamaram na época querendo um final feliz, mas convenhamos, este desfecho não condiz com muita coisa que realmente acontecia e ainda acontece no mundo real?

Atores, ontem e hoje:

 

Lawrence Monoson que interpretou o protagonista principal Gary nasceu em 64 e continuou com sua carreira de ator. Seus trabalhos mais conhecidos foram em: “Sexta-Feira 13 parte 4 – Capítulo Final” de 1984, “Marcas do Destino” de 1985 e “Tropas Estelares 2″ em 2004.

Diane Franklin que interpretou Karen nasceu em 1962 nos EUA. Seu auge foi mesmo enquanto adolescente, onde conseguiu fazer algumas campanhas para Coca-Cola e Trident. Continuou com a carreira de atriz fazendo projetos para Tv.

Steven Antin, que interpretou Rick, nasceu em 1958 e fez participação no grande clássico Goonies. Além disso fez alguns outros filmes como “Acusados” de 1988 com Jodie Foster e começou depois a escrever filmes para a tv. Antin é gay assumido, já participou do programa para escolher uma integrante do grupo Pussycat Dolls e, atualmente, está dirigindo um filme que vai ser lançado em novembro deste ano, “Burlesque“, que vai ter a frente a cantora Christina Aguillera e também Cher.

David (Joe Rubbo), até ele se dava bem

Joe Rubbo nascido em 1963 teve no personagem David o seu único grande trabalho. Atualmente está casado e com 3 filhos vivendo na Flórida. Mantêm a amizade desde os tempos do filme com Lawrence e Steven.

Curiosidades:

  • O filme foi baseado em uma situação semelhante que o diretor Boaz Davidson passou em sua juventude.
  • A intenção inicial era de ser o primeiro de uma série.
  • Foi um dos filmes que mais passaram no sbt
  • A versão completa dificilmente passava na tv, que cortava uns 30 minutos da parte inicial para “partir logo ao que interessa”.

Esse Era Bala!

Sem contar que foi um filme que marcou uma geração, “O Último Americano Virgem” tinha ainda uma trilha sonora de fazer inveja a qualquer rádio de motel com essas canções de corno internacional: Love Motel´s, como gosto de chamar.

Pode não ser um grande filme, mas eu o considero um clássico. Pouco importa se é mal dirigido, se os atores são horríveis, etc. Para mim, esse era bala!

Fontes: IMDb, Projeto Autobahn Filmes.

Related Posts with Thumbnails

Author: Marcio Melo

Analista de Sistemas, amante da sétima arte desde os tempos imemoriais e com muito sangue nerd fervilhando em veias hipertensas, fundou o Porra, Man! com o intuito de comentar sobre cinema de forma descomplicada e fácil de entender. Nas horas vagas torce prum time que nunca vence e mata monstros que não existem.

Share This Post On

55 Comments

  1. Que bom que resolveu ressucitar o “Esse era bala”, essa seção é ótima mas você quase nunca posta :S
    Bem, eu NUNCA assisti este filme, mas cara depois de um post deste é impossível não falar que estou afim, né ? rs
    Vou baixar, procurar pra locação…mais eu vejo!
    PS: Vi “O Operário” dica tua. Muito bom o filme!

    Post a Reply
  2. Eu sempre tenho boas idéias, mas são posts que demadam um tempinho maior de pesquisa e edição de imagens.

    Agora com Dani escrevendo aqui eu tenho mais folgas e a intenção é postas 2 a 3 por mês.

    O próximo provavelmente será um desenho…

    Post a Reply
  3. Assisti muito esse filme!! Será que é a melhor que American Pie?

    Post a Reply
    • Grande dúvida Rodrigo, falo em relação ao primeiro American Pie que também, na época, gostei bastante.

      Agora, acho que este filme de 82 pode até ser datado, mas o final dele escroto e realista, porra, isso nem American Pie nem os filmes do gênero mais atuais conseguem fazer.

      Post a Reply
  4. Cara! Eu sou doido pra ter esse filme! Pena que o “Americano virgem” nunca se dava bem, e sempre se estrepava na vez dele.

    Post a Reply
    • O que fez ele ser único é justamente o fato dele nunca se dar bem e, principalmente, o final ser escroto daquele jeito hehehe.

