Sherlock Holmes (Sherlock Holmes, 2009/2010 – 128 min)

Direção: Guy Ritchie.
Roteiro: Michael Robert Johnson, Anthony Peckham, Simon Kinberg
Elenco: Robert Downey Jr., Jude Law, Rachel McAdams, Mark Strong, Kelly Reilly
Gênero: Suspense, Aventura.

Sinopse: O detetive Sherlock Holmes (Robert Downey Jr.) e seu fiel parceiro John Watson (Jude Law) envolvem-se em uma batalha contra o crime na Inglaterra, utilizando suas habilidades físicas e mentais.

 

O clássico personagem Sherlock Holmes foi criado no longíquo final do século 19 pelas mãos de Sir Arthur Conan Doyle, e de lá para cá já deu as caras em diversos romances (livros), e também em alguns filmes. Lançado ano passado lá fora, figurou em muitas listas de filmes mais esperados deste ano (nos cinemas brasileiros), e sem dúvidas faz juz à sua espera, pois trata-se de um filme que dosa bem cenas de ação, com suspense e bom humor.

Esta nova adaptação traz um Holmes (Robert Downey Jr., Homem de Ferro, Trovão Tropical)  modernizado, diferente um pouco do que a gente ‘conhecia’ dele. Ele herda suas principais características claro, como sua aguçada inteligência, suas deduções bastante lógicas de encarar os mistérios e a utilização de métodos científicos para desvendar os casos. Não poderia faltar também o seu fiel escudeiro Watson (Jude Law).

A trama segue a fiel dupla envolvida num grande mistério em uma batalha contra o crime na Inglaterra, tendo como pano de fundo o Lorde Blackwood, praticante de atividades envolvendo magia negra. Cabe aos dois tentar desvendar os mistérios ‘sobrenaturais’ por trás de diversos assassinatos.

Na linha de frente o destaque fica mesmo pra Robert Downey Jr., que interpreta muito bem o sagaz Sherlock Holmes, que traz ainda gosto por lutas e um humor bem ácido e divertido. Jude Law faz um belo trabalho também como Watson, e as cenas de “amor” (bromance como alguns gostam de chamar) entre os dois rendem também hilários momentos. Junto à dupla temos ainda a gracinha da Rachel McAdams (Te Amarei para Sempre, Intrigas de Estado) e Mark Strong (Rede de Mentiras), que trabalhou com o diretor Guy Ritchie no divertido RocknRolla, fazendo um vilão ao menos convincente.

Com boas cenas de ação (algumas usando aqueles jogos de câmera lenta e depois acelerando), pitadas de romance, bom humor e um elenco carismático trabalhando direitinho, Sherlock Holmes se mostra mesmo como uma ótima diversão. E pensando nisso fizeram o favor de reservar os minutos finais do filme (depois de todo aquele momento Scooby Doo), para deixar escancarada uma continuação. Ainda assim, é muito pouco para estragar o belo entretenimento que esta obra representa.

Related Posts with Thumbnails