Gamer

game_poster

Gamer (Gamer, 2009 – 95 min)

Direção: Mark Neveldine e Brian Taylor
Roteiro: Mark Neveldine e Brian Taylor
Elenco: Gerard Butler, Amber Valletta, Michael C. Hall, Logan Lerman, Kyra Sedgwick, Alison Lohman, Terry Crews, Ludacris, Milo Ventimiglia, John Leguizamo.
Gênero: Ação, Ficção Científica.

Sinopse: No futuro, as pessoas poderão jogar videogame tomando o controle do corpo de outros seres humanos. Os detentos são convocados para participar desse tipo de jogo, com um acordo. Quem sobreviver a 30 sessões de jogo ganha a liberdade.

Duas coisas me atrairam para fazer de Gamer um dos filmes mais esperados por mim este ano. Em primeiro lugar a dupla de diretores e roteiristas do eletrizante e divertidíssimo Adrenalina, e em segundo lugar a premissa do filme. Essas questões de futuro em que cada vez mais as pessoas adentram no mundo virtual, as questões de ética e tudo mais que implicam usar detentos morrendo como forma de diversão me atraem, ainda que não sejam nada originais estas idéias.

 

O jogador e seu slayer

O jogador e seu slave

 

A trama mostra um futuro onde as pessoas jogam games tomando o controle do corpo de outros seres humanos. Em um desses games, detentos do corredor da morte são convocados para jogar um saguinolento jogo no melhor estilo “Counter Strike“. Quem sobreviver a 30 sessões ganha a liberdade. É aí que entra em cena o personagem Kable, cujo o “slayer” (alusão ao nome do jogo que quer dizer ‘escravo’) é Tilsman (Gerard Butler, A Verdade Nua e Crua), um prisioneiro que sonha em ver sua filha e esposa assim que conseguir se livrar deste jogo mortal.

Ainda que menos alucinante e insano do que Adrenalina, Gamer começa de forma frenética. Câmeras rápidas, cenas de ação com muita explosão e sangue e trilha sonora bastante divertida. O filme caminhava muito bem até uma cena em que Kable/Tilsman dá partida num carro vomitando vodka e urinando no tanque. A partir daí a história muda de figura e os rumos do filme realmente não me agradaram o bastante.

 

gamer-movie-cena

O Cavaleiro e a Donzela

 

 

Confesso que fiquem sei entender onde os diretores/roteiristas queriam chegar depois da “virada” na trama. Junte-se a isso algumas cenas com altos níveis de vergonha alheia, como dancinhas medonhas para a preparação de uma luta, e temos um filme que infelizmente tropeça na própria história. Mesmo com um bom elenco escalado, Gamer é no geral fraco. A tentativa foi boa mais o tiro acabou pegando de raspão e sem direito a “insert coin to continue“, ainda que nos créditos surja esta opção.

Related Posts with Thumbnails

Author: Marcio Melo

Analista de Sistemas, amante da sétima arte desde os tempos imemoriais e com muito sangue nerd fervilhando em veias hipertensas, fundou o Porra, Man! com o intuito de comentar sobre cinema de forma descomplicada e fácil de entender. Nas horas vagas torce prum time que nunca vence e mata monstros que não existem.

Share This Post On

10 Comments

  1. Exato, o filme se perde completamente depois da tal virada, fica perdidinho e o final é lastimável. Como eu disse no meu post, as cenas iniciais salvam a ida ao cinema, mas o filme é mesmo muito fraco.

    Post a Reply
  2. Porra man, vc podia ter aproveitado melhor sua folga hein.

    Post a Reply
  3. Ri demais lendo essa resenha! hehehe

    Post a Reply
  4. Pior é que fiquei viciado em fazer piadinhas nas resenhas. Pelo menos alguém já riu de uma, já é algo.

    Post a Reply
  5. Bom amigo soh uma coisa equivocada, slayer não quer dizer escravo, e sim assassino, escravo eh slave!

    abração

    Post a Reply
  6. Willy meu caro, valeu mesmo pela correção, já atualizei a informação da imagem.

    Grande abraço

    Post a Reply
  7. Ahm…Gostei do filme. Eu vejo uma similaridade com gladiador… sociedade em decadência…pão e circo…as motivações do herói sao diferentes… Mas gostei mesmo da crítica à sociedade atual e sua tendência…

    Post a Reply
  8. Mauricio, pra mim a única coisa que se salvou do filme foi a “crítica” social, de restou eu não gostei.

    Mas respeito sua opinião e conheço muitos que pensam como você

    Grande abraço e valeu pelo comentário! 🙂

    Post a Reply
  9. Marcio para falar a verdade eu daria nota 1 e não 2 porque odiei esse filme.

    Só assisti porque o trailer foi muito bem feito e porque os diretores são do Adrenalina que pra mim foi um dos melhores fimes de ação que eu já vi já que eu não gosto de ação.

    E não acredito que eles que fizeram o adrenalina fez uma chatiçe dessa.

    e só ganhou 1 ponto de mim por aquela cena dos peitinhos do outro game que tem no filme que pra mim é uma imitação do jogo The Sims.

    Post a Reply
  10. Achei o filme muito ruim, e ficou lixo mesmo depois da cena do carro,e que merda é aquela? um gordo viado?? que adora pegar no pau dos caras?
    e quando o cara ia comer a garota,um de roupa toda preta o que ele estava fazendo? proucurando o pinto? pq demorou tanto pra achar kkkkkk e nen achou kkkkkkkkkkkk

    Parei parei….:D

    Post a Reply

Trackbacks/Pingbacks

  1. Marcio via Rec6 - Gamer, Crítica do filme | Porra, man!... Mesmo com um bom elenco escalado, Gamer é no geral fraco. A…

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.