      Post a Reply
  5. Cara, até q enfim eu vi alguém falar desse filme… na moral, sempre que falo dele com alguém da nossa geração, sempre começam a rir, falando q esses filmes eram engraçados e tal, mas eu vejo logo q o camarada não lembra desse filme direiro. Como vc falou no inicio, ele é bem triste, lembro quando vi o filme pela primeira vez, fiquei boladão com o final hauhauhauhau Ele me marcou muito, 1º pq começei a ver achando que ia ser engraçado, 2º pq na idade q tinha na época não estava acostumado com filmes tão próximos da realidade. Normalmente eram sempre gatinhas, com os caras feio e nerds se dando bem no final.

    Post a Reply
  6. Desenhos q na minha opinião se encaixam nesse perfil são o Akira e o Em Busca do Vale Encantado rsrsrs me amarrava!

    Post a Reply
    • Pois é Rafael, recordar é viver! E tem muitos assim mesmo como você falou, dizem que lembram mas possuem apenas vagas lembranças.

      Akira eu nunca fui muito fã, mas “Em Busca do Vale Encantado” é realmente uma ótima lembrança.

      Mas eu tenho dois desenhos old old old schooll para publicar. Aguarde e confie hehehe.

      Post a Reply
      • Esse filme é muito doido nunca achei q alguém fosse escrever sobre ele, mas depois q eu sugeri o filme Gotcha! e vc fez um post sobre ele, aki se tornou minha última esperança em ver matérias sobre esses clássico. rsrs

        Devem ter muitos desenho, é q lembrei desses…Akira eu não entendia nada quando era menor, só fui curtir mesmo depois q assisti mais velho rsrsrs

        Post a Reply
        • Pois é Rafael, de vez em quando eu desenterro coisas do arco da velha.

          O próximo deve sair na semana que vem!

          Post a Reply
  7. Realmente esse filme é bem triste mesmo.
    É um “clássico” mas não sou grande fã não.

    Post a Reply
  8. Caramba!!! esse filme teve umas das historias mais realistas de todos os tempos, filme muito triste, os produtores de filmes até deveriam inspirar-se nesse filme, pois o filme é muito bom, ótima atuação do Lawrence Monoson(Gary), que interpretou bem o seu papel e consagrou-se no aclamado”O ultimo americano virgem”

    Post a Reply
  9. Gostaria de sugerir ao guns filmes p/ VC
    Quando me lembro dos filmes que eram exibidos na TV durante minha infância na década de 1980, sinto imensa saudade e lamento que os filmes que a TV exibe atualmente sejam tão ruins e sem graça. Minha nossa, o que era o Cinema em Casa do SBT (naquele tempo, ainda TVS)? Silvio Santos tinha meia dúzia de filmes que reprisava incessantemente. À noite os filmes eram exibidos depois do Programa da Hebe, da Praça é Nossa ou do Viva a Noite (do Gugu). Quem era criança nos anos 80 seguramente se lembra de assistir no SBT, praticamente todo mês, “Bem Vindo ao Lar Bobby”, “Um Lobisomen Americano em Londres”, “O Exorcista”, “Férias do Barulho”, “O Segredo de Kate”, “A Coisa” e alguns outros.

    1. A lenda de billy jean

    2. O ultimo americano virgem

    3. Fuga de Nova York ( Kurt Russell ) de 1981

    4. Ferias fustrada

    5. Mad max ( primeiro )

    6. Rambo ( primeiro )

    7. Tuff Turf o Rebelde

    8. Juventude perdida

    Post a Reply
  10. ai dá até um nó na garganta kuando vejo trexos desse filme,ele é muito lindo mesmo, romântico e cruel …
    sinto saudades, tenho 33 anos, e lembro como se fosse hj,eu assistindo pela primeira vez…
    a karen tão linda,a trilha sonora espetacular, esse amor incondicional do gary, cara … foi o filme mais lindo q assistí na minha vida…
    amo demais.

    Post a Reply
    • Lenny, sou mais novo que você 3 anos apenas e quando eu digo que é um filme emocionante, “de chorar” ainda tem gente que ri hahahaha.

      Post a Reply
  11. ola marcio melo, sou a mesma lenny aí do comentário q postei do dia 17 de junho, só tô em outro e-mail ok?
    ah, sou “ela” e ñ “ele” rsrs
    e olha só, ví seu comentário e sei q realmente é verdade o q vc falou q as pessoas riem kuando falamos q esse filme é emocionante,mas axo q só faz isso kem ñ tem sensibilidade, ñ é ñ? pq cara, é de doer meu coração, kuando vejo akela cena final e fatal desse filme…e a música?
    até hoje eu xoro rsrs… sério…valew..abraço

    Post a Reply
    • Oi Lenny, perdão, vou editar o comentário já que você me equivoquei, é que geralmente os homens se identificam mais com o filme e acabei deduzindo errado!

