Mar Aberto (Open Water: Drama, Suspense – 2003, 103 min)

Direção e roteiro de Chris Kentis. Estrelando: Saul Stein, Blanchard Ryan, Daniel Travis e Estelle Lau.

Lançado no ano de 2003, Mar Aberto (Open water) apareceu por aqui no de 2004 e caiu nas graças da crítica por trazer um pouco de inovação e mostrar que não se precisa de muito (o filme custou em torno de 100 mil dólares) para se fazer um bom drama e assustar as pessoas no cinema.

A trama é baseada em fatos reais, o que faz aumentar ainda mais a tensão que a própria história apresenta, e segue um jovem casal que foi se divertir e relaxar dos problemas conjugais em um passeio de mergulho em alto mar. Num erro de contagem, a lancha que os levaria de volta, acaba indo embora e deixando os dois no meio do oceano. Sem ter muito o que fazer, o casal fica à deriva aguardando o pessoal que o levou para o passei se dar conta do ocorrido e voltar para os resgatem, enquanto isso eles tentam apenas sobreviver.

Pode soar um tanto quando insano dizer que um filme com duas pessoas no mar, discutindo o tempo todo e esperando por um resgate possa ser extremamente tenso e aterrorizante. Claro, saber que situações como aquela já aconteceram de verdade e ter tudo aquilo filmado no melhor estilo “Bruxa de Blair“, com aquele ar ‘documental’ e atores poucos conhecidos, só faz piorar as coisas (no bom sentido claro), já que tudo contribui para trazer verossimilhança à trama e fazer com que espectador se imagine naquela assustadora situação.

Eu sei que para alguns essa ‘onda’ de terror psicológico possa parecer apenas balela ou chatice, mas se você não assistiu “Mar Aberto” ainda, acredito que valha a pena fazê-lo, nem que seja para rever alguns conceitos seus num gênero que de certa forma já tem suas bases bem estabelecidas. Trata-se mesmo de um belo projeto com assustadoras doses de tensão.

Related Posts with Thumbnails