scoop_ver2

Scoop – O Grande Furo (Scoop, 2006 – 96 min)

Direção: Woody Allen.
Roteiro: Woody Allen.
Elenco: Scarlett Johansson, Woody Allen, Hugh Jackman, Ian McShane, Romola Garai.
Gênero: Comédia.

Sinopse: Jade Spence (Scarlett Johansson) é uma jovem estudante de jornalismo norte-americana que mora em Londres. Quando participa de um número de mágica, entra em contato com um fantasma que lhe revela que um belo ricaço (Hugh Jackman) pode ser um assassino em série. Seu espírito de jornalista fala mais alto e ela investiga o suspeito com a ajuda de um mágico atrapalhado (Woody Allen), mas acaba se apaixonando pelo milionário.

Antes de começar o blog lá pelos idos de 2007, confesso que tinha visto quase nenhum filme de Woody Allen, sendo “Noivo Neurótico, Noiva Nervosa” o que eu mais gostava dele. Em minha lista de filmes a assistir, comecei a adicionar nela alguns da nova safra de Woody, mesmo ele sendo alvo de críticas de algumas pessoas, que esbravejam que sua boa fase já acabou.

Em “Scoop – O Grande Furo” um dos atrativos é a presença de sua atual musa Scarlett Johanson (Vicky Cristina Barcelona). Woody Allen como de costume faz um dos papéis no filme, desta vez o de um atrapalhado mágico. Adicione a tudo isso ainda as presenças de Ian McShane e Hugh Jackman (Wolverine). Além de um bom elenco, o filme conta com elementos sobrenaturais em sua trama, como o fanstama de um repóter que descobre uma história que pode se tornar “um grade furo” de reportagem.

Hugh Jackman, Scarlett e Woody Allen

Hugh Jackman, Scarlett e Woody Allen

A trama traz a história de Jade Spence (Scarlett Johansson), que é uma jovem estudante de jornalismo americana que está morando em Londres. Depois de participar de um número de mágica, ela entra em contato com o fantasma de um repórter que lhe entrega que um ricaço (Hugh Jakman) pode ser um assassino em série. Os problemas se iniciam quando ela se apaixona pelo ricaço e fica em conflito se acredita no rapaz ou segue com as investigações.

Definitavamente não se trata de um dos melhores filmes de Allen que eu já assisti, mesmo assim rende bons e divertidos momentos, sendo o de seu personagem os mais engraçados. Fora isso temos Scarlett focalizada do jeito que só ele sabe fazer, conseguindo enaltecer toda sua sensualidade sem ser fútil ou vulgar. Cabe a ela fazer o que sabe de melhor, ser gostosa (espero não apanhar em casa).

Sensual e provocante

Sensual e provocante

Trata-se de um filme levemente divertido. Para os fãs mais xiitas de Woody Allen vai ficar aquela sensação de que ele perdeu um pouco o jeito, mas eu ainda acredito que seus filmes mais recentes estão cada vez mais próximos do grande público. Sem contar ainda que dificilmente algo ruim sai de sua cartola.

Related Posts with Thumbnails