Tá Rindo do Quê? (Funny People)

Tá Rindo do Quê? (Funny People, 2009/2010 – 146 min)

Sinopse: George é um cômico stand up de tremendo sucesso que um dia descobre ter uma doença com poucas chances de cura. Ira também é cômico, possui um certo talento, mas trabalha num restaurante e ainda sonha em se tornar um artista de respeito nas poucas vezes que sobe ao palco. Certa noite, quando os dois acabam se apresentando no mesmo local, George decide contratá-lo para ser seu assistente pessoal. Nasce então uma grande amizade entre eles.

Direção: Judd Apatow
Roteiro: Judd Apatow
Elenco: Adam Sandler, Seth Rogen, Leslie Mann, Eric Bana, Jonah Hill, Jason Schwartzman, Aubrey Plaza, Maude Apatow, Iris Apatow
Gênero: Drama, Comédia.

 

Poucas vezes a ‘tradução’ de títulos de filmes para o Brasil soa melhor que o original, e foi o que aconteceu com “Funny People” que virou “Tá Rindo do Quê?“. Sem contar os grandes sucessos da comédia recente nos cinemas que Jud Apatow produziu, esta é a terceira obra que ele dirige – antes tivemos “O Virgem de 40 Anos” e “Ligeiramente Grávidos“. E de todos que ele participou, este é sem dúvidas o filme mais adulto e que, se não fosse tão grande sua duração, teria um destaque maior do que apenas as nossas prateleiras de DVD.

Na trama conhecemos George Simons (Adam Sandler), um comediante de muito sucesso e com muito dinheiro é claro. Certo dia ele acaba conhecendo num show Ira (Seth Rogen, Ligeiramente Grávidos, Pagando Bem, Que Mal Tem?) que é um comediante que está começando. Ele vê algo no rapaz e decide contratá-lo para ser seu assistente pessoal. Aos poucos uma amizade começa a surgir entre os dois, e Ira tenta fazer George mais humano e feliz.

Na verdade existem outras tramas paralelas com os colegas de quarto de Ira, relações amorosas e tudo mais, só que o filme tem uma duração tão grande e acontece tanta coisa que, se eu fosse parar para comentar sobre tudo isso ninguém iria conseguir ler até o fim. E foi quase isso que senti ao ver o filme, tem momentos que são tediosos e que se você não for uma pessoa paciente e persistente não conseguirá chegar até o fim.

E é no elenco que temos o melhor deste filme, todos muito bem afiados e convincentes em seus papéis. Adam Sandler faz uma atuação realmente muito boa, de tirar o chapéu até dos que odeiam ele e seus trabalhos. Seth Rogen, para mim, é o melhor do filme. Temos ainda interessantes participações de Leslie Mann, Eric Bana (Star Trek, Te Amarei para Sempre), Jonah Hill (o gordinho do Superbad), sem esquecer das filhas do diretor Maude e Iris Apatow. E ainda tem Eminem fazendo uma cena hilária.

Pode até soar um pouco estranho, mas o que tenho a dizer sobre “Ta Rindo do Quê?” é que se trata de um bom filme, com boas atuações e uma história bonita, mas é um pouco chato e grande demais. Não me faria nenhuma falta se sumissem uns 30 ou 40 minutos, garanto que até as distribuidoras poderiam pensar em lançá-lo nos cinemas por aqui, mas desse jeito que ele foi feito só servirá mesmo para os fãs dos trabalhos de Apatow e sua turminha conhecer seu projeto mais adulto e ‘maduro’.

 

Related Posts with Thumbnails

Author: Marcio Melo

Analista de Sistemas, amante da sétima arte desde os tempos imemoriais e com muito sangue nerd fervilhando em veias hipertensas, fundou o Porra, Man! com o intuito de comentar sobre cinema de forma descomplicada e fácil de entender. Nas horas vagas torce prum time que nunca vence e mata monstros que não existem.

Share This Post On

13 Comments

  1. eu gosto de Apatow, mas não corrobora com o hype em cima dele. Talvez ele tenha acreditado demais nessa fama…

    Post a Reply
  2. A versão em dvd é um pouco maior, tem uns 10 minutos a mais.
    Mas eu não tive problemas com a duração não.
    Quando acabou até fiquei com uma sensação que poderia ter tido mais.

    Post a Reply
  3. Oi Marcio!

    Li algumas dicas e tem uma em especial que me chamou a atenção e vou pegar no próximo final de semana para conferir. O filme “A onda” me parece bem interessante. Ja li várias resenhas sobre ele e o tema é super atual. Gostei da forma como vc o analisou e assim que ver comento o que achei.

    A resenha sobre o dia em que a terra parou ta legal, agora o filme é ruim demais. Detestei tudo, do roteiro a direção. Péssimo.

    E Sherlock Holmes não vejo a hora de conferir. Eu sou fã deste detetive e por tudo que tenho lido, finalmente uma boa história sobre este ótimo personagem.

