a_orfa_poster

A Órfã (Orphan, 2009 – 123 min)

Direção: Jaume Collet-Serra
Roteiro: David Johnson, Alex Mace
Elenco: Isabelle Fuhrman, Vera Farmiga, Peter Sarsgaard, CCH Pounder, Jimmy Bennett, Margo Martindale, Aryana Engineer
Gênero: Suspense.

Sinopse: Depois de um aborto espontâneo, um casal decide adotar uma criança mais velha. Quando Esther começa a fazer parte da família, muitas coisas estranhas começam a acontecer.

Poucas vezes conseguimos ser surpreendidos com boas e interessantes obras de suspense nos cinemas. O diretor espanhol Jaume Collet-Serra, responsável pelo terrível e ‘cômico‘ “A Casa de Cera“, preferiu não fugir muito da receita de sucesso hollywoodiana com “A Orfã (Orphan)”. O que faz mesmo valer o filme é a bela interpretação da jovem Isabelle Fuhrman, que consegue gerar momentos bastante tensos.

Existe algo de errado com Esther

Existe algo de errado com Esther

A trama segue a história de um casal que possui dois filhos (uma menina surda e um garoto) e que, após perder em um aborto o que seria a terceira da prole, decide adotar uma criança um pouco mais velha. Chegando num orfanato a escolhida é uma jovem russa de 9 anos chamada Esther. Aparentemente muito inteligente e perspicaz para sua idade, conforme a história avança vamos conhecendo um lado bastante pertubador que Esther escondia.

A jovem atriz Isabelle Fuhrman dá mesmo um show de interpretação. Incrivelmente sádica, violenta e assustadora (porque não?), é ela quem realmente rouba a cena. As outras atuações estão num nível que não comprometem o entretenimento. O grande problema mesmo acaba ficando por conta de algumas previsibilidades ou uso de elementos que já estão manjados e saturados em obras deste gênero.

Momentos de tensão durante a trama

Momentos de tensão durante a trama

Ainda que chegando ao final a trama queira dar uma “virada” com uma explicação ‘fora do comum’, digamos assim, posso dizer que “A Orfã” é um filme razoavelmente bom. Fica somente aquela sensação de que a história poderia ser melhor aproveitada se fugisse um pouco de tantos comodismos.

Related Posts with Thumbnails