      A cena final é daquelas realmente que não saem da mente, é de chorar.

      Grande abraço e obrigado pelas palavras mocinha :)

      Post a Reply
  12. Eu me lenbro desse filme..o carinha se apaixonou pela garota que o outro cara comeu e emgravidou ela..que ficou buchuda e depois preciso do apoio do que gostava dela..que juntou uma grana e pagou o aborto dela que depois vendo que ja estava legal deu um chute no otário que saiu chorando..eu conheço um caso igual a esse..eu consegui baixar esse ai e assisti do novo….

    Post a Reply
  13. Esse filme é excelente.Engraçado, com cenas sensuais e com um pouco de drama. Já tentei conseguí-lo novamente mas não consegui. Onde consigo?

    Post a Reply
  14. Esse filme marcou o começo da minha adolescência. Lembro que achei muito triste e realista o final, num momento em que eu estava começando a entender as relações afetivas e sexuais da vida.

    Muito bacana o post, ótima película, inesquecível.

    Post a Reply
    • Por ser muito “verdadeiro”, apesar de ter momentos engraçados no início, é um filme que realmente marca e o final é mesmo de chorar.

      Inesquecível realmente Leo!

      Post a Reply
  15. Acabei. de assistir, e achei legal pelo final triste bastante incomum nesse genero de filme, mas principalmente pela trilha sonora. U2, The Police, Reo Speedwagon… Pra quem curte musica dos anos 80 é um prato cheio.

    Post a Reply
  16. gostei tanto do filme na epoca que hj mandei cortar as cenas de sexo e so deixei as partes romanticas juntamente com a trilha sonora para os meus alunos assistirem, ,,,,so vejo as meninas chorando no final

    Post a Reply
  17. cara isso classicos dos classicos, sou tipo os tres juntos na
    depre ja viu no q deu em, mas o filme muito bom, faz me lembrar
    muito minha epoca de criança vi quando tinha 10 anos, vlw!!!!!!!

    Post a Reply
  18. Só posso dizer uma coisa… ESSE ERA BALA!

    Post a Reply
  19. boa tarde,o filme o ultimo americano virgem marcou a epoca romantica,hoje pasa uma porcaria nao vale a pena ver.a nos 80 sbt,exibia cada filmaço,pena nao exibe mas uns dois filmes gostava muito ver caçadores de atlantidas,açao,hoje acabaram.att.marcio.

    Post a Reply
  20. Oi, você sabe onde eu posso encontrar o filme pra comprar? Meu pai me deu o nome Karen por causa desse filme e gostaria muito de ver

    Post a Reply
    • Infelizmente não é capaz de achar o filme por aqui no Brasil em DVD, ele não foi lançado. O jeito vai ser tentar fazer o download dele.

      Post a Reply
  21. cara vc se lembra do fil que ,tinha uma cena q tinha uma professora de piano gostosona,que um dos caras pegou,aih chegou o gordo(q soh se fode)teve aula com uma velha,e deu em cima dela e se fude,uhuaeheuaheauheaue bons tempos

    Post a Reply
    • Não lembro de tudo não, mas lembro que quem sempre sobrava mesmo não era o gordo, era o protagonista hehehe

      Post a Reply
  22. e esse mesmo. cara esse era maneiro. eu sempre pensei que o nome dele fosse ferias frustados mas ja rodei a net inteira e nao acho eles nos filme com esse nome. vamos ficar na luta pra ver se conseguimos lembrar o nome dele. qualquer coisa da o papo mano. vlw

    Post a Reply
  23. É, eu acho esse filme demais, a primeira vez que assisti no sbt, eu era criança.

    Post a Reply
  24. Só uma correção, esse filme não foi baseado em uma situação semelhante que o diretor Boaz Davidson passou em sua juventude.

    Na verdade ele é um remake de um filme israelense de 1977, “Eskimo Limon”, que conta com 8 continuações (a ultima de 2001). Uma das partes chegou a se chamar “O ultimo americano virgem 2″ quando passou por aqui.

    O SBT sempre passava o terceiro filme como “Paquera e Curtição”, de 1981, onde o começo foi até plagiado pelo filme “Porky’s” (a sequência do banheiro). “Um Amor de Menina”, o quinto, também sempre passava.