    Já o último filme do Appatow eu ainda não vi, mas pelo que vc falou, embora seja longo e cansativo, vale a pena conferir. Na verdade Marcio o Judd A tem essa caracteristica. Seus filmes são um pouco longos e algumas cenas poderiam ser cortadas. Isso tb aconteceu com “o virgem de 40” e “ligeiramente grávidos”. No entanto, a qualidade da trama prende e chama a atenção. Daí, deixarmos este fato de lado e valorizarmos o melhor de cada filme.
    Não sou uma fã do Adam Sandler, mas ja pude ver alguns filmes em que gostei de sua atuação, então, ele não é de todo ruim. Agora o Seth Rogen é ótimo. Adoro seu jeito bonachão e largadão.

    Boas dicas.

    Um beijinho.
    PS. eu chorei muito quando vi “o rei leão” a primeira e segunda vez.

    Post a Reply
  4. É Ramon, confesso que fiquei um pouco entediado em alguns momentos e realmente preferia que o filme fosse menor, não fiquei com essa sensação sua, mas de qualquer forma gostei dele.

    Cintia, gostei do filme “A Onda”, na verdade mais pela história que é baseada em fatos reais do que propriamente no filme como obra cinematográfica.
    Sherlock Holmes tem gente dizendo que tá se decepcionando, eu pelo contrário gostei bastante.

    E Rei Leão para mim é a melhor animação já feita de todos os tempos.

    []´s

    Post a Reply
  5. “…mas é um pouco chato e grande demais.”
    Não consegui terminar, achei EXTREMAMENTE chato. Sinceramente, resisti bravamente até uns 30 minutos, não deu mais. Tira esse “pouco”, é só o chato mesmo. Sei que é drama, mas tem como alguém achar engraçado aquelas piadas sobre “pintos e etc”? Em minha humilde opinião, um filme dispensável.

    Post a Reply
  6. “…mas é um pouco chato e grande demais.”
    Não consegui terminar, achei EXTREMAMENTE chato. Sinceramente, resisti bravamente até uns 30 minutos, não deu mais. Tira esse “pouco”, é só o chato mesmo. Sei que é drama, mas tem como alguém achar engraçado aquelas piadas sobre “pintos e etc”? Em minha humilde opinião, um filme dispensável. [2]

    assino embaixo!!!!

    péssimo o filme, muuuuuuito chato…. não consegui rir com as piadinhas sobre pinto, aliás tem lógica né… a maioria das piadas para americanos não servem pra brasileiros e vice versa…

    Adoooro o Adam mas esse filme é ruim d+… ASSISTI SÓ OS 20MIN. INICIAIS… NÃO RECOMENDO!!!!

    Post a Reply
  7. Fran, as piadas de “pinto” e tal são muito sem graça mesmo. Mas para quem resistir um pouco mais o final do filme é melhor do que o início

    Post a Reply
  8. Talvez eu não tenha assistido todos os filmes de Adam Sandler mas, com certeza, “Tá rindo do quê ?” é o PIOR DE TODOS disparado !!! O filme é entedioso, com personagens ( tirando Sandler) que parecem estar no filme “só pra encher linguiça”, com piadas FRACAS apelando sempre para o lado pornográfico- coisas de “pinto”,boquete etç, ou seja, totalmente desaconselhável pra família e, claro, oquê esse filme tinha de ruim tinha de comprido !!! Conselho de amigo…Fiquem olhando para as paredes de sua casa mas NÃO ASSISTAM ESSE LIXO !!!

    Post a Reply
  9. HORRÍVEL. Um pouco pior que péssimo. Sem graça, chato. O título não tem nada a ver com o filme, porque se era pra rir…
    O início do filme é quase dramático. Vc começa a assistir um filme com esse nome e logo de cara vê um personagem de cara triste, quase chorando…tem gente q comentou aki muito mais funny do que essa porcaria de filme. LIXO.

    Post a Reply
  10. Miro, a proposta do filme é realmente outra, é mais um drama do que uma comédia, talvez por isso a identificação tenha sido um pouco complicada e não tenha agradado tanta gente.

    Fulana, “LIXO” é um pouco pesado, o título do filme faz jus sim ao que ele apresenta, “Tá rindo do quê?” é justamente uma indagação pertinente nesta obra.

    Post a Reply
  11. eu num gostei muito desse filme não!!!
    Sem graça, parado e muito dramatizado!!!

    Post a Reply
  12. O Adam Sandler ficou muito sério no filme, nem parece que é ele, não recomendo esse filme pra quem gosta do Adam!

    Post a Reply
  13. “MARCIO MELO says:
    Jul 24, 2010
    Reply

    Fulana, “LIXO” é um pouco pesado, o título do filme faz jus sim ao que ele apresenta, “Tá rindo do quê?” é justamente uma indagação pertinente nesta obra.”

    Graças ao título nacional. Onde cabe também “Funny People”?

    Opinião sobre o filme: “Dramédia”, “comedrama” (seja o que for) MUITO inconsistente – do lado pessoal do protagonista (Onde o filme tenta apontar para o lado árduo e sério do fazer rir) às situações românticas sem sentido (envolvendo o personagem de Eric Bana) e de cumplicidade Adam/Rogen que se desenrolam.
    O clima de coletividade humorística (O ídolo e a nova geração que o admira) é o único ponto verdadeiramente bom (no sentido razoável do termo).

    1/5

    Post a Reply

Trackbacks/Pingbacks

  1. supercaras.com » Artigo » Você nunca será tão engraçado quanto eu - [...] uma crítica do filme aqui e veja abaixo o trailer (absurdo mas não encontrei um maldito trailer [...]

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.