substitutos poster


Substitutos
(Surrogates, 2009 – 88 min)

Direção: Jonathan Mostow
Roteiro: Michael Ferris e John Brancanato
Elenco: Bruce Willis, Radha Mitchell, Rosamund Pike, Boris Kodjoe, James Francis Ginty, Michael Cudlitz, James Cromwell e Ving Rhames.
Gênero: Ficção Científica.

Sinopse: Adaptação dos personagens em quadrinhos cuja história é passada em 2054, quando os humanos vivem em isolamento e interagem apenas e de forma indireta com robôs que são semelhantes aos humanos, mas melhor do que eles. Esses andróides substitutos fazem tudo sem que os humanos tenham de sair de casa. Nesse ambiente, um policial que há anos não pisa na rua, usa seu próprio robô susbstituto para investigar o assassinato de outros robôs cometidos por um terrorista tecnológico que pretende sabotar esse novo mundo perfeito.

Não conhecia a HQ ‘Surrogates‘ de Robert Venditti e Brett Weldele que serviu como base para o filme “Substitutos (Surrogates)“. O futuro alternativo no qual a história é ambientada fala de algo que, se analisarmos bem, de certa forma já acontece nos dias atuais, só não ainda ao nível de usarmos robôs (os substitutos) para fazer nossas tarefas e deveres diários. Mesmo com uma boa idéia central faltou um pouco de alma para tornar essa obra uma boa diversão.

Bruce Willis ansioso por ação

Bruce Willis ansioso por ação

A trama nos leva até o ano de 2054 onde quase a totalidade da população deixou de sair nas ruas, evitando se arriscar a qualquer tipo de inconveniência ou perigo, deixando este trabalho para máquinas (robôs)que respondem aos seus comandos enquanto estão em casa, deitados e em segurança. Este mundo, aparentemente perfeito e sem perigos, começa a ruir quando 2 ‘controladores’ são mortos através de seus ‘substitutos’, algo que sempre foi considerado impossível.

Cabe então a Bruce Willis colocar seu ‘boneco’, convenientemente bem mais jovem do que sua real aparência, para investigar o caso. Junte-se este problema investigativo um pouco de drama familiar com sua esposa e um vilão com motivações iguais a vilões de desenhos animados e o que temos é um filme bem mais ou menos.

Controlando seu Substituto no conforto do lar

Controlando seu Substituto no conforto do lar

Não chega a ser um filme ruim, longe disso, tem boas cenas de ação e toda a questão dos substitutos serve até como um alerta para o caminho que podemos levar se continuarmos com certos pensamentos e atitudes. Ainda assim, faltou a “Substitutos” ser um filme mais empolgante e com um final menos bobinho para ser considerado um bom filme pelo menos. O que ficou para mim foi um momento de reflexão e nada mais.

Related Posts with Thumbnails