    A série contou ainda com um spin off, que se passa depois do quarto capitulo, onde eles estão no exército.

    E rola um boato de um novo remake e do jeito que Hollywood anda sem inspiração, deve ser mais que provável.

    Post a Reply
    • Luis Gustavo, obrigado pelos esclarecimentos, muito interessantes. Quanto a informação a respeito dele ser baseado na vida do diretor é o que tinha descrito como curiosidade no IMDb.

      Interessante, não conhecia nada a respeito desta franquia Israelense iniciada em 1977.

      Grande abraço e obrigado pelo ótimo comentário.

      Post a Reply
      • Ok, é uma serie bem Obscura por aqui e dificil de encontrar mesmo pela internet. Muitas versoes (cortadas, com outras dublagens) e quando se encontra dificilmente a legenda bate. Mas é uma série que eu gosto muito, pelo sabor nostalgico. Digamos que faz sucesso por lá como só os Trapalhões por aqui.

        Post a Reply
        • Só uma correção. Não tinha me atentado para o fato de que a versão americana tambem foi dirigida pelo Boaz Davidson do original, portando não deixa de proceder a historia que foi baseado em lembranças do autor.

          Alias consegui a serie quase completa em DVD.

          Post a Reply
  25. puts! esse filme é demais, até hoje falo da Carmelita para os camaradas e a gente dá muita risada, o final é marcante mesmo mas acho que por isso que o filme é tão inesquecível, um tapa na cara! Uma época fiquei doido atrás da versão 2 desse filme mas nunca achava, eu sei que existe mas que a história nada tem haver com a primeira, uma pena. Um outro filme me marcou muito mas é um “pouco” mais novo é o Namorada de Aluguel.

    Post a Reply
  26. Consegui esse clássico filme em DVD ontem a tarde.

    Post a Reply
  27. Marcio , muto bom o site! Assisti esta semana a este filme que fez parte da minha juventude e pude entender melhor por que as pessoas viviam menos! Cocaína, maconha, prostituição, sexo sem camisinha,bacanal, aborto, traição, cigarro, alcool e etc. Isso tudo ainda existe mas acho que as pessoas estão pegando mais leve!

    Post a Reply
  28. olá! estava na net procurando mais uma vez esse filme para ver online mesmo! encontrei num site, mas acho que foi só 30 minutos de filme, que raiva! já vi ha uns 2o anos, acho esse filme, por duas vezes. chorei em ambas as vezes.andré marques, como tú conseguiu esse filme? me diz, por favor???

    Post a Reply
  29. Caraca o cara mais metido a fodão do filme é hoje um gay assumido, putz…

    Post a Reply
  30. Você tem razão Marcelo, esse era bala, assisti nos anos 80 e fiquei fascinado com o filme, principalmente o final, hoje é um dos clássicos da minha videoteca(em versão integral)sempre que assisto me emociono, realmente é um filme único.

    Post a Reply
  31. Não sabia que o pegador do filme era gay assumido!!!

    Post a Reply
  32. Marcio, também gosto muito desse filme, é um super classico. gostaria de solicitar o comentário do filme ” QUASE IGUAL AOS OUTROS ” filme muito bom também e o super classico também ” CONTA COMIGO ” abraços!!!

    Post a Reply
    • Opa! Vou colocar esse na pauta para sair em breve, valeu pela dica!

      Post a Reply
  33. Puxa um dos filmes que mais marcaram minha pré adolescência,inesquecível e comentado de uma forma extremamente simples e inteligente,parabéns pela iniciativa ótimo blog!
    A propósito,alguém sabe se consigo adquirir esse filme,cheguei a procurar mas só encontrei importado e gostaria dele dublado,se alguém souber agradeço muito,abraços.

    Post a Reply
    • Obrigado pelos elogios Eric!

      Sim, este é um clássico que realmente marcou a vida de todos nós que vivemos nessa época. Grande abraço!

      Post a Reply
  34. Esse e um classico para mim tambem, lembra mimha juventude e o filme e excelente..e o bom e que ele ta ai na net para baixar a vontade. parabens pelo post.

    Post a Reply
    • Obrigado Allyson!

      Grande e inesquecível clássico realmente :)

      Post a Reply

Trackbacks/Pingbacks

  1. Boaz Davidson SALSA (1988) – SC? Not opening - [...] O Último Americano Virgem, grande clássico da década de 80 | Porra, man! [...]

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>