os-abracos-partidos-2009
Abraços Partidos (Los Abrazos Rotos, 2009 – 128 min)

Direção: Pedro Almodóvar.
Roteiro: Pedro Almodóvar.
Elenco: Penélope Cruz, Lluís Homar, Blanca Portillo, José Luis Gómez, Tamar Novas, Rúben Ochandiano, Lola Dueñas.
Gênero: Drama.

Sinopse: O longa é uma “história de amor louco” que engloba vários estilos cinematográficos, centrando-se no cine negro dos anos 50. A história se passa em dois tempos distintos, na década de 90 e na atualidade, segundo explicou o diretor.

Confesso que sempre fico receoso ao comentar sobre filmes de diretores consagrados como Pedro Almodóvar, sempre fico achando que tem algo escondido em seus filmes que nem todos conseguem captar. Em “Abraços Partidos (Los Abrazos Rotos)” mais uma vez vemos as ‘marcas registradas’ do cineasta estampadas, e de quebra, mais uma vez com a estonteante (não teria adjetivo melhor) Penélope Cruz. E é uma obra realmente muito inspirada e que me fez sair extramamente contente do cinema.

A trama se passa em dois tempos distintos e trata-se de uma obra que fala dentre outras coisas sobre o cinema. Conhecemos o cineasta Mateo Blanco (Lluís Homar) e também a história de Lena (Penélope Cruz). Entre idas e vindas no tempo, vemos Mateo nos dias atuais cego e nada sobre a presença de Lena. Aos poucos a história vai sendo montada e apresentada até descobrirmos o que realmente aconteceu.

Penélope Cruz e Lluis Homar

Penélope Cruz e Lluis Homar

Mesmo para quem conhece poucos filmes de Almodóvar fica fácil perceber que estão lá as cores vibrantes que saltam aos olhos (principalmente o vermelho), o jeito diferenciado de focar algumas cenas, a presença forte do feminino e toda a discussão decorrente em torno de temas como sexo, homossexualismo e traição.

Para quem gosta de bons dramas e principalmente dos filmes de Almodóvar “Abraços Partidos” é um deleite. Uma obra acertada e que consegue convencer até o menos ligados em quesitos técnicos ou metáforas escondidas. E a forma como a história é apresentada é realmente genial, consegue prender sua atenção e guardar os grandes momentos para a hora certa.

Penélope mais uma vez exalando sensualidade

Penélope mais uma vez exalando sensualidade

Com tantos acertos, seja na direção, no roteiro e também no trabalho de todo o elenco (com destaque para Penélope Cruz), o resultado não poderia ser outro além de um ótimo filme e que realmente vale a pena. Mesmo não conhecendo toda a obra deste grande cineasta, posso afirmar que este foi um dos melhores filmes seus que já assisti.

Related Posts with Thumbnails