Lunar (Moon, 2009/2010 DVD – 97 min)

Direção: Duncan Jones
Roteiro: Duncan Jones, Nathan Parker
Elenco: Sam Rockwell, Matt Berry, Robin Chalk,Kevin Spacey.
Gênero: Ficção Científica, Suspense.

Sinopse: Astronauta tem experiência transcedental ao fim de um período de três anos de pesquisas na Lua, quando descobriu maneiras de resolver o problema de energia da Terra.

É incrível o descaso que alguns filmes recebem de nossas distribuidoras, enquanto nossas salas são bombardeadas com filmes de gosto duvidoso, excelentes obras como “Lunar (Moon)” vão parar direto em nossas prateleiras das locadoras. Desde o ano passado, quando foi lançado lá fora e chegou a figurar em minha lista dos mais esperados de 2009, que o trabalho do diretor/roteirista Duncan Jones (que é filho do grande David Bowie) vem ganhando a crítica e sendo bastante elogiado. Simplesmente não dá para entender como é possível se ignorar uma excelente obra da ficção científica com esta.

Na trama conhecemos o astronauta Sam Bell (Sam Rockwell) que trabalha em uma estação lunar e está perto de voltar para casa, já que seu contrato de 3 anos está chegando ao fim. A sua única companhia é GERTY, um robô com inteligência artificial bem avançada e tendo a voz de Kevin Spacey. Seus problemas se iniciam quando ele sofre um acidente e entre algumas visões estranhas descobre uma verdade assustadora.

 

O ator Sam Rockwell, que tinha feito “O Guia do Mochileiro das Galaxias” dá um show de exibição e é uma das principais razões de sucesso de “Lunar“. Apresentar a comunicação e interação entre seu personagem e a Inteligência Articial GERTY expressando suas “emoções” através de emoticons é outro ponto bem interessante deste filme.

 

Para quem não é muito chegado em ficções científicas pode achar o filme um pouco chato, já que em quase sua totalidade temos o ator Sam Rockwell à frente, sem cenas de ação, sem efeitos especiais mirabolantes ou explosões tresloucadas, o que ultimamente tem sido ‘regra’ em produções do gênero.

O destino de “Lunar (Moon)” jamais poderia ter sido o seu lançamento por aqui direto em DVD. Trata-se mesmo de um filme muito interessante e imperdível para os amantes do gênero. A conjunção de uma bela história com um excelente trabalho de atuação só podia mesmo resultar em um projeto brilhante e que, caso não me surpreenda bastante este ano, deverá figurar na minha lista dos melhores.

Ps: Dmtry, super parceiro do Pipoca de Bits, trouxe à tona outro descaso, o da Sony Pictures que resolveu não apoiar Sam Rockwell em uma campanha para indicá-lo ao Oscar. Existe um abaixo assinado que será enviado aos membros da academia pedindo a sua indicação. Assine no link abaixo:

Related Posts with Thumbnails