distrito9-poster

Distrito 9 (District 9, 2009 – 112 min)

Direção: Neill Blomkamp.
Roteiro: Neill Blomkamp, Terri Tatchell.
Elenco: Sharlto Copley, Jason Cope, David James.
Gênero: Ficção Científica, Ação.

Não é sempre que o cinema precisa ser reinventado, às vezes basta juntar as boas idéias e sacadas de outras produções e ter coragem o suficiente de driblar as receitas prontas ‘hollywoodianas‘ e fazer algo diferente. O sucesso conquistado pelo filme, primeiramente lá nos EUA, não é à toa. O diretor estreante Neil Blomkamp contou com a produção do monstro Peter Jackson, o responsável pelo grandioso Senhor dos Anéis, e pode fazer o filme com tranquilidade, pois sabia que na produção nada iria lhe faltar.

E Distrito 9 serviu ainda para dar uma cutucada nos responsáveis pelo cancelamento da produção do filme “Halo” (um jogo de grande sucesso do Xbox), que trazia a frente o mesmo produtor e o mesmo diretor estreante. Os desentendimentos se deram por conta do receio de deixar nas mãos de um estreante, ainda que apadrinhado por Peter Jackson, um orçamento tão milionário, que já estava para chegar em quase 200 milhões de dólares. E com “apenas” 30 milhões, temos este sucesso de bilheterias.

Distrito 9 - Nave Alien

Nave Alien sobre Joanesburgo

A trama começa de forma documental, com depoimentos e reportagens que vão colocando o espectador por dentro de todos os fatos. A 20 anos atrás, uma nave alienígena parou sobre Joanesburgo (Capital da África do Sul) devido a problemas técnicos. Os aliens, chamados pejorativamente por alguns de “camarões“, são deixados durante todo este tempo num local conhecido como Distrito 9. O lugar vira uma grande favela alien, e incomoda bastante os moradores da cidade.

Em paralelo a estes acontecimentos somos apresentados a Wikus Van Der Merwe, funcionário da MNU (como se fosse uma ONU), que é encarregado de coordenar o despejo dos alienígenas do Distrito 9 para outro local longe dali. Neste momento começam vários conflitos e o desenrolar da história não posso contar mais para não estragar o filme. Estreante também, além do diretor, temos o sulafricano Sharlto Copley que dá ainda mais realismo a trama e faz um ótimo trabalho.

MNU intervindo no Distrito 9

MNU intervindo no Distrito 9

Mais do que simplesmente uma ficção científica, Distrito 9 é genial por ser algo que você enxerga como real, por nos fazer refletir sobre sentimentos tão humanos como a intolerância. A alusão aos acontecimentos do Apartheid são bastante claras. Os conflitos sociais e a forma de tratamento que os aliens recebem são/foram diferentes das que muitos povos receberam e ainda recebem mundo afora?

Os aliens não estão vindo lá do espaço nos destruir, aliás, destruir Nova York. Will Smith, ou qualquer outro ator de sucesso do momento, não está vindo nos salvar. A nave alien paira sobre a África do Sul, eles estão entre nós sofrendo numa terrível favela de isolamento, prestes a serem despejados dali.

Um excelente filme, criativo, inteligente e muito bem feito, seja na parte visual e efeitos especiais, seja na atuação do protagonista ou na história simples e direta. Só por ser diferente de tudo que é feito costumeiramente no cinema, já valeria a pena. Mais que isso, trata-se de um obra que extrapola os limites do bom entretenimento, por, além de tudo, lhe fazer pensar e refletir.

Você pode até assistir o filme e não gostar dele, eu respeito os gostos e opiniões de cada um, mas jamais você poderá dizer que este é apenas mais um filme de ficção científica, jamais.

Related Posts with Thumbnails